20 benefícios do óleo de girassol para sua pele, cabelo e saúde

As vantagens oferecidas por esse ingrediente fazem com que ele seja mais saudável do que o óleo de coco

Escrito por Raquel Praconi Pinzon

Foto: iStock

O óleo de girassol, extraído das sementes dessa flor, é amplamente utilizado na cozinha e também em fórmulas cosméticas devido às suas propriedades.

Por ser rico em gorduras saudáveis, vitamina E, C, B1, B5 e B6 e minerais como cobre, fósforo, zinco e magnésio, ele é considerado um dos óleos mais saudáveis disponíveis.

Além de prevenir doenças sérias como alguns tipos de câncer, o óleo de girassol oferece benefícios para a pele e os cabelos, principalmente em relação à hidratação.

Confira a lista de efeitos positivos que esse óleo cheio de propriedades poderosas pode oferecer para a pele, o cabelo e a saúde:

Benefícios do óleo de girassol para a pele

Foto: iStock

O óleo de girassol é excelente para manter a saúde e a beleza da pele por causa de suas propriedades calmantes e emolientes. Além disso, por ser rico em nutrientes e antioxidantes, ele é amplamente utilizado em tratamentos contra a acne, irritações, eczema e outros problemas de pele.

Leia também: Óleo de coco pode não ser tão saudável quanto você pensa

  • Agente de hidratação: devido às suas propriedades emolientes, o óleo de girassol ajuda a pele a conservar a sua hidratação. Ele pode ser utilizado como uma barreira protetora contra o ressecamento;
  • Melhora da saúde da pele: o óleo de girassol é muito rico em vitamina E, que ajuda a prevenir os danos causados pela radiação UVA. Além disso, essa vitamina protege a pele contra as rugas;
  • Tratamento da acne: por ser muito leve e não gorduroso, este óleo é facilmente absorvido pela pele, sem entupir os poros. Suas vitaminas e ácidos graxos atuam como antioxidantes para regenerar as células e ajudam a combater a bactéria causadora da acne;
  • Proteção contra a radiação solar: além da vitamina E, o óleo de girassol é rico em betacaroteno, que deixa a pele menos sensível aos danos causados pelo sol;
  • Prevenção do envelhecimento precoce: as propriedades antioxidantes ajudam a combater os radicais livres que causam o surgimento de rugas e linhas de expressão em peles jovens;
  • Tratamento da pele seca: com um grande poder emoliente, o óleo de girassol aumenta a capacidade de retenção de água pela pele, sendo benéfico para pessoas com pele seca ou sensível;
  • Tratamento de outros problemas de pele: por ser um óleo de alta qualidade e apresentar textura leve, ele é apropriado para peles normais e secas. Ele é utilizado em produtos tópicos e confere uma sensação de toque macio.

Benefícios do óleo de girassol para o cabelo

Foto: iStock

Assim como na pele, o óleo de girassol exerce um efeito de hidratação nos cabelos. Os nutrientes e os antioxidantes desse ingrediente também fornecem benefícios para os fios.

  • Controle do frizz: devido à sua textura, o óleo de semente de girassol ajuda a controlar o frizz, combate a desidratação e pode ser usado como um condicionador natural. Aplique-os nos fios antes de lavar os cabelos duas vezes por semana para obter esses efeitos;
  • Tratamento de alguns problemas capilares: por ser extremamente leve, este óleo ajuda a condicionar o cabelo oleoso. Além disso, ele nutre o cabelo e previne a quebra dos fios;
  • Prevenção do afinamento e da queda: por ser rico em ácido alfalinolênico, o óleo ajuda a prevenir que o cabelo fique fino. Ele também é eficaz no tratamento da queda de cabelo;

Benefícios do óleo de girassol para a saúde

Foto: iStock

Além de oferecer vantagens para a pele e o cabelo, os componentes do óleo de girassol formam uma mistura de gorduras mono e poli-insaturadas excelentes para a nossa saúde. Conheça os benefícios para o nosso organismo:

  • Saúde cardiovascular: o conteúdo de gorduras mono e poli-insaturadas aliado às vitaminas faz com que o óleo de girassol seja um dos mais saudáveis para o consumo, ajudando a diminuir as doenças cardiovasculares e a chance de um ataque cardíaco;
  • Prevenção da artrite: o óleo apresenta propriedades de prevenção à artrite reumatoide;
  • Prevenção da asma e câncer de cólon: a vitamina E fornecida pelo óleo de girassol ajuda a prevenir crises de asma e até mesmo o câncer de cólon;
  • Prevenção a outros tipos de câncer: os carotenoides encontrados nesse óleo ajudam a prevenir o câncer de útero, pulmão e de pele;
  • Redução do colesterol ruim: a proporção de gorduras mono e poli-insaturadas e a presença da lecitina ajudam a manter níveis saudáveis de colesterol bom e ruim;
  • Combate aos radicais livres: a vitamina E e os tocoferóis do óleo de girassol ajudam a neutralizar os radicais livres, moléculas que causam danos celulares e podem levar ao câncer;
  • Regeneração dos tecidos: as proteínas desse óleo ajudam na reparação dos tecidos e também na produção de hormônios e enzimas;
  • Prevenção de infecções em crianças: a barreira protetora formada na pele com a aplicação do óleo de girassol ajuda a reduzir o risco de infecções em bebês prematuros;
  • Saúde do sistema nervoso: a concentração de vitaminas do complexo B presente nesse óleo colabora para o bom funcionamento do sistema nervoso;
  • Redução de problemas cardíacos e alguns tipos de câncer: o óleo de girassol contém selênio, um mineral que ajuda a reduzir o risco de problemas cardíacos e também de câncer de pulmão e de pele.

Os benefícios do óleo de girassol são realmente muito significativos, fazendo com que ele seja uma opção mais interessante do que outros óleos como o de coco ou amêndoas. Entretanto, por se tratar de uma gordura, ele deve ser consumido em pequenas quantidades.

E, é claro, não recomendamos que você inicie ou substitua um tratamento já em curso pelo óleo de girassol. Para fazer isso com segurança, é sempre necessário consultar um médico e se certificar de que a nova medida é realmente benéfica para a sua saúde.

Leia também: Óleo de linhaça: benefícios para cabelos, pele e saúde em geral

Assuntos: Bem-Estar

Dicas pela Web