6 mitos e verdades sobre as fases da gestação

Desvende alguns dos mitos que ainda deixam as mamães em dúvida durante os nove meses de espera pelo bebê

Escrito por Deborah Busko

A gestação deve ser um período saudável e de muita tranquilidade para a futura mamãe. Seguir uma alimentação balanceada, praticar exercícios físicos adequados e cuidar da beleza são maneiras de tornar os nove meses mais interessantes e até divertidos. E para que este momento se torne ainda mais especial, vale esclarecer alguns mitos e verdades sobre as fases da gestação que ainda deixam as mulheres em dúvida.

1 – A mulher precisa mudar seus hábitos alimentares durante a gravidez

Verdade. Manter um cardápio saudável durante a gestação é fundamental para garantir que o bebê vai receber todos os nutrientes necessários para seu desenvolvimento. Além disso, com uma alimentação adequada, a mulher garante uma gestação mais tranquila e evita problemas de saúde e complicações como anemias, hemorragias e diabetes gestacional.

O ideal é que dieta seja distribuída em cinco refeições diárias (desjejum, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde e jantar), compostas por ingredientes com baixo teor de gordura e que são fontes de proteínas, ferro, cálcio e ácido fólico.

2 – Sexo durante a gravidez pode machucar o bebê

Mito. O sexo durante a gestação só deve ser evitado por contraindicações médicas. Caso contrário, o ato é saudável para os pais e seguro para o bebê. As relações sexuais podem ser praticadas em qualquer fase da gestação, desde que a mulher se sinta confortável. É importante que o casal se preocupe em manter sua vida sexual ativa nesse período. Afinal, depois depois do parto, a vida continua.

3 – Grávidas precisam de repouso absoluto e não devem fazer exercícios físicos

Mito. Durante a gestação a mulher pode e deve praticar exercícios, com exceção dos casos em que é necessário manter o repouso por orientação médica. As atividades físicas reduzem os inchaços e as dores nas costas, ajudam no controle do peso e deixam a gestante mais preparada para o parto.

É importante lembrar que antes de iniciar a prática de qualquer atividade física, é preciso consultar o médico para saber quais as opções recomendadas. Normalmente, os exercícios de baixo impacto, como caminhadas leves, alongamentos e hidroginástica são os mais indicados.

4 – Banho quente durante a gestação é prejudicial

Verdade. O calor da água estimula a dilatação dos vasos sanguíneos e, por isso, pode provocar queda da pressão e mal estar. Isso pode acontecer com qualquer pessoa, mas como as gestantes já apresentam a pressão mais baixa naturalmente, isso pode acontecer mais frequentemente.

Além disso, o banho muito quente resseca a pele, o que pode contribuir para o surgimento das estrias. Portanto, o ideal durante a gestação é tomar banhos mornos e rápidos. Uma dica importante é não trancar a porta do banheiro para, no caso de um mal estar, ser socorrida facilmente.

5 – Beber cerveja preta ajuda a ter mais leite

Mito. A cerveja preta contém álcool, assim como as demais cervejas e não tem efeito na produção do leite materno, portanto, deve ser evitada nos nove meses de gestação e durante a amamentação.

Para garantir a qualidade do leite que vai oferecer ao bebê, a mulher deve caprichar na alimentação, ingerindo frutas, legumes, verduras, carboidratos, proteínas e muitos líquidos como água e sucos naturais. Além disso, a mamãe deve tentar repousar o máximo que conseguir, já que a prolactina, hormônio do leite, tem seu pico de liberação durante o sono.

6 – As mulheres que estão amamentando podem tomar vitaminas

Verdade. Os suplementos vitamínicos desenvolvidos para mulheres grávidas também são importantes durante a amamentação, pois são compostos de nutrientes que enriquecem o leite materno. Durante a gestação, o feto recebe essas substâncias e ao nascer, esse processo continua, já que os nutrientes que a mãe consome passam para o bebê por meio do leite.

Assuntos: Gravidez

Para você