O que é baby blues e sintomas da forma leve da depressão materna

Escrito por
Atualizado em 02.08.21

iStock

Por
Atualizado em 02.08.21

Muito se discute sobre depressão pós-parto e as implicações desse problema em mulheres que acabaram de ter um bebê. Mas você tem ideia do que é o baby blues? Para ajudar a desmistificar esse tema, convidamos a psicóloga hospitalar Aline Lemos (CRP/BA nº 03/11.878) para falar mais sobre o assunto. Acompanhe:

Publicidade

Índice do conteúdo:

O que é o baby blues?

Segundo Aline, a expressão baby blues refere-se ao momento pós-parto em que há uma queda brusca dos hormônios da grávida. Isso pode ocasionar alterações de humor, tristeza, entre outros sintomas. Em outras palavras, essa é a forma mais leve dos quadros de depressão e caracteriza-se por um estado de hipersensibilidade.

A psicóloga ainda diz que não há um motivo especial para que uma mulher seja acometida pelo baby blues, então qualquer uma pode desenvolver os sintomas. Porém as alterações hormonais também podem ser influenciadas pelas condições sócio-afetivas dela.

Diferença entre baby blues e depressão pós-parto

Pode-se dizer que o baby blues é a fase inicial da depressão pós-parto. Nesse segundo caso, o sentimento de melancolia manifesta-se de uma maneira mais intensa e a mãe sente-se desmotivada para lidar com a nova rotina e com seu bebê. Por isso, a mulher deve ser cuidada para que esse estágio não avance.

Sintomas do baby blues

Segundo Aline, os sintomas do baby blues duram cerca de duas semanas e desaparecem da mesma maneira que surgiram. Além disso, as alterações no humor e a fragilidade podem resultar de uma sobrecarga física e emocional. Sendo assim, a mulher pode desenvolver os seguintes sintomas:

  • Insônia
  • Choro fácil
  • Sensação de fragilidade
  • Irritabilidade
  • Falta de energia
  • Falta de confiança
  • Tristeza
  • Mudanças de humor

Sem dúvidas, esse é um momento de mudanças na vida da mãe. É no puerpério que ela aprende a amar e a aceitar o bebê, adaptando-se, assim, a uma nova realidade e às alterações corporais.

Como tratar de baby blues

iStock

De acordo com a psicóloga Aline, o baby blues não deve ser considerado uma doença, por isso não existe um tratamento medicamentoso específico. Porém existem alguns cuidados fundamentais, como o acolhimento e o apoio a essa mulher. Aliás, é importante verificar se essa mãe possui algum histórico de transtorno mental. Veja algumas dicas para lidar com essa fase difícil:

Publicidade

  • Expor os sentimentos: falar sobre o que se sente, com mais clareza, ajuda a reduzir os sintomas quando eles se manifestarem.
  • Pedir ajuda: é muito importante contar com o apoio das pessoas ao redor, sobretudo do marido e dos familiares.
  • Manter uma dieta equilibrada: isso pode ajudar a reduzir os sintomas de baby blues. Além disso, a mãe deve ingerir alimentos que contenham ômega 3.

Enfim, é fundamental que a mãe saiba que ela não está sozinha nesse momento e que pode pedir ajuda quando precisar. Se você quiser saber mais sobre depressão pós-parto, confira nossa matéria esclarecendo tudo sobre esse assunto.