Dicas de Mulher Dicas de Beleza

Técnicas para aumento dos glúteos: Qual escolher?

Entenda as diferenças entre os métodos de prótese, bioplastia e lipoescultura usados para aumentar o bumbum

em 08/08/2012

O tema “aumento dos glúteos” tem ganhado cada vez mais espaço em nosso consultório e na mídia. Apesar de ser preferência nacional, o bumbum bem torneado até hoje não se incluía nas cirurgias de maior procura dentre as plásticas.

Hoje, com maior segurança, mais rápida recuperação e melhores resultados, tais procedimentos têm sido muito procurados e realizados em escala geométrica. Mas sempre resta a dúvida: O que é melhor, prótese, bioplastia ou lipoescultura?

Lipoescultura

A lipoescultura é uma lipoaspiração onde parte da gordura aspirada é utilizada como enxerto para aumentar ou preencher outra área, comumente o glúteo.

A lipoaspiração, por retirar a gordura das laterais acima do bumbum, já evidencia por si só a região glútea. Somado ao enxerto da gordura, tal projeção fica mais evidente.

Por ser parte do próprio corpo, a gordura não gera nenhuma reação, rejeição, alergia. É muito segura. Sofre, porém, reabsorção em torno de 40% do volume enxertado, podendo variar entre pacientes.

Bioplastia

A bioplastia consiste na aplicação de um material biocompatível, o PMMA (polimetilmetacrilato). De consistência gel, o PMMA é injetado no músculo e gordura da região glútea, proporcionando um aumento correspondente ao seu volume injetado.

Quanto ao resultado, é semelhante ao enxerto de gordura, porém não sobre a absorção que a gordura sobre, mantendo o resultado no decorrer do tempo. Suas desvantagens são a impossibilidade da retirada do produto, que fica infiltrado nos tecidos do corpo. Apesar de serem raros os casos, pode haver alguma reação ao produto, como alergia, inchaço, encaroçamento, etc.

A aplicação da bioplastia é feita por injeção, podendo ser com sedação ou apenas anestesia local. O resultado é imediato e o retorno às atividades depois de poucos dias. A dor é leve e a freqüência de complicações proporcionais ao volume injetado.

Prótese

A prótese de glúteo é colocada através de cirurgia, com anestesia peridural ou geral, tempo de recuperação de pelo menos 14 dias e maior desconforto em relação à dor. As desvantagens param por aí.

O resultado é mais eficaz quanto à projeção e aumento de consistência. Permite a retirada da prótese, caso necessário. As complicações são raras e os resultados naturais. A paciente não poderá mais tomar injeção no glúteo.

Afinal, qual a melhor opção?

Tendo em vista estes pontos, julgo que para aumentos maiores, melhor contorno glúteo e ganho de consistência, a prótese deve ser escolhida. Para aumentos menores, sem ganho de consistência (o PMMA é um gel, com consistência semelhante à gordura), a bioplastia pode ser usada em volumes moderados. Para pacientes que têm gordura nos flancos (laterais do abdômen), a lipoescultura é uma boa opção, associada ou não à prótese de glúteo.

Sempre é importante salientar, que o resultado do procedimento está diretamente relacionado à escolha do procedimento correto e a realização de forma segura. Para tanto, procure sempre um especialista, ou seja, certifique-se que médico seja membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Andre Colaneri

é colunista do Dicas de Mulher e especialista em Cirurgia Plástica

Receba nossas melhores dicas diretamente em seu e-mail

Assine nossa newsletter para receber nossas novidades sobre os assuntos do momento.

Nós odiamos spam. Nunca usaremos seu e-mail para outros fins.

Comentários
Dicas relacionadas