Escova inglesa

Conheça a escova que alisa e hidrata os cabelos sem agredir a saúde dos fios

Por Deborah Busko
Atualizado em 03/04/2013 11:23

escova inglesa Escova inglesa

A escova inglesa (ou escova london) é mais uma das técnicas de alisamento muito pedida nos salões. Apesar de não conter formol, não se trata de uma versão de escova progressiva ou definitiva.

A técnica, que já foi adotada por celebridades como Madonna, Paris Hilton e Angelina Jolie, pode ser definida como uma super hidratação que sela as cutículas dos fios e proporciona fios com balanço e um caimento natural.

O motivo de tanto sucesso é que a fórmula da escova london contém aminoácidos, queratina e albumina, nutrientes que potencializam a hidratação, alisam, dão brilho e melhoram o aspecto dos fios.

O resultado da escova inglesa pode ser fios bem lisos ou só comportados, isso varia de acordo com o tipo de cabelo e com a quantidade de vezes que o profissional passa prancha em cada mecha do cabelo.

O certo é que esse tipo de escova pode ser feito até em cabelos quimicamente tratados, ressecados ou fragilizados. Quem tem tintura e reflexo nos fios também pode fazer. Outra vantagem é que se o cabelo já tiver alisamento e receber a escova London, o efeito liso é potencializado.

Depois de fazer a escova, o ideal é usar diariamente um xampu de tratamento e não descuidar da hidratação. Use um bom creme semanalmente ou a cada 15 dias. Com esses cuidados, o efeito liso natural da escova inglesa pode durar até seis meses.

O retoque pode ser feito só na raiz ou em toda a extensão dos fios. Dependendo do tipo de cabelo, só é preciso voltar ao salão para passar novamente pelo procedimento depois de quatro meses.

Mais sobre:

Comente