Dicas de Mulher Dicas de Beleza

Os cosméticos mais caros do mundo

Conheça os produtos de luxo do mercado da beleza e estética

em 29/09/2014

Foto: Thinkstock

Produtos de beleza caríssimos estão à venda nas mais luxuosas lojas de cosméticos e nas lojas online das marcas criadoras em edições especiais ou comemorativas e em pouquíssimas unidades, o que os torna também exclusivos.

Os preços dos produtos de luxo custam em média 7.500% a mais do que o preço de produtos convencionais vendidos em farmácias e supermercados.

O que torna os cosméticos de luxo caros?

Segundo os fabricantes, os produtos são encarecidos devido aos ingredientes raros ou mesmo pelas ricas embalagens.

Os cosméticos superfaturados são feitos a partir de diamantes, poeira de meteoritos, ouro ou antioxidantes exóticos extraídos de plantas raras, por exemplo.

Há também os produtos que têm alto custo por usar proteínas de células mensageiras, que estimulam o crescimento celular e promovem consequente rejuvenescimento; obtidos com tecnologia de recombinação de DNA, que cria exatas – embora sintéticas – réplicas das respectivas moléculas do corpo humano.

Os fabricantes alegam também que enormes custos de produção e em alguns casos os anos de pesquisa para a formulação perfeita, justificam os preços praticados.

O que é surpreendente, entretanto, é o fato de que muitas promessas milagrosas de alguns destes cosméticos sobre seus ingredientes diferenciados são baseadas em estudos imparciais, sendo seu consumo na verdade, mais uma expressão de poder financeiro do que busca essencial por produtos com uma qualidade única.

Muitos famosos não se preocupam em expressar extravagância com cosméticos de luxo. Alguns exemplos de celebridades que chamaram atenção por gastar quantias enormes de dinheiro com produtos de beleza foram Katie Holmes, que usou em seu casamento com Tom Cruise o perfume Imperial Magesty, criado por Clive Cristian, que custa 435 mil dólares; e Kelly Osbourne que escandalizou seus fãs na 64ª edição do Emmy Awards com as unhas pintadas de Azature, esmalte que contém diamantes em sua composição e custa aproximadamente 250 mil dólares.

O viés social dos produtos de beleza de luxo

Alguns dos cosméticos caríssimos, porém, se colocaram no mercado como item de luxo com função social, como o perfume Be Delicious da DKNY, famoso por seu simpático valor de um milhão de dólares que durante sua venda teve toda sua renda revertida para a ONG de combate à fome Action Against Hunger.

Para criar um produto tão caro, a DKNY Fragrances fez parceria com o joalheiro Martin Katz, que fez o design do frasco como uma joia rara a ser passada de geração em geração. Cravejado de pedras preciosas, o frasco continha 14 quilates de ouro branco e amarelo, quase dois quilates de turmalina paraíba turquesa, dois quilates de diamantes rosa, sete quilates de safira do Sri Lanka, rodeados por brilhantes que desenharam o formato do Skyline de Nova Iorque, além de um rubi oval de três quilates, todos posicionados um a um pelas mãos de Katz.

É importante ressaltar que os cosméticos de luxo não são de todo vilões, muitos deles atendem as exigências de responsabilidade com o desenvolvimento sustentável em sua produção, sendo elitistas e segregadores apenas em termos de público consumidor, não impactando negativamente pessoas ou a natureza.

Não há pecado nenhum em sonhar ser uma diva com recursos financeiros para se mimar com produtos de luxo, mas usar os produtos de beleza certos, ainda que convencionais, e cuidar da saúde são a verdadeira garantia de manutenção da beleza.

Comentários
Dicas relacionadas