Dicas de Mulher Notícias

10 fatos sobre a cafeína que você precisa saber

Saiba mais sobre uma das substâncias mais consumidas no mundo e surpreenda-se

em 01/10/2013

Foto: Thinkstock

O cafezinho que consumimos diariamente tem muitas curiosidades interessantes. O que já se sabe, é que em doses moderadas, a bebida pode oferecer diversos benefícios à saúde, incluindo o aumento da memória, concentração e a saúde mental, em geral. Porém, quando consumida em excesso, a cafeína pode provocar um aumento da frequência cardíaca, insônia, ansiedade e agitação. Confira a seguir 10 fatos que poucos sabem sobre o café:

  1. Café descafeinado não é exatamente sem cafeína
    Um relatório realizado pelo Jornal de Análise Toxicológica dos Estados Unidos analisou nove tipos diferentes de café descafeinado, e determinou que todos continham alguma quantidade de cafeína em sua composição. A dose variou entre 8,6 mg e 13,9 mg.
  2. A cafeína começa a fazer efeito no organismo em poucos minutos
    De acordo com o Academia Americana de Medicina do Sono, a cafeína leva cerca de 30 a 60 minutos para atingir o seu nível de pico no sangue. Estudos apontaram, inclusive, que o estado de alerta do nosso corpo pode ser atingido em apenas 10 minutos. Algumas pessoas que não consomem regularmente o café, são mais sensíveis aos seus efeitos do que as que o têm em sua rotina.
  3. O café não afeta a todos da mesma maneira
    Nosso corpo pode processar a cafeína de formas diferentes, de acordo com o gênero, por exemplo. Mulheres tendem a metabolizar a cafeína mais rapidamente em relação aos homens. Os fumantes processam-na duas vezes mais rápido que não fumantes. Já pessoas asiáticas costumam metabolizar a cafeína de forma mais lenta, em relação às que não são.
  4. Bebidas energéticas muitas vezes têm menos cafeína do que o café
    É normal pensarmos que os energéticos contêm grande quantidade de cafeína. Porém, ao contrário do que se imagina, muitas marcas populares contêm uma quantidade consideravelmente menor do que um copo pequeno de café. Uma dose de 8,4g de um energético conhecido mundialmente, por exemplo, possui 76-80mg de cafeína. Já um copo de café tem de 95 a 200mg da substância.
  5. Grãos pretos de café têm menos cafeína que grãos mais claros
    Um sabor mais forte e encorpado de café costuma remeter a uma dose maior de cafeína. Mas a verdade é que os grãos mais claros contêm mais quantidade da substância. Isso porque uma maior torrefação faz queimar parte da cafeína presente no grão.
  6. A cafeína pode ser encontrada em mais de 60 plantas
    Não são apenas os grãos de café que possuem cafeína. Algumas folhas de chá, nozes de cola e cacau também contêm a substância. O estimulante é encontrado naturalmente nas folhas, sementes e frutos de uma vasta variedade de plantas.
  7. Nem todo o café tem a mesma quantidade de cafeína
    De acordo com um relatório recente do Center for Science in the Public Interest, marcas populares apresentaram variações da quantidade de cafeína apresentada.
  8. O norte-americano médio consome cerca de 200mg de cafeína por dia
    De acordo com a Food and Drug Administration (FDA), 80% dos adultos norte-americanos consomem cafeína diariamente, com uma dose individual de 200mg, o que ainda é tolerado pelo organismo. Doses superiores a 500mg por dia já podem trazer complicações como irritabilidade, insônia e batimentos acelerados do coração.
  9. Alguns países consomem ainda mais que isso
    De acordo com um artigo recente da BBC, a Finlândia é o país com maior consumo de cafeína, com 400mg por dia. Em todo o mundo, 90% das pessoas consomem cafeína de alguma forma, segundo a FDA.
  10. Você também pode encontrar cafeína nos alimentos
    De acordo com um relatório do FDA, mais de 98% da nossa ingestão de cafeína vem de bebidas. Porém, elas não são as únicas fontes da substância. Alguns alimentos, como o chocolate, podem contê-la, assim como a composição de certos medicamentos.

Via The Huffington Post

Comentários
Dicas relacionadas