Dicas de Mulher Dicas para Mães

Vaidade infantil: até onde é saudável

Incentivar ou não sua filha a se arrumar? Fique atenta aos perigos

em 08/05/2012

O programa Pequenas Misses, transmitido pelo canal a cabo Discovery Home & Health, até assusta. Crianças com penteados de adulta, em cima de salto altíssimo e com uma maquiagem carregada. Inclusive algumas das mães achando que suas crianças estão acima do peso e precisam de regime. Infelizmente, essa realidade não é apenas a de um show de tevê. A cada dia, as menininhas se tornam mais vaidosas. Mas elas não deveriam estar brincando?

É comum

Ver sua filha andar pela casa toda borrada com a sua maquiagem e tentando se equilibrar em cima de um salto (seu, é claro) é até fofo e faz parte da infância de todas as mulheres. Até aí, uma vez ou outra, não há motivo de preocupação. Riam juntas e explique pra ela, que, logo que crescer, ela poderá fazer tudo isso. Faz parte de um universo cheio de brincadeiras e não há motivo de ser proibido, desde que você deixe claro que ela pode – e deve – brincar com outras coisas.

Quando vira problema

O que você não deve permitir é sentir-se bem ao ver sua filha criança agindo como adulta. Se ela cresce agindo e pensando como adulto, vai sofrer para se enturmar e não aproveita a infância para descobrir o mundo, já que não se sente à vontade com a própria idade.

Maquiagem de adulto

Se enquanto você se maquia sua filha pede pra usar algum produto, você pode até deixar ocasionalmente, mais uma vez no sentido lúdico da coisa. Mas sempre, não. O motivo? Os produtos de adultos são perigosos aos pequenos: eles são mais fortes e não são testados em crianças quanto à segurança e eficácia, aumentando bastante o risco de alergias. Nem mesmo as versões infantis dos cosméticos são 100% seguras. Essas fórmulas costumam ter pouco perfume e usam conservantes mais suaves.

Se seu filho sofre de rinite alérgica, bronquite ou dermatite atópica é até mais provável que a pele se irrite.

O que você precisa entender é que a pele das crianças é mais sensível e fina, ou seja, as substâncias químicas presentes nos cosméticos são absorvidas com maior intensidade.

Make a partir de quantos anos?

Depois dos 13, você pode ficar mais tranquila e liberar a maquiagem. Mesmo assim com restrições porque, nessa idade, os hormônios começam a entrar (ou já entraram) em ebulição, tornando a pele mais oleosa.

A melhor coisa a ser feita é consultar um dermatologista nesse caso para que sua filha use produtos adequados, normalmente os que são livres de óleo.

E não é só a maquiagem o perigo…

Isso mesmo. Esmaltes, por exemplo, tem formaldeído, substância que pode desenvolver coceira, vermelhidão e irritações tanto ao redor da unha quanto nas pálpebras. A opção é usar esmaltes antialérgicos quando sua filhota pedir.

Quanto ao xampu e condicionador, a melhor coisa é usar um próprio para pequenos, nada de lavar o cabelo com o mesmo que você usa, já que podem surgir caspas, alergias (até nos olhos) e deixar o cabelo ressecado.

Uma dica: esconda seus cosméticos num lugar alto, que sua filha não alcance, para evitar surpresas desagradáveis.

Salto alto: também faz mal

Sandálias e sapatos com salto são prejudiciais para formação da estrutura óssea, podendo gerar dores e problemas de equilíbrio, postura e coluna. É comum ver modelos de criança com salto, por isso compre sozinha os sapatos da sua menina ou explique pra ela o porquê de ela não poder usá-los.

E o regime?

Nenhuma mãe pode, por conta própria, colocar o filho em uma dieta severa por achar que ele está acima do peso. As crianças precisam de bastantes calorias e variedade à mesa porque estão se desenvolvendo. Óbvio que isso não significa liberar chocolates, bolachas recheadas, frituras e salgadinhos industrializados, cabe a você, mãe, oferecer refeições nutritivas e apetitosas. Caso seu filho seja gordinho, vá à nutricionista, mas não o coloque num regime desenvolvido por você mesma.

Criança precisa ser criança

Quando seu pequeno crescer, ele vai precisar se preocupar mais com a vaidade, mas não agora. Por enquanto, é necessário que você transmita bons valores (roupas caras não fazem ninguém ser melhor do que ninguém, pessoas magras não são mais especiais, comida não significa gratificação por tarefas bem desenvolvidas, etc). A vaidade é importante, sim, mas precisa de limites, como tudo na vida. Por enquanto você só precisa brincar com seu filho, faça-o ser feliz do jeito que é sem pressão porque você mesma sabe que a vida adulta não é fácil, combinado?

Daniela Hueb

é colunista do Dicas de Mulher e especialista em Dermatologia

Comentários
Dicas relacionadas