O que fazer quando a criança diz um palavrão?

Veja qual a atitude correta para eliminar de vez este comportamento do seu filho

Por Carolina Werneck
o que fazer quando a crianca diz um palavrao O que fazer quando a criança diz um palavrão?

Foto: Thinkstock

Imagine a cena: um belo dia sua filha de três anos está tranquilamente brincando de boneca quando, de repente, solta um palavrão dos mais horríveis. Os pais, em uma situação dessas, têm os mais diversos tipos de reação.

Alguns repreendem a criança, ameaçam, colocam de castigo; outros, em um mix de susto e curiosidade – onde essa menina aprendeu a dizer isso, meu Deus? – acabam rindo. Normalmente, após uns poucos minutos, essas atitudes se mostram infrutíferas e mesmo negativas na educação da criança.

Falar palavrão é uma reação comum e até mesmo natural diante de situações que fogem ao controle do ser humano. Mas é preciso atenção se você convive com uma criança.

Prática comum entre adultos, utilizar palavras de baixo calão na frente de uma criança pode ser desastroso.

Os pais e familiares envolvidos no cotidiano da criança nem sempre se dão conta da capacidade de absorção de conteúdo que essas pequenas criaturas apresentam e, em momentos de raiva ou tensão emocional, podem eventualmente dizer um palavrão, sem perceber o quanto essa atitude pode ser nociva ao desenvolvimento dos pequenos.

De acordo com Larissa Fonseca, psicopedagoga, a risada é uma reação espontânea a uma situação inesperada, mas deve ser evitada. “Muitas vezes a risada dos pais ou de qualquer adulto que esteja perto vem de forma muito espontânea. Se isso acontecer com você, respire fundo e mude de atitude. Explique que aquela palavra não deve ser repetida e dê uma opção de vocabulário para a criança fazer a substituição”, explica.

Fazer a linha durona tampouco vai resolver o problema. Não adianta brigar porque a criança, em geral, não tem consciência do que aquela palavra quer dizer; está apenas repetindo um padrão de comportamento que, muito provavelmente, observou em você mesma ou em outros adultos com quem tem contato.

Então, qual a atitude correta a tomar?

  • O diálogo é a solução para a maior parte dos problemas vividos no âmbito familiar. Converse abertamente com a criança, chamando-a para uma conversa realmente franca, explicando que ela não deve repetir aquela palavra porque é ofensiva e pode deixar outras pessoas tristes.
  • Explique, rapidamente e de forma simplificada, o significado daquilo que ela acabou de dizer.
  • Não ignore o problema porque, se ele não for corrigido, voltará a acontecer – mas também não o maximize, voltando ao assunto posteriormente. Corrija uma vez e esqueça o tema.
  • Ofereça um sinônimo razoável para que a criança possa substituir uma palavra pela outra.

Embora o uso de palavrões seja quase inevitável na fase adulta, às crianças é importante ensinar através do exemplo. Lembre-se que, na escola ou qualquer outro ambiente fora de casa, ela provavelmente será exposta a este e outros comportamentos que você considera impróprios. Eliminar esse tipo de vocabulário da sua vida é, portanto, o passo mais fundamental para que os pequenos não desenvolvam esse hábito tão feio.