5 maneiras ridiculamente fáceis de comer menos açúcar

Saiba como diminuir a quantidade de açúcar na sua alimentação

Escrito por Suzane Werdt

Foto: Thinkstock

O açúcar, esse nosso doce companheiro diário, apesar de ser um alimento importante na nutrição e capaz de alegrar a vida, se consumido em excesso pode se tornar um grande inimigo. É necessário que tenhamos atenção constante na quantidade de açúcar que ingerimos diariamente. Essa recomendação está longe de ser indicada apenas à gordinhos e diabéticos. O excesso de açúcar está relacionado à diversas doenças, desde cáries e enxaqueca até osteoporose, obesidade, depressão e alguns tipos de câncer.

A nutricionista mestre em nutrição humana, Roberta Santiago de Brito, explica que “a ingestão de altas doses de açúcar acabam por promover no organismo um ‘ciclo vicioso’, visto que o açúcar age na mesma ‘área de recompensa’ do cérebro que as drogas ilícitas, causando nos indivíduos um intenso desejo de consumir cada vez mais doces e uma maior resistência à adesão de uma alimentação balanceada”.

Além do que consumimos por conta própria, adoçando o café e na culinária, o excesso de açúcar em alimentos industrializados ainda é ignorado por muita gente.

Basta olhar o rótulo de produtos embalados para se encontrar a quantidade de açúcar e perceber que essa concentração é geralmente grande. Não apenas em refrigerantes e doces, mas também em sucos de caixinha, molhos de tomate, condimentos, alimentos processados, cereais e iogurtes. O açúcar se esconde nestes e em outros produtos que muitas vezes nem se imagina.

Dica: Rótulos nutricionais de alimentos embalados possuem um padrão de organização em que os ingredientes são enumerados em ordem decrescente de quantidade, ou seja, do que mais tem ao que menos tem na composição. Com essa informação em mãos é possível controlar melhor o açúcar escondido dos alimentos. A maioria dos sucos de caixa, por exemplo, contém mais água e açúcar do que propriamente a polpa de fruta.

Fundamental é estar sempre atento e evitar excessos mas sem a necessidade de paranoia. Uma dieta balanceada já afasta a possibilidade de você estar ingerindo açúcar demais. Confira abaixo algumas dicas fáceis de como consumir menos açúcar.

  1. Mantenha o refrigerante bem longe: O refrigerante é um dos campeões na presença do açúcar em sua composição. A quantidade de calorias de apenas uma latinha pode preencher ou até ultrapassar o indicado para consumo diário. Substitua a bebida por sucos naturais, chás ou água.
  2. Diversifique no adoçante: Existem várias opções para a substituição do açúcar. O mel ou o açúcar mascavo, por exemplo, podem deixar o sabor ainda mais gostoso. E ainda há uma infinidade de adoçantes naturais e artificiais, como a frutose e o aspartame. Cada um deles possui características e indicações variadas, por isso convém pesquisar antes de eleger seu adoçante favorito.
  3. Abuse das frutas: Frutas são as sobremesas da natureza. Além de naturais e muito saudáveis, são uma boa opção para um doce depois das refeições ou no lanche. E, no Brasil, ainda temos a sorte de contar com uma enorme diversidade de produtos. Alguma frutas cozidas na água, como banana, pera e maçã, se transformam em doces deliciosos que servem, inclusive, para adoçar bebidas. Roberta ainda indica a substituição das sobremesas por porções de frutas secas, que por serem desidratadas tem seu sabor adocicado apurado.
  4. De olho nos excessos: Você não precisa excluir os doces da sua vida. Experimente limitar o consumo para um ou dois dias da semana. Anotar esses dias na agenda ou um recadinho na porta da geladeira pode ajudar na organização da sua alimentação e evitar que você caia na tentação. Deixe as tortas, chocolates e gostosuras mais calóricas apenas para os dias escolhidos. Mas não vale comer uma caixa inteira de bombons – uma porção pequena já sacia a vontade e é suficiente para o prazer sem arrependimento.
  5. Alimente-se regularmente: Quando o corpo sente falta de energia, a primeira coisa que ele pede é uma fonte rápida de açúcar. Alimentar-se sempre em intervalos de três horas ajuda a evitar a tentação. Essa medida também diminui o armazenamento de gorduras e auxilia na absorção correta dos nutrientes.

Dicas pela Web