7 alimentos que ajudam a prevenir o câncer de cólon

Saiba quais são as melhores opções para colocar no seu prato e reduzir o risco dessa doença

Escrito por Raquel Praconi Pinzon

Foto: iStock

O câncer de cólon é um tipo de neoplasia bastante comum no Brasil. Para as mulheres, ele ocupa o segundo lugar entre os cânceres mais frequentes nas Regiões Sul e Sudeste, atrás apenas dos tumores de pele do tipo não melanoma. Nas regiões Centro-Oeste, Norte e Nordeste, ele ocupa a terceira posição.

Esse tipo de câncer abrange os tumores que podem acometer o cólon propriamente dito, que é uma parte do intestino grosso, e também o reto, que é a porção final do nosso trato digestivo. Por isso, ele também pode ser chamado de câncer colorretal.

Uma das formas de prevenção desse tipo de câncer está na alimentação. De acordo com vários estudos, uma dieta rica em vegetais ajuda a proteger o organismo dessa doença, enquanto alguns alimentos de origem animal podem aumentar o risco.

Com base nisso, aqui está uma lista com alguns dos melhores alimentos que podemos incluir na nossa dieta para combater o câncer de cólon e algumas dicas sobre os quais devemos evitar:

1. Peixes gordurosos

Foto: iStock

Embora alguns alimentos de origem animal possam aumentar o risco do câncer de cólon, os peixes gordurosos, como o salmão e o atum, podem ajudar a reduzi-lo. Essa ação protetora se deve ao alto conteúdo de ácidos graxos ômega-3, que combatem os processos inflamatórios ligados à formação de tumores no intestino.

Leia também: 7 hábitos que podem diminuir em 40% a chance de ter câncer

2. Aveia e farelo de cereais

Foto: iStock

A aveia e o farelo de cereais são muito ricos em fibras, as quais facilitam o trânsito intestinal. Com isso, as toxinas que ingerimos junto com os alimentos são eliminadas mais rapidamente, reduzindo as chances de que elas causem danos no DNA das células da mucosa, os quais poderiam levar ao desenvolvimento de um câncer.

3. Azeite de oliva

Foto: iStock

Além de suas outras propriedades benéficas para a nossa saúde, o azeite de oliva contém ácido graxo ômega-3, que está associado ao um risco menor de câncer de colon por reduzir a inflamação no intestino.

4. Feijão

Foto: iStock

Além de fornecerem fibras, o feijão-preto, o feijão-carioca e o feijão-roxo, todos bastante consumidos no Brasil, são ricos em ácido fólico.

Essa substância é uma vitamina do complexo B, também chamada de folato, que ajuda a reparar alterações no DNA das células do intestino, reduzindo os riscos do câncer de cólon.

5. Frutas e vegetais

Foto: iStock

Como você já poderia imaginar, as frutas e os vegetais não poderiam estar fora da lista. Esses alimentos são muito ricos em fibras, que diminuem o tempo de exposição da mucosa às toxinas.

Leia também: Mulher descobre câncer depois que manicure alertou sobre mancha na unha

Eles oferecem micronutrientes que estão relacionados à diminuição do risco do câncer de cólon, como a vitamina C, que combate a ação dos radicais livres. Por isso, é importante consumir de seis a oito porções por dia desses alimentos.

Considerando uma porção média, as frutas e vegetais mais ricas nessa vitamina são mamão-papaia, morango, kiwi, melão-cantalupo, manga, laranja, vagem de ervilha, brócolis, couve-de-bruxelas, couve-flor, repolho, uva e tomate.

6. Tomates cozidos

Foto: iStock

Entre as frutas que ajudam a prevenir o câncer colorretal, o tomate merece um destaque especial. Isso porque, além de fornecer fibras e vitamina C, ele é fonte de licopeno, um poderoso antioxidante que ajuda a reparar os danos celulares causados pelos radicais livres.

Quando o tomate é submetido ao calor, o licopeno se torna ainda mais biodisponível, ou seja, ele é mais absorvido pelo organismo. Recomenda-se aquecer os tomates sempre em fogo baixo, pois temperaturas acima de 100 graus Célsius podem prejudicar a atividade antioxidante.

Vale observar que o calor também pode destruir outros nutrientes, portanto o equilíbrio entre as versões crua e cozida deve ser mantido.

Leia também: Outubro Rosa: saiba como prevenir o câncer de mama

7. Cúrcuma ou açafrão-da-terra

Foto: iStock

A cúrcuma, também chamada de açafrão-da-terra, é um dos principais ingredientes do curry, muito utilizado na culinária indiana.

Ela contém uma substância chamada curcumina, a qual protege o intestino e previne ou reduz a velocidade de desenvolvimento de tumores nesse órgão.

Você pode usar esse tempero para intensificar o sabor de molhos, sopas, peixes, legumes e verduras cozidos e arroz.

Alimentos que podem favorecer o surgimento do câncer de cólon

Foto: iStock

Alguns alimentos tendem a favorecer os processos inflamatórios celulares, aumentando o risco do câncer de cólon e também de outros tipos de neoplasia.

Entre eles está a carne vermelha (boi, porco e carneiro), cujo consumo excessivo tem sido apontado como um fator de risco. Inclusive, o Instituto Nacional do Câncer recomenda que a ingestão semanal desses alimentos fique abaixo de 300 gramas.

Leia também: Tipos de câncer com maior ocorrência no Brasil

As carnes processadas costumam conter nitrato de sódio, um conservante que pode estar relacionado ao desenvolvimento de tumores. Esse grupo de alimentos inclui bacon, salsicha, presunto, salame e todas as carnes que foram salgadas, curadas ou defumadas.

Outro alimento que deve ser evitado é o açúcar refinado, encontrado em doces, bolos e sobremesas. Esse ingrediente estimula o pâncreas a liberar insulina, o que aumenta a produção de substâncias relacionadas ao câncer colorretal.

Por fim, vale lembrar que o câncer de cólon é tratável e tem boas chances de cura quando diagnosticado precocemente.

A maior parte desses tumores se forma a partir de pólipos benignos pré-existentes no intestino grosso. Dessa forma, uma das maneiras de prevenir o câncer é removendo essas lesões iniciais, que podem ser detectadas por meio de um exame de colonoscopia.

Se você apresenta fatores de risco e teve casos de câncer de cólon na família, vale a pena fazer o acompanhamento.

Assuntos: Alimentação

Para você