Cera caseira: receitas, opiniões e cuidados necessários

As principais vantagens de se utilizar uma cera caseira são economia e praticidade

Escrito por Tais Romanelli

Foto: Thinkstock

Ir mensalmente a um salão ou centro estético para se depilar faz parte da rotina de beleza de muitas mulheres. Boa parte delas considera esses locais mais apropriados e cômodos para a depilação. Afinal, a cliente só precisa se deitar na maca e deixar que a profissional responsável cuide do serviço.

Porém, pagar para uma profissional fazer a depilação uma vez por mês, ou até de 15 em 15 dias, pode pesar bastante no bolso da mulher, principalmente se ela tiver o costume de depilar várias partes do corpo. Além disso, com a correria do dia a dia, nem todas as mulheres conseguem marcar uma hora com a depiladora dentro do horário comercial. São, principalmente, esses dois fatores que levam muitas delas recorrerem a métodos caseiros.

Há anos e anos, misturas à base de açúcar e limão são usadas como uma alternativa para a depilação. São as chamadas ceras caseiras.

Mas será que elas são, de fato, uma boa solução para remover os pelos? Quais são os cuidados necessários na hora de prepará-las e de utilizá-las? Dúvidas como estas fazem com que muitas mulheres se sintam inseguras em se depilar em casa com esse tipo de cera.

Flávia Sampaio, esteticista do Werner Coiffeur, destaca que as vantagens de se utilizar uma cera caseira são valor e praticidade. Isso porque, de forma geral, as ceras caseiras são feitas com poucos e populares ingredientes e, além disso, a depilação ocorre no conforto do próprio lar.

Abaixo você confere duas receitas de cera caseira:

1. Cera com açúcar e limão

A receita é sugestão da esteticista Flávia Sampaio:

Ingredientes

  • 4 xícaras de açúcar refinado branco
  • 1 xícara de suco de limão puro
  • 1 xícara de água

Modo de preparo

Coloque todos os ingredientes numa panela e ligue o fogo médio. Durante cerca de 20 minutos, fique mexendo a mistura na panela até que ela fique com a aparência de um caramelo. “Para saber se a cera está no ponto certo, coloque 1 colher de água num prato de sobremesa e depois coloque meia colher da cera neste prato… Observe se as laterais começam a subir e verifique, com o dedo indicador e polegar em forma de pinça, se a cera do prato está repuxando. Caso ela ainda não esteja repuxando, volte ao fogo baixo por mais alguns minutos até que a cera fique no ponto certo”, explica Flávia.

Ainda de acordo com a esteticista, a cera caseira pode ser utilizada em todas as partes do corpo, tais como axilas, virilha, pernas.

Porém, vale destacar que é necessário tomar muito cuidado com a temperatura da cera para não se queimar. Além disso, caso a cera seja usada no rosto (para remover pelos do buço), é essencial lavar o local várias vezes após a depilação, pois o limão pode causar queimaduras se houver exposição ao Sol.

2. Cera com mel

Outra possibilidade é utilizar mel para fazer a cera caseira. Ela é indicada para as regiões mais sensíveis da pele, como buço, axilas e virilha.

Ingredientes

  • 1/2 kg de açúcar
  • 1 colher (sobremesa) de mel
  • Suco de 1 limão
  • 1 colher (sopa) de água

Modo de preparo

Coloque o açúcar, aos poucos, em uma panela no fogo, mexendo sempre. Em seguida, acrescente o mel, sempre mexendo, até criar uma calda espessa. Quando a calda estiver no ponto, acrescente a metade de um limão (suco) e continue mexendo até levantar fervura. Acrescente a outra metade do limão e, depois, a água. Retire a panela do fogo e deixe esfriar por cinco minutos. Coloque a cera em um pote de vidro.

Diferentes opiniões sobre o uso de cera caseira

Letícia Mendes, 30 anos, arquiteta, conta que depila pernas, virilha e axilas, sempre em salões de beleza, há cerca de 15 anos. “Não vejo motivos para usar ceras caseiras. Dão trabalho e causam muita sujeira para fazer, na minha opinião. Mas nunca tentei usá-las. Confio muito mais nos produtos usados por uma depiladora profissional”, diz.

Nanda A. Ferreira, 34 anos, secretária, conta que já utilizou ceras caseiras. “Misturei algumas vezes açúcar, água e limão para fazer uma cera. Acho que a receita fica bem mais barata do que você ir a um salão se depilar, por isso, acho que vale a pena, sim!”, explica.

Juliana Melotto, 20 anos, estudante, também prefere se depilar com uma profissional. “Minha depiladora vem em casa, o que é melhor ainda. Mas, ainda que tivesse que ir até um salão, eu preferiria… Nunca usei ceras caseiras”, diz.

Cuidados necessários com a depilação feita com cera caseira

Foto: Thinkstock

Independentemente da receita utilizada, é fundamental tomar cuidado ao realizar a depilação em casa. De acordo com a esteticista Flávia, ao utilizar uma cera caseira, em alguns casos, a mulher pode não obter o mesmo resultado oferecido num salão e corre o risco de ter alergia a algum ingrediente da mistura.

Neste segundo caso, uma dica imprescindível é realizar um teste de toque para saber se você não tem mesmo alergia ou rejeição aos ingredientes. A recomendação é esperar cerca de 24 horas para ter essa certeza, se não houver nenhum tipo de reação, você pode começar o procedimento.

É muito importante ainda tomar bastante cuidado com a temperatura da cera para não correr o risco de se queimar.

A cera que fui utilizada para a depilação não deve ser reutilizada e, sim, descartada na hora. Mas, caso sobre uma parte da cera ainda não usada, ela pode ser guardada em um recipiente de vidro com tampa. Se a cera ficar dura, você deve aquecer em banho-maria até que ela volte à textura inicial.

Após a depilação feita em casa, não saia ao Sol e evite aplicar produtos como desodorantes ou hidratantes no mesmo dia. Não use também roupas apertadas ou que possam gerar algum tipo de atrito com o local depilado.

Vale destacar que é interessante utilizar as ceras caseiras feitas com açúcar esporadicamente, já que elas tendem a ser mais agressivas do que as outras. Em caso de dúvidas, não deixe de consultar uma profissional de sua confiança antes de aderir à depilação caseira.

Assuntos: Depilação, Pele

Dicas pela Web