Dicas de Mulher Dicas de Beleza

A partir de que idade é recomendado usar anti-rugas?

Saiba o que fazer para prevenir os sinais de envelhecimento da pele

em 20/02/2014

Ainda na infância, as meninas aprendem a cuidar da beleza. Até os 15 anos, a lista de prioridades varia entre roupas, sapatos e acessórios. Após essa idade, a preocupação se estende ao corpo e começam as batalhas contra estrias e celulites. Mas, e com relação à pele, ao rosto? Qual será o momento ideal para combater o envelhecimento facial?

Linhas de expressão e as temidas rugas já podem ser notadas no rosto feminino a partir dos 25 anos. Elas aparecem, principalmente, na região dos olhos e da testa e, mais tarde, começam a se formar ao redor da boca. Mas não é no momento em que elas surgem que devem começar as ações corretivas. O ideal é prevenir.

Na verdade, os cuidados para evitar o envelhecimento da pele começam ainda na infância. ”O protetor solar é considerado por muitos a melhor arma contra nossas inimigas (rugas) e deve ser usado a partir dos seis meses de idade diariamente”, diz a dermatologista Giselle Domingues Sanches. É importante lembrar que somente o uso de filtro solar não caracteriza um tratamento contra rugas, contudo, ajuda a manter uma pele saudável e evita o aparecimento das rugas.

Para saber quando começar os tratamentos de prevenção e correção das rugas, o ideal é consultar um médico dermatologista. “O tratamento cosmiátrico, como é chamado tecnicamente o tratamento anti-rugas, deve iniciar com uma visita ao dermatologista. Ele engloba produtos adequados para limpeza, proteção solar e hidratação da pele. Outros recursos como o botox, preenchimento e laser podem complementá-lo e proporcionar à paciente um rejuvenescimento mais rápido e natural”, recomenda Doutora Giselle.

As rugas ganham força a partir dos 30 anos. Mesmo assim, o início do tratamento varia de mulher para mulher porque as rugas aparecem por fatores distintos, como:tendência genética, cor da pele, tipo de pele, exposição solar e alimentação. A dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia, Giselle Domingues explica o que acontece fisicamente para o aparecimento das rugas: “basicamente, o que ocorre é o rompimento do colágeno e elastina, substâncias que dão sustentabilidade à pele.”

Cuidados ao escolher seu creme anti-rugas

A escolha do creme anti-rugas é delicada. O mercado oferece produtos que prometem por fim às rugas, mas, na verdade, são pouco eficientes. “Escolher cremes em catálogos pode induzir a paciente a optar por produtos desnecessários. Algumas marcas contêm corantes e perfumes que podem causar alergia e princípios ativos que variam de hidratantes a ácidos que podem ressecar a pele”, alerta Doutora Giselle.

É importante respeitar a idade recomendada pelo rótulo do creme. Essa recomendação é baseada na textura do produto, quanto maior a idade recomendada, mais oleoso será o anti-rugas. O que isso significa? Se um creme recomendado para a faixa etária de 50 anos, por exemplo, for aplicado em uma pele de 30 pode ocorrer obstrução dos poros e causar um resultado ruim.

Para alcançar o objetivo de manter um rosto livre de marcas, a mulher deve se cuidar ainda no período em que a pele não apresenta rugas ou linhas de expressão e, quando os sinais de envelhecimento começarem a surgir, a atenção deve ser redobrada.

Comentários
Dicas relacionadas