Novidade! Baixe nosso app em seu smartphone Android iPhone

Dicas de Mulher Dicas de Comportamento

Como se comportar na primeira vez do casal

É importante dizer o que gosta e o que não gosta e aproveitar o momento sem inseguranças

em 24/07/2012

Foto: Thinkstock

Vocês estão em um relacionamento, já saíram algumas vezes e estão se conhecendo. Daí surge o desejo, a atração e a vontade de ter mais intimidade e uma relação sexual. Mas é certo que uma primeira vez entre um casal pode causar ansiedade e medo.

Mesmo que os dois não sejam mais virgens, há muitas perguntas que vagam na mente – especialmente da mulher, que é sempre cheia de encanações. ‘Será que a pessoa vai gostar de mim? Será que vou corresponder às suas expectativas na cama? Será que ele é carinhoso?’. São muitos os questionamentos, mas é preciso ter calma para não estragar um momento gostoso com inseguranças.

Para a sexóloga Carmen Janssen “sentir um pouco de ansiedade na primeira vez, faz parte do jogo. A expectativa pode até ser saudável, quando ela é estimulante e positiva, mas sentir medo e insegurança bloqueia a nossa naturalidade”, explica.

Para isso ela alerta, que a mulher não deve ir para o encontro como se fosse para uma entrevista de emprego, no qual ela será avaliada, e sim relaxar e ter autoconfiança. “Na hora da transa, pergunte com jeito como a pessoa gosta dos estímulos, afinal você não é vidente e sexo precisa de comunicação”, alerta a especialista.

A falta de intimidade do casal pode causar bloqueios na hora da mulher dizer ao homem o que ela gosta ou não gosta no sexo, porém não há formula mágica para isso é preciso falar. “Aproveite o momento em que as carícias vão acontecendo, diga o que você gosta e como gosta, mas de maneira envolvente, é claro.”

A especialista afirma que uma relação sexual envolve muitos sentimentos e sensações como química e afinidade. “Uma mulher pode ser muito boa de cama e ainda assim ser esquecida, não é só do desempenho impecável que depende uma noite inesquecível”, alerta. Ou seja, não encane em ser ‘a melhor’, mas sim em ter e dar prazer naquele ato.

“Quando se lida com emoções há muita subjetividade. Tenha maturidade para envolver-se durante as carícias, permita-se sentir prazer, interaja com sensibilidade, comunique-se sexualmente usando os sentidos e de vez em quando as palavras. Mas não crie expectativas irreais, pois para o sexo e o amor não existem receitas de garantia. É preciso vivenciar”, alerta a especialista.

Também não há regras do que é proibido ou não fazer, apenas é necessário respeitar a sua integridade e a do parceiro. “Não faça nada que seja contra os seus princípios”, orienta Carmen.

E se depois de uma primeira vez um pouco desajustada com nervosismo e certa vergonha vocês desejarem outros encontros, invista na segunda, terceira, quarta, quinta vez. Pois com o tempo a intimidade tende a aumentar e por consequência a relação sexual também fica mais madura e prazerosa. Seja você mesmo e se entregue, permita-se sentir prazer.

Receba nossas melhores dicas diretamente em seu e-mail

Assine nossa newsletter para receber nossas novidades sobre os assuntos do momento.

Nós odiamos spam. Nunca usaremos seu e-mail para outros fins.

Comentários
Dicas relacionadas