Como organizar as finanças do casal

Confira 4 opções para manter as despesas em ordem e veja algumas dicas para evitar problemas financeiros entre vocês

Por Andressa Dias

financas do casal Como organizar as finanças do casal

Quando duas pessoas resolvem morar juntas, uma das coisas na qual se deve pensar é como vão organizar as despesas. Sugerimos aqui quatro formas distintas de gerenciar o que o casal ganha e gasta, para que vocês possam escolher o que melhor se adapta ao estilo de vida dos dois.

Opção 1: Uma conta conjunta

Neste caso, os dois optam por ter apenas uma ou talvez mais contas, porém todas contas conjuntas movimentadas por ambos.

Prós: Diminui a burocracia e facilita as operações como pagamentos e depósitos, pois fica tudo centralizado em uma conta só.

Contras: O ponto negativo dessa opção é que se um gasta mais que o outro isso pode gerar algum tipo de conflito, por isso quem opta por essa maneira de organizar as finanças deve combinar alguma forma de tornar os gastos mais iguais e justos. A não ser que isso não seja um problema para os dois.

Opção 2: Uma conta conjunta para despesas da casa

Nesta opção, o casal mantém cada um sua conta individual para despesas pessoais e uma conta conjunta para as despesas comuns, como despesas com a casa e com filhos. Ambos depositam uma quantia igual ou semelhante por mês para poderem partilhar os gastos igualmente.

Prós: Esta opção é um pouco mais justa porque ambos podem colaborar da mesma maneira e fica mais fácil separar o que é despesa do casal e o que é despesa de cada um. Isso facilita a organização das finanças pessoais em geral.

Contras:

Opção 3: Contas individuais e gastos partilhados

Nesta situação, cada um tem sua conta separadamente e cada um paga determinadas despesas comuns. Por exemplo, a mulher paga o aluguel e a energia, enquanto o homem paga o condomínio, o telefone e água.

Prós: O ponto positivo dessa alternativa é que cada um cuida do que é seu, sendo assim é mais fácil perceber o quanto a pessoa está gastando consigo e com as despesas comuns. Também facilita o controle e a economia de dinheiro.

Contras: O ponto negativo é que um pode acabar gastando muito mais que o outro, mas se isso não for um problema para vocês, não chega a ser um aspecto negativo.

Opção 4: Contas individuais e gastos partilhados igualmente

Esta alternativa se refere a casais que preferem ter suas contas separadas, mas cada um contribui igualmente com dinheiro para pagar as despesas no início do mês.

Prós: Assim como a opção anterior, facilita o controle dos gastos e é possível economizar mais, se essa for sua vontade.

Contras: Quando um está desempregado ou ganha muito menos que o outro, este pode sofrer por ter que dispor de uma grande parte do salário para contribuir igualmente com as despesas comuns.

Dicas para não errar nas finanças do casal

A dica mais importante é sempre manter registro das operações do casal. Guardem recibos, boletos, contas pagam e anotem tudo que for possível. Isso pode ser útil também para que vocês possam planejar melhor os gastos para aproveitar bem seus salários, pagando as contas e deixando um percentual para investir ou poupar.

Outra dica é colocar as contas em débito automático ou escolher um dos dois do casal para pagá-las. Assim, vocês evitam que um pense que o outro vai pagar e acabe não pagando e no final, nenhum dos dois pagou a conta.

Poupem. Economizar para conseguir gastar menos e sobrar dinheiro é essencial para o casal. Afinal, você nunca sabe o que pode acontecer no futuro e algum dia você pode precisar desse dinheiro, seja para uma emergência ou para comprar a casa própria. É melhor estar seguro do que fazer dívidas depois.

Cuidado com a infidelidade financeira. Sejam honestos um com o outro. Nada de omitir valores de compras ou mentir dizendo que não gastou com determinadas coisas. A honestidade é um dos pilares principais que sustentam o relacionamento. Portanto, não deixe que as finanças se tornem um problema entre vocês, porque na realidade o dinheiro deve servir como apoio para os dois e não como fator causador de discussões.

Siga as dicas e aproveite bem o que vocês dois ganham para ter uma vida confortável, organizada e sem estresse quando se trata de finanças do casal.