Tudo sobre tuberculose

Causa, tratamento e prevenção da "doença dos poetas"

Por Carolina Werneck
tudo sobre tuberculose Tudo sobre tuberculose

Foto: Thinkstock

A tuberculose é uma doença infectocontagiosa que atinge principalmente os pulmões do paciente, ocasionando tosse, produção de catarro, febre, sudorese, cansaço, dor no peito, falta de apetite e emagrecimento. Casos mais avançados podem apresentar escarro com sangue.

Tão antiga quando o próprio homem, a bactéria causadora da doença chegou a ser detectada em ossos humanos encontrados na Alemanha e datados de 8mil a.C. Aparentemente, com o fim da vida nômade das tribos humanas, a propagação da tuberculose foi favorecida, já que a transmissão em lugares fechados e/ou com aglomerações é muito mais rápida.

Durante os séculos XIV e XV os médicos europeus tentavam combater o contágio da tuberculose isolando indivíduos que a contraíssem. Já nesta época a doença era famosa por afetar com frequência a classe artística. No século XIX e início do século XX a fama de “doença dos poetas” voltou a ser associada à tuberculose.

O motivo de tantos poetas e escritores contraírem a doença, então, era a vida desregrada e boêmia que essas pessoas levavam, tendo por hábito, por exemplo, frequentar lugares propícios ao contágio, que não prezavam pela higiene.

Entenda melhor a causa, tratamento e formas de prevenção dessa doença, que atualmente – devido à falta de saneamento básico adequado – volta a ser um problema mundial de saúde pública, principalmente nos países em desenvolvimento.

Causa

O agente causador da tuberculose é a bactéria mycobacterium tuberculosis, também conhecida como bacilo de Koch. Ele é transmitido de indivíduo para indivíduo, através da tosse ou do contato próximo.

Sintomatologia

  • Tosse seca contínua que, prolongando-se por mais de quatro semanas, passa a apresentar secreção e, posteriormente, transforma-se em tosse com sangue;
  • cansaço excessivo;
  • febre baixa;
  • sudorese noturna;
  • falta de apetite;
  • palidez;
  • emagrecimento;
  • rouquidão;
  • fraqueza;
  • prostração.

Nos casos graves, podem aparecer dificuldade na respiração, eliminação de grande quantidade de sangue através da tosse, colapso pulmonar e acúmulo de pus na pleura, que é a membrana que reveste o pulmão. Se houver o comprometimento desta membrana, é comum que o paciente sinta dor no tórax.

Tratamento

O tratamento da tuberculose é feito à base de antibióticos e possui 100% de eficácia quando seguido corretamente e de forma contínua, de acordo com orientação médica. Sua duração normal é de seis meses mas, em muitos casos, o paciente o interrompe ao perceber a melhora dos sintomas. Por isso é importante que o acompanhamento seja feito regularmente, até que a doença esteja efetivamente curada e a possibilidade de retorno dos sintomas, completamente afastada.

Prevenção

Um dos passos importantes na prevenção da tuberculose é a manutenção de cuidados básicos com higiene. Evitar permanecer em ambientes fechados e evitar aglomerações também são recomendações da Organização Mundial de Saúde. Crianças devem ser imunizadas com a vacina conhecida como “BCG”; no entanto, crianças que sejam soropositivas, bem como recém-nascidos que apresentem sinais ou sintomas de Aids, não devem receber a vacina.