Dicas de Mulher Dicas de Noivas

Casamento, um mundo de tradições: veja os costumes de outros países

Cada país e cultura têm maneiras curiosas de celebrar a felicidade do casal. Conheça algumas delas e inspire-se para a sua cerimônia de casamento

em 07/10/2013

Foto: Thinkstock

Uma noiva vestida de branco sobe ao altar, onde encontra o noivo e um líder (normalmente religioso) que ministrará a união – celebrada na presença de amigos e familiares. Esta é a imagem que vem à mente quando o assunto é cerimônia de casamento, sendo este o ritual mais comum tanto no Brasil como em outros países.

Mas em um mundo tão culturalmente rico e plural, você pode se surpreender com as tradições de matrimônio de outras partes do mundo. Com a miscigenação, alguns costumes de outros povos até já foram incorporados à cultura brasileira. “O arroz que é jogado nos noivos, por exemplo, é uma tradição milenar chinesa”, explica a assessora e organizadora de eventos Flávia Sacchetto Santos.

Confira a seguir algumas tradições e costumes de casamentos em treze diferentes países ao redor do globo. A ideia é sempre a mesma: garantir uma celebração muito importante para a vida do casal. Veja também os vídeos que mostram casamentos reais tradicionais em cada país.

China

O vermelho é muito importante nos casamentos chineses. Símbolo da alegria e do amor, a cor está presente na decoração, nos convites e até no vestido da noiva. Sobre os vestidos, aliás, a noiva chinesa chega a ter pelo menos três modelos para seres usados durante a festa. Outra tradição chinesa do casal é beber vinho com mel de dois copos atados com uma fita (também!) vermelha.

Rússia

Durante uma brincadeira tradicional, o noivo russo tem que se esforçar para conseguir a sua noiva pouco antes da cerimônia. Antes do casamento, ele aparece na casa da amada e pede novamente a mão dela. Então amigos e familiares da noiva recusam o pedido do rapaz até que ele pague o “resgate” em brindes, joias, dinheiro ou com algum tipo de trote.

Índia

Uma das tradições mais marcantes nos casamentos hindus é a cerimônia do Mehndi Rat, que consiste em tatuar com hena as mãos e os pés da noiva. Os desenhos são incrivelmente detalhados e demoram horas para ficarem prontos. Para o casamento, a noiva indiana também deve estar adornada com muitas joias.

Japão

Na cerimônia japonesa, os noivos bebem nove goles de saquê, tornando-se verdadeiramente marido e mulher a partir do primeiro gole. Flávia Sacchetto Santos relata que já organizou alguns casamentos em que um dos noivos era de origem japonesa. “É muito interessante! A tradição acaba se destacando do ‘comum’ e conseguimos incorporar e mesclar os elementos de ambas as culturas para uma cerimônia verdadeiramente ecumênica. No caso dos japoneses, costumam usar muitos tsurus na decoração e lembranças, comidas típicas e flores específicas”, explica.

Israel

Uma das tradições mais conhecidas dos casamentos judaicos é a quebra do copo de vidro. O noivo deve quebrar com o pé direito um copo para lembrar a destruição do Templo em Jerusalém. Ao finalizar todos os convidados gritam “Mazel Tov”, que significa “boa sorte” em hebraico.

Egito

No Egito, a família da noiva encarrega-se de cozinhar para os noivos durante a semana seguinte à cerimônia. Assim, o casal pode desfrutar melhor o início do casamento. Ótima ideia, não é?

Marrocos

Com o objetivo de se purificarem, as mulheres marroquinas tomam um banho de leite antes da cerimônia de casamento.

Turquia

Se você não quer desapontar suas amigas solteiras, mas gostaria de guardar o buquê do casamento, talvez uma tradição da Turquia possa ajudar. Lá, as amigas solteiras da noiva escrevem os seus nomes no interior dos sapatos dela. No final da celebração, aquela cujo nome estiver mais apagado será a próxima a casar.

Holanda

Como símbolo de fertilidade e de sorte, é plantado um pinheiro fora da casa dos recém-casados holandeses.

Grécia

A alegria dos gregos com a união do casal transparece em uma festa com muita comida bebida, música e dança. Como símbolo de sorte e prosperidade, os gregos realizam a famosa quebra de pratos ao som de uma música folclórica tradicional.

Polônia

A festa de casamento polonês pode durar dois dias (ou até mais!) entre a cerimônia principal, a festa, danças e brincadeiras. Dizem que esta tradição surgiu como uma maneira do povo prolongar os momentos de alegria depois de ter sofrido muito durante a guerra.

Estados Unidos

Seguindo a rima “something old, something new, something borrowed, something blue”, a noiva deve respeitar o ditado à risca e durante a festa ela deve usar algo velho (símbolo da continuidade), algo novo (esperança), um objeto emprestado (simbolizando a felicidade concedida por um amigo) e algo azul (pureza). Esta é uma tradição de origem europeia que muitas noivas daqui já incorporaram, acreditando trazer sorte ao casamento, explica Flávia.

México

Em vez de picotar a gravata, os mexicanos costumam fazer a “dança do dólar”, onde o convidado pode pagar para dançar com o noivo ou noiva. Outra tradição do México é a noiva deixar o buquê aos pés de uma imagem da Virgem Maria. Além disso, são servidas tradicionais comidas mexicanas durante a festa. Já pensou em um cardápio mexicano no buffet do casamento?

Se você está com vontade de adotar alguma tradição diferente na sua cerimônia de casamento, pode aproveitar algumas destas ideias e se inspirar. A dica da organizadora é não fazer nada em exagero. “Tudo deve estar dentro do bom senso e adaptado aos nossos costumes, clima e região. Trazer alguns elementos de outras culturas e colocar em alguns detalhes fica original e elegante”, orienta Flávia.

Comentários
Dicas relacionadas