Dicas de Mulher Notícias

7 fatos sobre as mulheres e as bebidas alcoólicas

Pesquisas mostram que o organismo feminino tem menor resistência ao álcool, cujo consumo aumenta o risco de doenças

em 20/09/2013

Foto: Thinkstock

Tomar uma ou duas taças de vinho, com moderação, pode ser uma ótima maneira de relaxar em um jantar com a família ou os amigos. Mas o excesso no consumo de álcool representa um grande perigo, e tem riscos específicos para as mulheres. Veja algumas informações e dados importantes sobre a relação das mulheres com as bebidas alcoólicas:

  1. Mais mulheres estão bebendo
  2. De acordo com o ‘Centers for Disease Control and Prevention’ (CDC), quase 14 milhões de mulheres só nos Estados Unidos bebem cerca de três vezes por mês, numa média de seis bebidas por vez. Mulheres com renda familiar mais alta, entre 18 e 34 anos, e com o ensino médio completo, são mais propensas à compulsão. Ainda de acordo com o CDC, uma em cada cinco adolescentes bebe, um comportamento que coloca sérios riscos de saúde, incluindo doença hepática, derrame, entre outros.

  3. O corpo feminino sofre mais com o álcool que o masculino
  4. O corpo feminino tolera o álcool de forma diferente que o masculino, por razões que ainda não são totalmente compreendidas. Segundo o Instituto Nacional de Abuso do Álcool e Alcoolismo (NIAAA), o corpo das mulheres têm menos água por quilo do que os dos homens. Assim, se um homem e uma mulher que têm o mesmo peso bebem a mesma quantidade de álcool, a mulher provavelmente terá mais concentração de álcool no sangue.

  5. Beber, mesmo que pouco, é um problema para mulheres
  6. Por causa da diferença nos corpos femininos em relação aos masculinos, as mulheres tendem a tolerar menos o álcool e estão mais propensas a ter problemas relacionados à bebida, com riscos de doenças específicas no fígado, doenças cardíacas, câncer de mama, além da dependência do álcool.

  7. Mulheres procuram tratamento mais cedo
  8. Um novo estudo divulgado este ano, feito com mais de 500 homens e mulheres, constatou que as mulheres que abusam do álcool tendem a procurar ajuda quatro a cinco anos mais cedo que os homens.

  9. Beber durante a gravidez não é seguro
  10. Já foi dito que beber ocasionalmente durante a gestação não representa qualquer perigo, mas o fato é que nenhuma quantidade de álcool nesse período é considerada segura. Ou seja, não há um limite claramente definido sobre o quanto é ou não permitido beber, razão pela qual a maioria dos especialistas recomenda evitar completamente o álcool.

  11. Bebidas alcoólicas aumentam o risco de câncer de mama
  12. Beber não é o único fator de risco para a doença. Mas o consumo de álcool está comprovadamente associado a um risco aumentado de desenvolver a doença. O risco aumenta proporcionalmente à quantidade de álcool que a mulher consome.

  13. O alcoolismo pode levar à morte
  14. Um estudo alemão comprovou que a dependência do álcool é duas vezes mais mortal para mulheres do que para os homens. A taxa de mortalidade feminina foi quatro vezes maior do que masculina, mas as razões para que isso aconteça ainda não são claras.

Via Huffington Post

Comentários
Dicas relacionadas