Dicas de Mulher Notícias

Como o ambiente e a situação afetam suas decisões alimentares

Nosso cérebro pode ser enganado com a mudança de alguns fatores na hora da alimentação

em 22/11/2013

Foto: Thinkstock

O ato de se alimentar envolve diversos processos e pode ser mais prazeroso, indigesto, intenso ou mais leve, de acordo com uma série de fatores externos. Conheça alguns deles:

  1. Comer com garfo grande
    Um estudo publicado no Journal of Consumer Research, nos Estados Unidos, descobriu que pessoas que comem com garfos muito grandes, comem menos, e deixam mais comida no prato, em relação a pessoas que comeram com garfos pequenos. Isso porque ao utilizar um garfo menor, as pessoas sentiam que não estavam se alimentando direito e, desta forma, comiam mais.
  2. Comer em recipientes menores
    Uma pesquisa do Instituto de Tecnologia da Geórgia mostrou que as pessoas consomem 31% mais sorvete quando tomam sorvete em uma tigela maior, em relação a uma tigela comum de sobremesa. Os pesquisadores explicaram que tal fato se dá pois as pessoas comem cerca de 92% do que elas se servem. Por isso, se você se serve mais, irá comer mais.
  3. Dormir pouco
    Pesquisadores da Universidade da Colûmbia descobriram que a privação de sono faz com que você coma mais. Mulheres que dormiram apenas por quatro horas durante a noite anterior comeram 329 calorias a mais e um período de nove horas, em comparação com as que dormiram bem. Já os homens que tiveram poucas horas de sono, comeram 263 calorias a mais do que os que dormiram durante oito horas.
  4. O ambiente
    O lugar em que você come sua comida pode afetar a quantidade que vai consumir, de acordo com uma pesquisa feita pela Universidade do Sul da Califórnia. O estudo foi feito em um cinema, com consumidores de pipoca. Pessoas que estavam dentro do cinema comiam mais pipoca do que as que consumiam fora dele.
  5. Esconda as porcarias
    Uma pesquisa da Universidade de Cornell, nos Estados Unidos, apontou que somos três vezes mais propensos a comer a primeira coisa que vemos, em comparação com a quinta coisa que vemos. Nesse estudo, pesquisadores tiraram fotos de 100 armários de cozinha e pediu aos donos dos armários para manterem registros do que eles comeram. Os autores da pesquisa também experimentaram mover a comida dentro dos armários, para ver se isso impactou em suas escolhas alimentares – e descobriram que sim.
  6. Comer com a outra mão
    Uma pesquisa norte americana publicada no boletim Personalidade e Psicologia Social mostra que comer com a mão não dominante – a que você não está acostumada a comer – diminui a quantidade de alimento que você consome. Pessoas que utilizaram a mão não dominante para comerem pipoca, durante o estudo, comeram 30% de pipoca em relação a outro dia, quando comeram com a mão dominante.

Via The Huffington Post

Comentários
Dicas relacionadas