Dicas de Mulher Notícias

Beber água demais pode ser prejudicial, de acordo com nova pesquisa

Homem morre na Tasmânia por ter bebido água demais e causa preocupação acerca do assunto

em 01/07/2013

Foto: Thinkstock

Uma investigação recente sobre a morte de um andarilho da Tasmânia se tornou o centro das atenções por um motivo pouco conhecido: beber água demais.

Bushwalker Jonathan Dent perdeu-se durante uma caminhada de quatro horas. Ele ligou para sua esposa várias vezes durante o dia para dizer que estava perdido, mas infelizmente ele não foi descoberto, até que as equipes de resgate encontraram seu o corpo dois dias depois. Um inquérito apurou a causa da morte, e descobriu que Dent faleceu de hiponatremia, mais comumente conhecida como “envenenamento de água”.

Então, como é que uma substância tão benigna como a água pode matar?

A hiponatremia ocorre quando os níveis de sódio do organismo são diluídos pelo consumo excessivo de água. A condição pode ser fatal, pois os sintomas fazem a vítima sentir-se como se estivesse desidratada.

Um estudo de 2005, publicado no New England Journal of Medicine, descobriu que um sexto dos maratonistas desenvolveu algum grau de hiponatremia, e esta também tem sido identificada como uma possível causa de seis mortes inexplicáveis de australianos, nas caminhadas da Trilha Kokoda, em 2006.

Dr. Sean Rothwell fazia parte de uma equipe de pesquisa que investigou as mortes, e disse que o entendimento das necessidades de água do corpo das pessoas tornou-se distorcida. “Não há nenhuma evidência científica de que é preciso beber oito copos de água por dia”. E acrescenta: “Só beba água quando você sentir sede.”

Comentários
Dicas relacionadas