Dicas de Mulher Dicas de Saúde

Erros que aumentam as calorias da sua dieta

Existe uma grande diferença em comer, por exemplo, um peixe frito em vez de um assado

em 14/10/2014

Foto: Thinkstock

Existem muitos alimentos que, além de saborosos, oferecem benefícios à nossa saúde e, por isso, podem fazer parte de uma dieta saudável e de emagrecimento.

Porém, na hora de utilizar esses alimentos e preparar alguns pratos, algumas pessoas exageram nos ingredientes adicionais, o que acaba acrescentando calorias extras à sua dieta.

Abaixo você confere uma lista com alimentos que, muitas vezes, são preparados e/ou consumidos de forma “incorreta”, o que acaba agregando calorias à alimentação… Bem como dicas para evitar que esses errinhos atrapalhem a sua dieta:

1. Ovo

O ovo é bastante conhecido por ser um alimento saudável, porém, não deve ser consumido em excesso e nem acompanhado de outros ingredientes calóricos.

A nutricionista e personal diet Sabrina Lopes explica que um ovo cozido tem, em média, 98 calorias. Já uma omelete de queijo, cerca de 126 calorias.

“Para consumir menos calorias na omelete, a pessoa deve evitar colocar queijos amarelos, preferir os queijos brancos, evitar também embutidos como bacon, calabresa, entre outros ingredientes. Ela pode ainda acrescentar legumes e verduras”, diz Sabrina.

2. Batata

A batata é um alimento que agrada a maioria das pessoas. Mas a maneira como ela será preparada faz toda a diferença na dieta daquelas que estão buscando emagrecer ou, simplesmente, manter o peso.

Jackeline Taglieta, nutricionista pela Universidade de São Paulo (USP), pós-graduada em Nutrição Clínica Funcional, explica que uma escumadeira de batata cozida (50g) fornece 40 calorias. Já uma escumadeira de batata frita (30g), 80. Ou seja, o dobro de calorias!

3. Carne

O mesmo ocorre com a carne. A forma como ela é preparada faz toda a diferença em uma dieta.

Sabrina Lopes explica que uma carne grelhada tem, em média, 140 calorias, enquanto uma carne à milanesa tem cerca de 320.

4. Peixe

O peixe é muito conhecido por oferecer benefícios à saúde e por possuir poucas calorias, sendo um alimento superimportante na dieta de quem busca emagrecer ou, simplesmente uma vida mais saudável.

Porém, vale a pena se atentar à diferença de calorias entre um peixe assado e um peixe frito (isso sem ressalta a questão dos malefícios que as frituras oferecem à nossa saúde).

Jackeline Taglieta destaca que um filé (150g) de peixe branco (por exemplo, pescada) assado possui 150 calorias, enquanto o mesmo peixe frito fornece 230 calorias.

5. Leite

A nutricionista Jackeline explica que um copo de leite desnatado (200 ml) oferece 70 calorias. Mas, se à mesma quantidade de leite desnatado, forem adicionadas duas colheres (sopa) de achocolatado, a pessoa consumirá 144 calorias.

6. Queijo

As pessoas devem se atentar também ao tipo de queijo que vão consumir. Jackeline Taglieta destaca que uma fatia média (30g) de queijo minas frescal possui 45 calorias – mesma quantidade que oferece uma fatia média de ricota.

Já uma fatia fina (15 g) de queijo prato fornece 55 calorias. E duas fatias, que somam 30g, oferecem 110 calorias.

No caso da mussarela, uma fatia fina (15 g) possui 50 calorias.

7. Macarrão

Na hora de preparar um macarrão, é fundamental optar por bons ingredientes e evitar exageros.

A nutricionista Jackeline destaca que um prato fundo de macarrão ao sugo (200g) oferece, em média, 274 calorias. “Não devemos acrescentar ingredientes como: bacon, presunto, salsicha, creme de leite, queijos etc., pois, além de aumentarem significativamente o teor calórico, elevam muito o perfil inflamatório do prato, prejudicando ainda mais quem busca emagrecer ou manter o peso”, diz.

8. Queijo no macarrão

Muitas pessoas têm o costume de adicionar queijo parmesão ralado em cima dos pratos, especialmente no caso do macarrão. Porém, é preciso lembrar que ele também acrescenta calorias à dieta.

Jackeline Taglieta explica que uma colher de sopa (10g) de queijo parmesão ralado tradicional possui 43 calorias. E uma colher de sopa (10g) de queijo parmesão ralado light, 36.

Dessa forma, ainda que opte pela versão light, é importante evitar excessos, para que o prato de macarrão não se torne muito calórico.

9. Suco de laranja

Algumas pessoas preferem, em vez de chupar uma laranja, fazer um suco natural da fruta.

A nutricionista Sabrina Lopes destaca, porém, que, quando consumimos o suco no lugar da fruta, acabamos ingerindo mais calorias, já que nele estão presentes mais de uma fruta. “Além disso, algumas pessoas acabam adicionando açúcar a ele”, diz.

sso não significa que o suco natural de laranja não possa ser consumido, vez ou outra. Mas ele não deve substituir diariamente a fruta e nem deve ser adoçado.

10. Pães

Se você vai preparar um pão em casa, a dica é melhorar o perfil nutricional dele. Jackeline Taglieta explica que, em vez de pensar somente em calorias, vale mais a pena substituir parte da farinha branca por cereais integrais, como quinua, aveia e amaranto em flocos; sementes como linhaça, gergelim, semente de girassol etc. “E em relação ao óleo, a dica é usar o de coco, azeite ou canola”, diz.

Deve-se ainda usar o mínimo possível de açúcar e, quando usar, preferir o orgânico. “Não tem muito como mudar o valor nutricional do pão em si, mas é possível trabalhar o efeito do pão no organismo, melhorando o índice glicêmico e o perfil de gordura dele”, destaca a nutricionista Jackeline.

Dicas gerais para não adicionar calorias extras à dieta

Foto: Thinkstock

  • Sabrina Lopes destaca que, na hora do preparo dos alimentos, podemos evitar algumas calorias no tempero, usando quantidades mínimas de óleos funcionais, evitando temperos industrializados e abusando das ervas e temperos naturais.
  • A nutricionista Sabrina reforça que, para reduzir calorias, também é fundamental trocar frituras por preparações assadas e grelhadas.
  • Sabrina lembra que trocar alimentos refinados, como farinhas brancas, por farinhas integrais também auxilia na redução de calorias extras.
  • Jackeline Taglieta reforça que é importante evitar o uso de açúcar em sucos, frutas etc. No caso de pessoas que são muito acostumadas com o sabor doce, a dica é ir diminuindo a quantidade de açúcar, treinando o paladar com o sabor natural dos alimentos e bebidas.
  • Outra dica da nutricionista Jackeline é substituir requeijão por pastas de soja.
  • A nutricionista Jackeline sugere não tomar um copo de suco inteiro, mas somente meio copo por vez.
  • Jackeline Taglieta lembra que o azeite é saudável, mas não deve ser usado exageradamente na hora de temperar a salada. Uma colher de sobremesa, em média, é o suficiente.
  • A nutricionista Jackeline explica que não se deve colocar bacon, calabresa e linguiça no preparo do feijão. Quem gosta do sabor defumado, deve optar por tofu defumado.
  • Jackeline destaca que é preciso ter cuidado com molhos prontos de salada. As melhores opções para temperar a salada são vinagre de maçã, aceto balsâmico, limão e laranja.
  • A nutricionista Jackeline lembra que é preciso usar o mínimo possível de óleo e manteiga no preparo dos pratos. “Ter em casa panelas antiaderentes de boa qualidade também é importante. O uso de gorduras muitas vezes será dispensado”, finaliza.

Com essas dicas fica muito mais fácil evitar erros no preparo e no consumo dos alimentos e, assim, alcançar com mais facilidade seus objetivos!

Comentários
Dicas relacionadas