10 estratégias para você comer menos nas festas de fim de ano

Uma dica é se alimentar de três em três horas para não chegar na hora da ceia com muita fome

Escrito por Tais Romanelli

Foto: Thinkstock

Dezembro costuma ser um mês muito esperado pela maioria das pessoas. É tempo de férias, viagens e, principalmente, festas. Grande parte das famílias prepara reuniões especiais para celebrar, ao lado de parentes e amigos, o Natal e a chegada do Ano Novo.

E para acompanhar estas comemorações tão importantes, comidas e bebidas não podem faltar! E aí que mora o perigo: em meio a tantas delícias – que incluem desde frutas secas e outros aperitivos, passando por deliciosos pratos salgados, com muitas carnes e massas, além de doces, refrigerantes e bebidas alcoólicas -, são poucas as pessoas que conseguem resistir e manter a dieta que seguem no dia a dia.

Não há mal nenhum em comer um pouco de doce e até beber um gole de champanhe para celebrar esses momentos especiais, mas o problema é que muitas pessoas exageram ao comer tudo que evitaram consumir ao longo do ano.

Pensando exatamente nesta dificuldade que muita gente tem em manter uma boa alimentação durante as festas de fim de ano, a nutricionista Sabrina Lopes cita algumas dicas para comer menos nestas ocasiões e evitar futuros arrependimentos:

1. Coma de três em três horas

Sabrina Lopes cita que o primeiro passo para evitar exageros durante as festas de fim de ano é se alimentar corretamente, de três em três horas, durante o dia, para não chegar no momento da ceia ou do almoço com muita fome.

2. Evite aperitivos calóricos

Antes do jantar ou almoço, muitas famílias têm o costume de servir petiscos de frutas e oleaginosas, entre outros. Porém, apesar de serem saudáveis, estes são alimentos calóricos, que não devem ser consumidos em excesso.

“Nas festas de Natal e Reveillon, evite os petiscos de frutas secas e oleaginosas antes do almoço ou ceia, esses contém algumas calorias extras”, orienta a nutricionista Sabrina.

3. Opte pelas frutas

Na maioria das reuniões de fim de ano é possível encontrar também as mais variadas opções de frutas. A recomendação da nutricionista Sabrina é optar por elas em vez de comer doces.

“Mas caso vá consumir doces, faça isso em pequenas quantidades”, destaca.

4. Não exagere na preparação dos alimentos

“Procure retomar a alimentação normal no dia 26 de dezembro e, também, no dia 1 de janeiro. Então não prepare grandes quantidades de alimentos para não ficar comendo as sobras nos dias seguintes”, orienta Sabrina Lopes.

Caso tenha o costume de passar as festas na casa de algum familiar ou amigo, e o anfitrião ofereça um pouco de doce ou alguma outra comida para você levar para a casa, seja gentil e agradeça, mas diga que não precisa, pois, para o dia seguinte, já tem outros planos.

5. Evite as bebidas alcoólicas

As festas de fim de ano são, geralmente, regadas com muitas bebidas: cerveja, chopp, batida, vinho, champanhe, entre outras. E para algumas pessoas, que têm o costume de beber socialmente, especialmente em ocasiões especiais, fica difícil resistir.

“Tome cuidado com os excessos de bebidas alcoólicas. Mas, se for beber, prefira os vinhos e o champanhe que são menos calóricos”, orienta a nutricionista Sabrina.

6. Intercale a bebida com água

Se você não resistir e optar por beber um pouco de cerveja, chopp ou outra bebida alcoólica, não exagere na quantidade. Uma dica que pode ajudar neste sentido é intercalar um copo de água com o copo da bebida, dessa forma, você beberá menos, mas não ficará “com o copo vazio”.

7. Prepare bons alimentos

Se você é o anfitrião e quer oferecer uma boa ceia aos seus convidados, mas sem exagerar na quantidade de comida e nos alimentos calóricos, faça boas escolhas! “Não se esqueça de servir um belo prato de salada e legumes, sem adição de maionese. Prefira as carnes magras, como o peru, chester e peixes. Evite carnes como tender, leitão e pernil que possuem bastante gordura”, diz Sabrina Lopes.

Outra dica da nutricionista é adicionar castanhas e nozes em preparações com arroz, saladas e carnes. “Mas não as sirva como petiscos antes da refeição devido à grande quantidade de calorias que oferecem”, destaca.

“Sirva como sobremesa frutas e troque o refrigerante por sucos”, acrescenta a nutricionista.

8. Abuse das saladas

Se você é convidada de um jantar ou almoço, não tem como garantir que os alimentos oferecidos serão os mais saudáveis possíveis. Mas, provavelmente, saladas e alguns legumes serão servidos e a dica fundamental é começar por eles!

“Na hora de se servir, abuse de saladas e legumes, preenchendo boa parte do prato. Assim vai consumir menos comidas engordativas”, destaca Sabrina Lopes.

9. Coma salada antes de ir à festa

Mas, caso você saiba que, na ceia para a qual foi convidada, não terão opções de salada e legumes, coma apenas uma salada antes de sair de casa, para evitar exageros na hora de jantar.

10. Comemore de outra forma

Lembre-se que Natal e Reveillon são duas datas importantes, que não se limitam somente a bebidas e comidas.

De acordo com Sabrina Lopes, essa é a dica mais importante: “tire o foco da comida e aproveite ao máximo a companhia dos familiares e amigos!”, destaca a nutricionista.

O que devo comer no dia seguinte?

Foto: Thinkstock

Mas muitas pessoas, de fato, não resistem à variedade de comida existente nestas festas de fim de ano e, realmente, acabam exagerando, comendo mais do que deviam. E é no dia seguinte que costuma vir o arrependimento…

“Para ajudar nos exageros do Natal, coma frutas ou faça sucos com laranja, abacaxi e mamão. Dê preferência a saladas, carnes magras, grelhados e alimentos integrais, como aveia, granola e arroz integral. A água também é fundamental para reidratar o corpo, beba em média um litro e meio de água”, diz Sabrina Lopes.

A nutricionista cita ainda alguns alimentos que não podem faltar no pós-festa:

  • Pimentão vermelho
  • Repolho
  • Tomate
  • Cebola
  • Cenoura
  • Abacaxi
  • Salsa
  • Pimenta vermelha
  • Uvas
  • Alho
  • Limão
  • Laranja

Mas vale destacar que, após o consumo excessivo de comidas e bebidas, não há como “voltar atrás”. Dessa forma, a melhor maneira é evitar os excessos, para retornar à dieta no dia seguinte sem peso na consciência.

Assuntos: Alimentação

Dicas pela Web
Comentários