Dicas de Mulher Notícias

7 fatos que você ainda não sabe sobre roupa íntima

Escolher o tecido e o modelo certo pode ajudar na prevenção de infecções

em 24/09/2014

Foto: Thinkstock

Há quem tenha dúvidas em relação a usar ou não calcinha, especialmente em algumas ocasiões em que ela pode ficar marcando a roupa e estragar a produção, ou durante a prática de esportes, quando podem incomodar. Alguns especialistas falaram sobre o assunto e listaram coisas que todas as mulheres devem saber sobre saúde e higiene da região íntima.

  1. Bactérias adoram um ambiente quente e úmido, propício para que se desenvolvam. Para não deixar que isso aconteça, usar calcinha é necessário e ajuda a proteger durante as atividades físicas. A escolha do tecido também é fundamental. Entretanto, pode-se dormir sem calcinha de vez em quando para permitir ventilação na região.
  2. As calcinhas fio-dental não são indicadas, pois o atrito pode atrair bactérias do ânus para a vagina, causando infecções vaginais e até mesmo urinárias.
  3. Tecidos como rendas são ruins, pois não permitem respiração e podem causar irritações. O mais recomendável é usar calcinhas de algodão ou alguns tecidos sintéticos que mantém o local seco.
  4. Não se depile totalmente. Por mais que isso gere uma sensação de estar limpa, os pelos funcionam como uma proteção da região genital, já que a pele é mais sensível nessa área. Ao se depilar, uma camada protetora é removida, aumentando os riscos de doenças sexualmente transmissíveis, pelos encravados e queimaduras.
  5. Quem pratica esportes de longa duração, como triatlo ou maratona precisa ter cuidados extras ao escolher a calcinha, pois irá usá-la por muito tempo e a fricção pode machucar. A sugestão é fazer alguns testes antes do dia do evento.
  6. Durante o período menstrual, os absorventes internos podem causar menos atrito na vulva, especialmente durante a prática de esportes. Mas cada mulher deve usar o que se sentir mais confortável. Após o treino, é recomendado um banho com um sabonete neutro.
  7. Muitas mulheres, especialmente as que já tiveram filhos, podem sofrer com problemas na bexiga, como a incontinência urinária, que faz com que se tenha vontade de fazer xixi com uma grande frequência. Nesses casos é necessário procurar um médico, que saberá indicar o melhor tratamento para o problema.

Via Yahoo Shine

Comentários
Dicas relacionadas