Pisos de madeira: como fazer uma boa escolha

Conheça os tipos de pisos de madeira e descubra qual deles oferece as características ideais para a sua casa

Por Deborah Busko

pisos de madeira Pisos de madeira: como fazer uma boa escolha

O piso é um dos itens fundamentais na hora de construir ou reformar a casa. Ao avaliar as opções, é preciso encontrar beleza e funcionalidade no revestimento. É por isso que um dos revestimentos mais requisitados é o piso de madeira. O material é um dos preferidos por ter alta durabilidade e combinar com qualquer decoração, além de trazer charme e transmitir conforto ao ambiente.

Mas entre tantas opções de pisos de madeira, pode ser difícil saber qual opção sai mais em conta e oferece as características ideais para a sua casa. Conheça agora os tipos de pisos de madeira e confira algumas orientações que ajudam a fazer a melhor escolha.

Laminado

Considerado uma evolução do carpete de madeira, esse tipo de piso é feito a partir de um miolo ou substrato de madeira revestido de laminado plástico.

Por ter maior densidade em relação aos carpetes de madeira, é mais resistente a riscos, impactos e abrasão. Outra vantagem é o preço, bem inferior ao assoalho de madeira natural.

O piso laminado é instalado por meio do encaixe macho-fêmea e nem a necessidade de cola. Antes de assentar o piso, é importante colocar uma manta para corrigir irregularidades no contrapiso e diminuir o ruído no ambiente.

Carpete de madeira

O carpete de madeira é formado por réguas de substratos naturais revestidos de lâminas de madeira natural com acabamento em verniz, tudo para diminuir a resistência a riscos, impactos e abrasão. É menos resistente que o piso laminado, por isso recebe o nome técnico de piso laminado de baixa resistência.

Na instalação, uma manta de poliuretano é colocada no contrapiso seco e nivelado, que depois recebe as réguas encaixadas no sistema macho-fêmea. Uma dica importante para esse tipo de piso é usar feltro nos pés dos móveis para evitar riscos no piso.

Tacos

Bem tradicional, esse tipo de revestimento de madeira é encontrado em formato de pequenas placas, com medidas que variam entre 3 a 10 cm de largura e de 10 cm a 1m de comprimento.

A instalação dos tacos é feita com cola asfáltica. Para isso, é importante que a superfície esteja nivelada e bem seca, livre de umidade para evitar que as peças de madeira comecem se soltar com o tempo, um problema muito comum nesse tipo de piso. Depois da aplicação, é feita uma raspagem e o revestimento recebe uma camada de sinteco ou resina a base d’água.

Assoalho

O assoalho é composto por réguas de madeira maciça, que podem ter tamanhos e espessuras variáveis. Ao escolher o assoalho de madeira, é preciso se preocupar com a umidade do ambiente, que pode fazer com que as réguas se dilatem ao longo do tempo. Por isso, na instalação é necessário deixar pequenos espaços entre as placas.

Esse tipo de revestimento pode ser colocado sobre pisos de concreto, cerâmica, granito ou madeira. O assoalho é colado e parafusado no contrapiso com as réguas formando desenhos longitudinais ou diagonais.