Dermatologista tira dúvidas sobre tatuagem

Marcar a pele é algo que pede pesquisa, atenção e bons profissionais

dermatologista tira duvidas sobre tatuagem Dermatologista tira dúvidas sobre tatuagem

Foto: Thinkstock

Fazer uma tatuagem não é uma decisão que pode ser feita de repente e às pressas. Marcar a pele em caráter definitivo é o tipo de atitude que merece ser pensada, repensada e, claro, discutida com bons tatuadores e com seu dermatologista, afinal de contas, há o risco de pegar uma infecção ou uma alergia a algum componente.

Vale até conversar com amigos e parentes bem próximos, pra ter certeza de que você vai se dar bem com o desenho. Se você já tem certeza de que quer deixar sua pele ainda mais personalizada, leia essa coluna com atenção.

Antes de fazer a tatuagem, é preciso:

1 – Ter certeza do desenho que você quer e onde ele vai ficar. É mais do que básico não se deixar guiar pelos modismos. Você sabe, a moda vai passar e a tatuagem continua.

Se você trabalha em algo mais formal (bancos, escritórios de advocacia, etc.), uma tatuagem super à mostra também não é tão indicado. Trabalhos menos formais já aceitam bem. E cuidado com rostos e nomes de namorados: é triste, mas a gente sabe que o “felizes para sempre” está mais para conto de fadas, né?

2 – Escolher bem o traço. Cada tatuador tem características próprias na hora de fazer o desenho. Por isso, é preciso pedir pra ver os trabalhos anteriores dele e também pra ele fazer um rascunho do desenho que você quer. Um tatuador deve inspirar confiança em você. Se deixá-la na dúvida, procure outro estúdio. Trocar ideias com quem já se tatuou com o profissional é uma boa.

3 – Pesquisar qualidade, não preço, ok? Uma tatuagem bem mais barata que o normal deve despertar preocupação, não empolgação. Isso porque as tintas antialérgicas são mais caras e um tatuador bem-conceituado não cobra tão barato. Lembre-se de que é uma marca pra sempre.

4 – Procurar um estúdio que seja regulamentado pela vigilância sanitária (peça para ver o documento) e que use matérias descartáveis. Não fique com vergonha de ser exigente, isso é uma questão de pele e saúde.

Cuidados no dia de fazer a tatuagem

Não economize na higiene do local a ser tatuado, uma pele limpa e bem-tratada recebe melhor a tatuagem.

Evite se tatuar se você estiver triste ou deprimida. O risco de arrependimento pode ser maior. Este é o momento de certezas e alegrias! Se estiver meio deprimida, marque em outro dia ou adie um pouco os planos.

Concentre-se e não se mexa demais, você pode pôr em risco o trabalho do artista.

Cuidados após fazer a tatuagem

Na primeira fase de cicatrização (que leva entre três e cinco dias), você pode enfrentar desconforto e inchaço (peça ao tatuador explicar tudo pra você, combinado?).

Após o 3º dia, você deve lavar a sua nova tatuagem, pelo menos, quatro vezes ao dia, com um sabonete antibactericida e secá-la com cuidado e delicadeza, usando uma toalha de papel. Qualquer reação estranha, corra ao médico e ligue para o estúdio.

A segunda etapa de cicatrização (dura até quatro semanas) também é importante. A tatuagem, durante a cicatrização, tende a ressecar e por isso você precisa mantê-la hidratada.

Use um creme antialérgico e sem muito perfume. Converse com seu tatuador quais os produtos mais indicados e evite cremes e loções com fragrâncias, álcool, cores artificiais e outros ingredientes que podem irritar a tatuagem no começo.

Use sempre protetor solar quando o desenho estiver exposto ao sol. Isso garante que as cores se mantenham mais vivas.

Durante o período de cicatrização, evite alimentos muito gordurosos (frituras, chocolate, chantilly e carne de porco), frutos do mar, comida japonesa e pimentas para evitar reações alérgicas.

Enjoei da minha tatuagem. É possível removê-la?

Hoje já é possível remover tatuagens através do laser. O tratamento é feito em várias sessões, cujo número vai depender do tamanho da tatuagem, da profundidade do pigmento na pele e, também, das cores utilizadas nos desenhos.

A maior dificuldade para apagar são as tatuagens mais recentes e que apresentam uma maior variedade de cores, incluindo tons de rosa, roxo e cores fluorescentes.

Nesses casos, para destruir seletivamente todas as cores da tatuagem pode ser preciso utilizar mais de um tipo de laser, pois cada laser atinge uma gama de cores específica.

No entanto, o tratamento não é mágico. Muitas vezes, não é possível remover toda a tatuagem, pois pigmentos mais profundos persistem deixando uma sombra do que foi a tatuagem. Em outros casos, após a remoção completa, a pele tratada fica mais clara do que a pele ao redor, como uma mancha esbranquiçada, que pode ser transitória ou não.

A cor preta sai com mais facilidade, tons marrons e vermelhos são mais difíceis. Por isso, vale repetir: faça tatuagem só se tiver 101% de certeza!