Otoplastia – cirurgia que corrige as orelhas de abano

A cirurgia é simples e rápida e as vantagens vão além da questão física e tem um impacto positivo na autoestima do paciente

otoplastia Otoplastia   cirurgia que corrige as orelhas de abano

Foto: Thinkstock


A orelha de abano é a mais frequente má formação que acomete as orelhas. É caracterizada pela rotação anterior do pavilhão auricular, comumente associada à não existência das dobras internas da orelha (anti-hélice).

Por ser rodada para frente e mais plana, a orelha em abano fica em maior evidência, desarmônica com a face e aparentando ser maior.

Há vários graus de abano, desde o mais leve ao mais severo. Porém, nem sempre o grau da alteração anatômica se correlaciona ao incomodo gerado por esta mal formação. Há pacientes que com leve abano, nunca usam cabelo preso ou curto. Nos meninos é comum deixar o cabelo encobrir as orelhas.

Mas afinal, qual seria a melhor idade para corrigir a orelha de abano?

Tendo em vista que não se deve operar estruturas ainda em desenvolvimento e que as orelhas apresentam-se quase completamente desenvolvidas em torno dos 5 a 6 anos de idade, é a partir desta idade que a cirurgia deve ser realizada.

Creio realmente ser nesta idade a melhor época para operar, pois com o convívio escolar, é comum a criança ser rotulada de apelidos preconceituosos e depreciativos. O complexo gerado nesta fase, poderá acompanhar o paciente durante toda a vida.

Muitos pacientes que opero já adultos relatam não terem feito a cirurgia antes por falta de oportunidade e, apesar de nos dias atuais não sofrerem de preconceito ou serem alvo de piadas, não se sentem à vontade e têm a impressão que sempre estão olhando para suas orelhas.

Vale ressaltar que não há nenhum problema ou impedimento da cirurgia ser realizada em qualquer idade depois dos 5 a 6 anos. Na verdade, a maioria dos que operam não são crianças, são pacientes que procuram solucionar um antigo desconforto gerado pelas orelhas em abano.

A cirurgia é realizada com anestesia local, em adultos e jovens. Nas crianças pequenas a anestesia é geral (como toda cirurgia infantil). Dura em torno de 90 minutos. A alta costuma ser no mesmo dia e a recuperação tranquila, pouco dolorosa.

Finalizando, creio ser a otoplastia (cirurgia plástica das orelhas) uma cirurgia segura, relativamente simples, com rápida recuperação e que costuma trazer, além da mudança física, um grande ganho emocional e comportamental, deixando o paciente livre de complexo para usar o cabelo da maneira que quiser.