Dicas de Mulher Notícias

Victoria’s Secret adere à moda ecologicamente correta

A marca se compromete a ter uma produção livre de toxinas até 2020, mas já começa agora a sua campanha verde

em 13/02/2013

Victoria’s Secret agora na lista das empresas ecologicamente corretas. Foto: Reprodução.

Após investigações publicadas pelo Greenpeace que atestaram a presença de resíduos químicos que causam sérios danos à saúde em suas peças de roupa, a Victoria’s Secret aderiu à campanha para a desintoxicação na linha de produção. Os produtos continham substâncias chamadas ftalatos, capazes de influir nos níveis hormonais das pessoas, causar má formação de fetos, problemas no sistema reprodutivo e até desenvolvimento de câncer precocemente.

A marca se compromete a eliminar todas as substâncias tóxicas e tornar o processo de produção mais transparente, para que possamos todos acompanhar a transformação da marca. A promessa é que a marca esteja limpa até 2020. Não é a primeira vez que a marca é investigada, e a Limited Brands, que é a controladora da VS entra na lista sendo a 14° empresa a se comprometer com uma produção mais limpa e segura.

Além dos ftalatos, a empresa se comprometeu com a remoção dos perfluorados da confecção também, que eram basicamente responsáveis por repelir a água e o óleo, e esse será eliminado até 2015. Boatos diziam que a angel Miranda Kerr, defensora do meio ambiente assumida, reconsideraria sua relação com a Victoria’s Secret, mas uma vez que a marca promete desintoxicar a produção, não se sabe ao certo como ela reagirá.

A Victoria’s Secret se une agora à uma lista de empresas que corresponderam ao pedido do Greenpeace, entre elas: Zara, Marks & Spencer, Nike, Levi’s, H&M, C&A, Esprit, Uniqlo, Puma, e a que se juntou mais recentemente, Benetton. Esperamos que mais companhias se unam a essa causa, tanto pelo meio ambiente quanto pela segurança, saúde e bem-estar de suas consumidoras.

Comentários
Dicas relacionadas