Ágar-ágar ajuda no emagrecimento e substitui a gelatina em receitas vegetarianas

De origem vegetal, o ágar garante às preparações boa consistência, além de ser saudável e ajudar no emagrecimento

Escrito por Tais Romanelli
Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Também conhecido simplesmente como ágar ou agarose, ágar-ágar é um composto gelatinoso extraído de diferentes algas marinhas vermelhas. Acredita-se que seu uso seja antigo e que ele tinha sido descoberto no Japão, em 1658. Hoje, porém, é uma substância utilizada em todo o mundo, e que tem ganhado muito destaque especialmente na culinária vegetariana e vegana (em substituição à gelatina animal) em inúmeras preparações.

O nome ágar significa gelatina; mas, com propriedades bem diferentes das gelatinas comumente encontradas por aí, o ágar-ágar destaca-se por oferecer inúmeros benefícios à saúde e, além disso, por ser versátil, podendo ser incluído facilmente na alimentação.

Priscila Amadio, nutricionista da clínica Chiquetá, comenta, por exemplo, que o ágar-ágar contém 94,8% de fibras solúveis. “Dessa forma, seu consumo ajuda a regular o funcionamento do intestino; além de proporcionar saciedade (com pouca quantidade consumida)… Isso tudo praticamente sem calorias”, diz.

Mas os benefícios não param por aí! Abaixo você conhece um pouco mais sobre este produto e aprende como usá-lo no dia a dia, em deliciosas receitas!

Benefícios do ágar-ágar

A nutricionista Gabriela Rebello destaca como principais benefícios do ágar-ágar:

Leia também: 10 alimentos para um detox poderoso

  1. Regula o funcionamento do intestino, prevenindo intestino preso e infecções;
  2. Atua como um bom desintoxicante;
  3. Aumenta a elasticidade da pele, ajudando a evitar rugas e acne;
  4. Auxilia no emagrecimento e controle do apetite.

Além disso, vale lembrar: o ágar-ágar pode ser utilizado em diversas receitas – especialmente nas vegetarianas – e possui poucas calorias.

Ágar-ágar X Gelatina comum

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

São várias as diferenças entre esses dois produtos. A começar pelo fato de que a gelatina comum é de origem animal, enquanto o ágar é de origem vegetal.

Priscila explica que o ágar-ágar apresenta, por exemplo, um maior poder de gelificação (é cerca de três vezes mais forte) em comparação à gelatina comum, além de oferecer uma preparação mais firme. Por exemplo, em uma receita em que você precisaria de 10 gramas de gelatina, você precisará de aproximadamente 3,4 gramas de ágar.

Gabriela destaca ainda como vantagens do ágar-ágar em relação à gelatina comum:

  • Ajuda no emagrecimento;
  • Não altera o sabor dos alimentos e pode ser utilizado tanto em receitas doces como salgadas;
  • Rende muito mais (melhor custo benefício);
  • Não derrete em temperatura ambiente;
  • É composto quase que totalmente de fibras;
  • É um produto livre de corantes, aditivos químicos, açúcares ou adoçantes.

Apesar das quantidades e da forma de preparo serem diferentes (entre o ágar-ágar e a gelatina comum), os resultados são muito próximos, sendo que o ágar só tem uma consistência mais resistente.

Leia também: 13 dicas para enganar a fome de maneira saudável

Formas de uso do ágar-ágar

Priscila explica que o ágar-ágar é encontrado em diferentes formas, como pó, flocos ou barra. A diferença está somente na forma de preparo; sendo o ágar em pó o mais fácil de usar e o mais utilizado na hora de substituir a gelatina comum.

Ágar em pó

Gabriela orienta: 4g de ágar em pó equivale basicamente a 12g de gelatina em pó sem sabor.

Se a ideia for preparar uma “gelatina de ágar-ágar”, os ingredientes necessários são: 1 xícara (chá) de suco de fruta natural e 1 colher (chá) de pó de ágar-ágar. Aí basta colocar o suco e o pó em uma panela, ligar o fogo e mexer. Quando ferver, esperar esfriar e pronto. Não é preciso colocar na geladeira.

Ágar em cápsulas

Leia também: 14 fatos sobre nutrição que todo mundo precisa saber

Gabriela explica que a indicação, geralmente, é consumir a cápsula 30 minutos antes das principais refeições, com um copo de água. Assim, a ideia é que ele auxilie no controle da saciedade (e, consequentemente, no emagrecimento).

“A concentração de ágar vai depender das necessidades de cada paciente e o estágio em que se encontra no processo de reeducação alimentar. Podendo, inclusive, compor cápsulas fitoterápicas aumentando assim os benefícios ofertados ao organismo”, diz Gabriela.

Chá de ágar-ágar

Priscila explica que esse chá proporciona saciedade, pois a fibra formará “um gel” quando consumida. Para preparar:

  • Dissolva 1 colher (chá) de ágar-ágar em 1 copo com água morna. Depois disso, já pode consumir o chá.

10 receitas com ágar-ágar para testar em casa

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Veja ideias legais de como incluir o ágar na sua alimentação, independentemente de ser uma pessoa vegetariana ou não:

Leia também: 10 alimentos que parecem saudáveis mas não são

1. Queijo de macadâmia: uma opção deliciosa de “queijo” para os intolerantes, veganos e/ou adeptos de uma vida saudável. É um queijo de corte, que pode ser servido frio, mas, também, derrete no calor.

2. Queijo de abobrinha: um “queijo vegetal” diferente e fácil de fazer. Você precisará, além da abobrinha e do ágar, de óleo de coco, limão, noz-moscada, sal e temperos a gosto.

3. Flan Romeu e Julieta: uma receita vegana, sem glúten e sem lactose, e ainda proteica. A textura fica muito boa, firme o suficiente para a sobremesa ficar bonita e com uma consistência cremosa, tipo cheesecake.

4. Terrini de frutas: feito com ágar-ágar, é uma ótima opção vegana para aqueles que não querem abandonar a sobremesa e desejam ainda deixar tudo mais saudável com muitas frutas. Sem falar que o resultado é uma sobremesa linda!

5. Geleia de maçã e pimenta vermelha: uma opção saudável para passar no pão, torrada, tapioca, biscoitos. As melhores propriedades dessa receita são os efeitos termogênico e anti-inflamatório. Dica para um lanchinho pré-treino!

6. Geleia de hibisco: uma receita light, com pouco açúcar e, o melhor, é uma delícia! Você só precisará de hibisco seco, ágar-ágar, açúcar demerara, canela e cravo.

7. Mousse de chocolate branco: usar gelatina em sobremesas é muito comum e, na maioria das vezes, necessário. Mas, para quem é vegetariano, o ágar-ágar é a melhor substituição nesses casos! Nesta receita deliciosa, ele garante a consistência ideal para a sobremesa.

8. Mousse de goiabada: uma versão vegana desta sobremesa conhecida. Além do ágar, você usará leite de soja, goiabada picada, limão, creme de leite de soja, água e açúcar.

9. Caviar de maracujá: você precisará apenas de ágar, líquido saborizado de maracujá, azeite ou óleo de sabor suave gelado. Você pode usar suco concentrado de maracujá (aquele de garrafinha), colocando menos água, e podendo adoçar, se achar necessário.

10. Doce de abacaxi: uma sobremesa gostosa e refrescante. Além do ágar e do abacaxi, você usará água, açúcar cristal, leite de coco ou creme de leite de soja. É uma receita vegan e sem glúten.

Vale lembrar que quem deseja consumir o ágar-ágar com a ideia de emagrecer deve apostar em receitas saudáveis (que não contenham açúcar, por exemplo, entre outros ingredientes).

Ágar-ágar e emagrecimento

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

O ágar-ágar pode, sim, ser um aliado no processo de emagrecimento. Priscila explica que, com seu consumo, ocorrem melhoras no funcionamento do intestino (devido às fibras) e na absorção de nutrientes. “Pode ocorrer redução de peso pela saciedade que esse tipo de ‘gelatina’ proporciona, melhora na aparência da pele, além de que o produto possui poucas calorias. Mas, atenção: suas fibras podem causar efeito laxativo”, diz.

Agora você já sabe: versátil, o ágar-ágar é uma ótima opção para quem deseja emagrecer, substituir a gelatina de origem animal, ou, simplesmente, ter uma dieta mais saudável!

Assuntos: Alimentação

Para você