Novidade! Baixe nosso app em seu smartphone Android iPhone

Dicas de Mulher Dicas de Saúde

Sintomas da TPM: os principais incômodos e como lidar com eles

Saiba quais são os sintomas da TPM que tiram muitas mulheres do sério todos os meses e veja como é possível amenizá-los

em 09/07/2013

Foto: Thinkstock

São somente três letrinhas aparentemente inocentes, mas que tiram muitas mulheres do sério e são motivo de pânico para os homens. Quando a menstruação se aproxima, lá vem ela: a Tensão Pré-Menstrual. Apesar de não ser unanimidade entre as mulheres, a maior parte delas sabe como é complicado lidar com esse período atribulado todos os meses.

A TPM pode aparecer até duas semanas antes da menstruação e, com ela, vêm diversos sintomas que causam um enorme desconforto e podem afetar a rotina diária feminina. Nesse período, as alterações nos níveis hormonais provocam muitas transformações, principalmente no humor. Algumas mulheres ficam à beira de um ataque de nervos, outras ficam emocionalmente sensíveis ou com uma fome incontrolável.

Em entrevista ao site do Dr. Drauzio Varella, Mara Diegoli, ginecologista e coordenadora do Centro de Apoio à Mulher com Tensão Pré-Menstrual do Hospital das Clínicas da Universidade São Paulo, esclarece diversos pontos importantes sobre a TPM.

Quais são os sintomas da TPM?

Mara explica que há uma ampla variedade de sintomas que podem ser atribuídos à TPM. Segundo ela, no entanto, é preciso avaliar se os sintomas apresentados são mesmo resultado dessa tensão.

“É preciso estarmos atentos: eles [os sintomas] têm de sumir com a menstruação. Caso não desapareçam, não se trata de tensão pré-menstrual. Os sintomas são variados: irritabilidade, depressão, dor nas mamas e agressividade, que pode e deve ser controlada. Dor de cabeça é outra queixa frequente. A mulher também chora fácil sem saber exatamente por quê e pode explodir sem motivo”, diz.

Os sintomas são muito variados e aparecem de maneira diferente em cada mulher. Alguns deles são:

  • Irritabilidade;
  • depressão;
  • dor nas mamas;
  • agressividade;
  • dor de cabeça;
  • sensibilidade emocional;
  • angústia;
  • insônia;
  • dificuldade de concentração;
  • mudanças bruscas de humor;
  • cansaço.

Como lidar com esses sintomas

A principal dica para quem não pretende se tornar refém das alterações hormonais características da TPM é o autoconhecimento. Manter anotados os ciclos menstruais é uma boa maneira de identificar as datas em que seu organismo começa a alterar a produção de hormônios e, dessa forma, antecipar-se aos sintomas.

”Ela sabe que a mudança dos hormônios vai alterar o seu humor, está anotando no calendário e já percebeu que anda mais irritada”, afirma Mara, e completa: “é fundamental que a mulher aprenda a controlar-se. Se estiver diante de uma situação difícil, procure adiar a solução para depois que menstruar, quando seu comportamento será diferente. Numa reunião de trabalho, é mais profissional dizer ao chefe que vai analisar um assunto polêmico e depois mandar um relatório por escrito do que ter um destempero e perder o emprego”.

Outro fator que pode ajudar no combate aos sintomas da TPM é a prática de atividades físicas. Colocar o corpo em movimento nesses períodos é imperativo para extravasar o estresse acumulado e tornar os sintomas mais brandos. Para Mara, “o que mais se recomenda é o exercício aeróbico, mas nem todas podem fazê-lo. Pular, jogar tênis seria o ideal. No entanto, andar a pé ou de bicicleta em volta do quarteirão, arrumar o jardim ou dançar também resolve. O importante é descarregar a tensão e a ansiedade”.

Alimentação correta para evitar a TPM

Assim como ocorre com diversas funções do organismo, a alimentação também tem influência nos sintomas da TPM. Alguns alimentos aliviam o estresse do período, enquanto outros podem acabar piorando a situação.

Na galeria abaixo, você descobre quais alimentos são indicados para combater a TPM e quais têm influência negativa durante o período, de acordo com as indicações da ginecologista no site do Dr. Drauzio Varella.

Se mesmo tomando os devidos cuidados, os sintomas não diminuirem, ou se eles continuarem mesmo após a menstruação, consulte seu ginecologista e passe a ele todas as informações sobre seu ciclo menstrual, TPM e sintomas e tire suas dúvidas a respeito do que pode ser feito no seu caso. Cuide-se e tenha mais saúde e bem-estar na sua vida.

Receba nossas melhores dicas diretamente em seu e-mail

Assine nossa newsletter para receber nossas novidades sobre os assuntos do momento.

Nós odiamos spam. Nunca usaremos seu e-mail para outros fins.

Comentários
Dicas relacionadas