Use o ócio criativo a seu favor

Descubra quais situações favorecem sua criatividade e use-as para alcançar resultados mais eficazes

Por Carolina Werneck
use o ocio criativo a seu favor Use o ócio criativo a seu favor

Foto: Thinkstock

Ser criativo, encontrar soluções criativas para os problemas do cotidiano, criar ideias originais. Exigências dos tempos atuais para obter sucesso não apenas no âmbito profissional, mas também nas tarefas diárias e em nossas vidas pessoais. Num mundo em que já se fez quase tudo, quem faz as coisas de maneira diferente é que tem a oportunidade de se destacar dos demais. Estudos publicados pelo site Life Hacker acerca da criatividade trazem informações surpreendentes sobre um tema tão etéreo quanto aquela ideia que piscou em sua mente e fugiu no momento seguinte.

O site afirma que a criatividade foi ignorada pela ciência até a década de 1950, quando a Associação Americana de Psicologia JP Guilford publicou alguns artigos relacionados ao tema. Desde então são inúmeras as pesquisas que tratam do fértil assunto – e a ciência já tem diversas teorias a respeito.

Qualquer um conhece, por exemplo, o que os americanos vêm chamando de “Shower Principle”, ou o “Princípio do Chuveiro”. Trata-se da afirmação de que as melhores ideias nos ocorrem quando estamos no meio do banho e não podemos anotá-las. Há, inclusive, alguns escritores, músicos, pintores e mesmo empresários que afirmam levar papel e caneta para o banheiro e deixar sobre a pia enquanto tomam banho. Assim podem anotar caso lhes ocorra um insight criativo.

A teoria do chuveiro nada mais é do que a constatação de que, quando desligamos nossa mente do problema a ser solucionado, ela tende a relaxar e encontrar soluções mais práticas e eficazes para eles. Em outras palavras, trata-se de distrair o cérebro do foco problemático e obrigá-lo a pensar em assuntos menos densos. A hora do banho é o ícone desse conceito porque geralmente é um momento em que estamos desligados do resto do mundo, deixando que a mente trafegue por pensamentos mais tranquilos, o que pode gerar um raciocínio lógico mais assertivo.

Algumas pessoas saem para caminhar ou tomam um café, enquanto outras preferem atividades mais incomuns para despertar a mente, como pintar algo ou cozinhar.

Como identificar os horários e situações do dia em que a sua criatividade flui melhor? Simples (mas nem tanto): experimentando. Desenvolva atividades que você considere relaxantes, de preferência várias delas, porque a criatividade funciona de modo diferente para cada pessoa. Desconecte sua mente dos problemas e observe em que momentos as ideias pareceram surgir mais facilmente. Invista nesses momentos sempre que precisar sair de alguma crise ou encontrar uma solução original para um “incêndio”.

Descubra qual, exatamente, é seu “ócio criativo” e conte com ele para uma vida mais fácil.

Comente