5 dicas para emagrecer sem dieta

Saber exatamente o que você está incluindo na alimentação analisando o rótulo do alimento é uma das maneiras de comer melhor e emagrecer

Escrito por Fernanda Boito

Foto: Thinkstock

Na corrida por um corpo perfeito, muitas mulheres se submetem a dietas. No entanto, começar uma dieta rigorosa e assim privar-se do prazer de desfrutar uma boa comida pode ser um sacrifício pelo qual você não quer passar. “Dieta”. Pode ser uma palavra assustadora. Mas, nem tudo está perdido. Confira 5 dicas que vão ajudá-la a emagrecer sem recorrer às dietas malucas.

1 – Coma mais

Segundo especialistas, comer mais ajuda a emagrecer. Isso não quer dizer que você deva sair por aí comendo tudo o que tiver vontade. Comer mais significa comer em intervalos de três em três horas, porções não muito exageradas e de alimentos saudáveis, como frutas, legumes, verduras e grãos.

Outra dica é certificar-se de incluir proteína nas refeições. Isso porque a proteína leva mais tempo para ser digerida e por isso proporciona maior saciedade e, portanto, menos fome. São exemplos de alimentos ricos em proteína: carne vermelha, peixes, ovos e laticínios.

2 – Atente-se aos rótulos

Atentar-se aos rótulos dos alimentos, aprendendo a lê-los e entendê-los, pode ser um forte aliado no processo de emagrecimento. Isso porque muitos produtos que se auto-avaliam como saudáveis, podem, na verdade, estar repletos de açúcar e gorduras, substâncias não desejadas para quem deseja emagrecer. Por isso, antes de comprar qualquer alimento, lembre-se de analisar cuidadosamente o rótulo do produto.

3 – Preste atenção no que está comendo

De acordo com estudos publicados no periódico Science Daily, as pessoas que conseguem controlar sua dieta, consomem alimentos não saudáveis em menor quantidade, pois se sentem satisfeitas logo.

Segundo essas pesquisas, prestar mais atenção na quantidade de alimentos não saudáveis pode ajudar a controlar o consumo desses alimentos, uma vez que o simples fato de focar naquilo que se come faz com que se sinta saciado mais rapidamente. Ainda de acordo com esses estudos, o mesmo não se aplica às comidas saudáveis, pois monitorar demais o consumo desse tipo de alimento pode ir contra o objetivo de ser adepto a uma dieta saudável.

4 – Não pule nenhuma refeição

Você provavelmente já deve ter ouvido falar que pular refeições não é saudável e não contribui para o emagrecimento. Isso se deve ao fato de que ao pular uma refeição, tende-se a exagerar no consumo de alimentos ricos em carboidratos e amidos e deixar de lado os vegetais e os alimentos ricos em proteína. Além disso, pesquisas demonstram que optar em iniciar uma refeição comendo alimentos gordurosos e ricos em carboidratos e amidos, leva a um maior consumo de calorias, ao contrário das refeições cujo prato inicial está repleto de frutas e/ou verduras e legumes.

5 – Não olhe para as comidas não saudáveis

Pesquisas realizadas pela Universidade do Sul da Califórnia demonstraram que visualizar alimentos não saudáveis, de alto teor calórico, como pizza e cupcakes estimula o apetite e o desejo por esse tipo de alimento, além de aumentar a fome. Por isso, vale a pena esquecer os doces e qualquer outro tipo de “junk food” na prateleira do mercado e optar por deixar à mostra apenas os alimentos amigos da dieta.

Para você