Agachamento: benefícios incríveis para o corpo e a saúde

Queimar gorduras localizadas, enrijecer pernas e coxas são apenas algumas das vantagens de praticar o exercício

Escrito por
Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Continua após o anúncio

Para quem se exercita há um bom tempo, dizer que o agachamento é um super exercício não é grande novidade! Mas algumas pessoas, especialmente aquelas que estão se iniciando nas atividades físicas, têm dúvidas sobre como o movimento deve ser executado, quais resultados ele oferece de fato, se pode ser feito por todos, entre outras questões.

Abaixo, profissionais da área de Educação Física explicam o que é exatamente o agachamento, quais benefícios oferece, quais cuidados devem ser tomados na hora de realizar o movimento e esclarecem outras dúvidas sobre o assunto.

O que é o agachamento?

Tiago Heck, personal trainer e proprietário da CrossFit Sampa, explica que agachamento é “o ato de, iniciando em uma posição neutra em pé, descer o corpo em uma contração excêntrica dos membros inferiores com o quadril quebrando a paralela, e retornar em uma concêntrica à mesma posição. Em outras palavras, baixar o quadril até próximo ao chão flexionando os joelhos e mantendo o tronco ereto”, diz.

Bruno Martins Monarchi, gerente geral da área técnica da rede For Life, licenciado e bacharel em Educação Física, pós-graduado em Treinamento Personalizado e pós-graduado em Biomecânica Aplicada em Treinamento e Avaliação Física, destaca que o agachamento é um exercício para o fortalecimento dos músculos das coxas, quadris, glúteos, bem como ossos, ligamentos e inserção dos tendões em toda a parte inferior do corpo.

“Quatro articulações participam do movimento: tornozelo, joelho, quadril e coluna lombar. Essas articulações realizam diversos movimentos, mas devemos analisar, apenas, os movimentos realizados contra a resistência”, diz Monarchi. Sendo assim, explica, são feitos os seguintes movimentos articulares no agachamento:

  • Flexão plantar;
  • Extensão do joelho;
  • Extensão do quadril;
  • Extensão do tronco.

Os inúmeros benefícios do agachamento

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Heck destaca que o agachamento já foi considerado o melhor exercício para o ser humano, principalmente pelo fato de ser bípede. “Ele fortalece nosso corpo para combater a gravidade quando estamos em pé”, diz.

Para as mulheres, é considerado o principal exercício, pela ênfase no trabalho de glúteos que proporciona, acrescenta Monarchi.

O personal trainer acrescenta que, o agachamento é muito bem-vindo porque fortalece principalmente a região dos glúteos (bumbum). “Quem agacha costuma ter pernas fortes, quadril forte e uma boa postura”, comenta.

Continua após o anúncio

Heck explica ainda que, por mobilizar uma grande quantidade de massa muscular, o agachamento também proporciona um grande gasto energético, ou seja, queima muita caloria, “principalmente se utilizar carga nele ou realizá-lo com muitas repetições em pouco tempo, gerando assim uma aceleração cardíaca e trazendo benefícios também para o sistema cardiopulmonar”.

Monarchi reforça que existem muitos benefícios do agachamento para o corpo feminino, entre eles:

  • Aumento do tônus muscular,
  • Diminuição de flacidez,
  • Correção de postura,
  • Diminuição do tempo de treino devido à praticidade,
  • Queima de gorduras localizadas,
  • Enrijecimento de pernas,
  • Enrijecimento de coxas.

O profissional destaca que, de acordo com variações, mudanças de intensidades, é nítido notar mudanças com até oito semanas, de acordo com a frequência e intensidade de treinos. “As mudanças mais perceptivas a curto prazo ficam por conta do enrijecimento e diminuição notória de medidas. Seu principal benefício à saúde fica por conta da manutenção de posturas e concentração do core, onde temos um fortalecimento de abdômen, quadril, coxas e pernas”, explica.

4 exercícios com agachamento

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Tiago Heck explica que todo agachamento completo fortalece bumbum e coxas. “Mas quem quiser aumentar a intensidade nessas regiões pode fazer o agachamento em uma perna somente, o chamado ‘pistol’ ou agachamento unilateral”, diz.

“Ou mesmo o agachamento costas com peso (barra e anilhas), que se bem executado, quadril quebrando a paralela, traz bastante benefícios”, acrescenta Heck.

Monarchi ressalta que é possível gerar variações de agachamentos com mudanças de tempo de execução, estímulos de carga, posicionamento de membros inferiores, e acessórios externos utilizados nas execuções (como bola de pilates, rubber band etc.). “Agachamento sumo para interno de coxa, onde acontece uma rotação dos pés para fora; agachamento abaixo dos 90° para uma ênfase maior são exemplos”, diz.

O profissional explica que, nos vídeos abaixo, é possível entender como são feitas algumas variações de agachamento:

1. Agachamento Terra

2. Agachamento adaptado bola

Continua após o anúncio

3. Agachamento com anilha

4. Agachamento livre

Todo mundo pode fazer agachamento?

Algumas pessoas têm certo receio em relação ao exercício, então, uma das grandes dúvidas é: existem contraindicações ou todos podem fazer agachamento?

Heck explica que todos podem e devem fazer agachamento, desde que o exercício seja bem orientado. “No caso de lesões de joelho, o movimento deve ser executado de uma forma progressiva mais controlada e leve para fortalecer o joelho aos poucos”, diz.

“Muitas pessoas melhoram as dores nos joelhos quando conheçam a agachar, porém, essa progressão de intensidade deve ser respeitada”, acrescenta o personal trainer.

Monarchi destaca que agachamento é um exercício de uso geral para a população. “Dependendo do caso do indivíduo que irá realizá-lo, o agachamento é moldado e estruturado pelo profissional para que o aluno tenha um método de agachamento que respeite suas condições, onde os resultados finais serão positivos, com fins estéticos, qualidade de vida ou melhora na saúde (restrições feitas a indivíduos com orientações médicas decorrentes de problemas mais graves)”, explica.

Outra dúvida comum é: existem exercícios que podem substituir o agachamento, oferecendo os mesmos benefícios?

Heck explica que, se o objetivo é fortalecimento, não se pode substituir o agachamento, mas, sim, adaptá-lo. “Quem realmente não puder ou não conseguir realizá-lo, pode adaptar o movimento sentando em um banquinho com ajuda de um apoio, ou pode segurar as mão de alguém e descer até onde conseguir”, diz.

Vídeos que mostram o agachamento

Quer entender um pouco mais sobre como o agachamento é/deve ser feito? Os vídeos abaixo podem ajudar. Mas, vale ressaltar, é preciso realizar o exercício sempre com acompanhamento de um profissional.

A importância de realizar o agachamento com orientação profissional

Para realizar o agachamento, assim como qualquer outro exercício, é fundamental contar com o acompanhamento de um profissional da área. “O ponto mais importante é a execução do movimento corretamente, sob o olhar de um especialista corrigindo posição de pés, joelhos, costas”, destaca Heck.

Continua após o anúncio

Outro fator importante, de acordo com o personal trainer, é o volume e a intensidade do treino, que será calculada pelo profissional (tantas repetições com determinada carga etc). “E principalmente quando utilizamos carga, por questão de segurança, é muito importante ter alguém para auxiliar caso não se consiga finalizar o movimento”, acrescenta.

Bruno Monarchi ressalta que o alcance do resultado esperado está correlacionado com vários fatores, entre eles postura, tempo de execução, tempo de descanso, quantidade de séries e repetições… “Dessa forma, torna-se indispensável a presença do profissional, para que seus objetivos pré-estipulados sejam alcançados”, finaliza.

As informações contidas nesta página têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Assuntos: Boa forma, Fitness