9 maneiras naturais de prevenir o câncer

Uma alimentação saudável é fundamental para evitar essa e outras doenças

Escrito por Tais Romanelli

Foto: Thinkstock

A prevenção é sempre o melhor remédio! Essa orientação vale, inclusive, para o caso de doenças mais importantes, como o câncer.

E dentro desta ideia, mais uma vez, manter uma alimentação saudável faz toda a diferença. Carolina Rutkowski, oncologista Clínica da Oncomed, em Belo Horizonte, destaca que bons hábitos alimentares fazem parte da prevenção primária do câncer, pois evitam a obesidade – que é um dos fatores contribuintes para o surgimento de tumores.

A médica explica que pessoas obesas estão mais propensas a desenvolver doenças como hipertensão, diabetes, alterações do colesterol e, também, o câncer. “Dietas ricas em sal, alimentos ricos em gordura e defumados, devem ser evitados ou consumidos moderadamente”, lembra.

Carolina Rutkowski destaca que, um prato colorido, com alimentos diversificados, é o ideal para que sejam consumidos alimentos realmente nutritivos. “Essa diversificação garante que todos os nutrientes – ou grande parte deles – estejam sendo ingeridos”, diz. “E alimentos ricos em fibras, vitaminas e sais minerais têm um papel protetor contra o câncer (licopenos, betacarotenos, entre outros). Eles estão presentes nas frutas, vegetais e na versão integral do pão, do arroz e da farinha de trigo, ou seja, em alimentos funcionais”, acrescenta.

Mas se a ideia é prevenir uma doença grave como o câncer, outras medidas – além de manter uma alimentação saudável – devem ser tomadas. E uma muito importante é evitar o cigarro. “Ele é a principal causa de morte evitável no mundo. O tabagismo está relacionado a diversos tipos de neoplasias, como pulmão, bexiga, rim, cabeça e pescoço, entre outros”, explica Carolina.

Ainda de acordo com a oncologista, o álcool também está relacionado a diversos tipos de neoplasia. E, desta forma, evitar o tabagismo e o etilismo é medida fundamental de prevenção!

Em relação às atividades físicas, Carolina Rutkowski explica que existem estudos convincentes que apontam para o seu efeito benéfico na prevenção de alguns tipos de câncer. Por isso, elas também devem fazer parte do dia a dia da pessoa que se preocupa com a sua saúde.

9 formas naturais de se prevenir

Dando sequência às informações já citadas, a oncologista Carolina Rutkowski reúne abaixo as recomendações do Fundo Mundial para Pesquisas de Câncer para prevenção da doença:

  1. Gordura corporal: mantenha-se no peso ideal.
  2. Atividade física: faça exercícios físicos por pelo menos 30 minutos todos os dias.
  3. Alimentos e bebidas que promovem o ganho de peso: evite bebidas açucaradas (refrigerantes, sucos artificiais etc.) e limite o consumo de alimentos e bebidas de alto valor calórico.
  4. Alimentos de origem vegetal: coma mais alimentos de origem vegetal, como hortaliças, frutas, cereais e grãos integrais.
  5. Alimentos de origem animal: limite o consumo de carnes vermelhas e evite carnes processadas (embutidos em geral).
  6. Bebidas alcoólicas: limite o consumo de bebidas alcoólicas. Se for consumir, limite-as a duas doses ao dia, se for homem, e a uma dose, se for mulher.
  7. Preservação, processamento e preparo: limite o consumo de alimentos salgados e de comidas industrializadas com sal. Tenha cuidado com cereais e grãos mofados.
  8. Suplementos alimentares: não use suplementos alimentares para se proteger contra o câncer. Tenha como objetivo o alcance das necessidades nutricionais apenas por intermédio da alimentação.
  9. Amamentação: amamente as crianças até os seis meses de idade.

Verdade ou mito?

Você já deve ter ouvido por aí pessoas comentarem que o estresse, a depressão, entre outros problemas psicológicos, podem causar o câncer. Mas será que esta ideia é realmente verdadeira?

Carolina Rutkowski explica que, embora o estresse possa causar uma série de problemas de saúde, não há ainda evidências científicas de que ele possa levar ao surgimento de câncer. “Os estudos que buscaram correlacionar diversos fatores psicológicos e o risco de desenvolver câncer não chegaram a resultados confirmatórios”, diz.

Foto: Thinkstock

Ainda de acordo com a oncologista, ligações aparentes entre o estresse psicológico e o câncer podem surgir de diversas formas. “Por exemplo, as pessoas sob estresse podem desenvolver certos comportamentos de risco, como ingestão de bebidas alcoólicas e o tabagismo, que aumentam o risco de câncer. Alguém que tem um parente com câncer pode ter um maior risco de câncer devido a algum fator de risco compartilhado ou herdado, mas não propriamente por causa do estresse induzido pelo diagnóstico da doença no membro da família”, explica.

É fundamental prevenir

Agora você já sabe que é possível – e fundamental! – prevenir uma doença séria, como o câncer, seguindo medidas simples de prevenção no seu dia a dia. Além dessas dicas, lembre-se de se consultar com frequência com um médico de sua confiança. Isso é importante para evitar uma série de problemas relecionados à sua saúde e ao seu bem-estar.

Para você