Dicas de Mulher Dicas para Mães

Como lidar com o ciúme entre irmãos

Os pais precisam ajudar os filhos a entender que existe amor suficiente para todos

em 08/05/2012

Uma das tarefas mais difíceis na educação dos filhos – e um grande desafio para as mães – é lidar com o ciúme entre irmãos. Mesmo fazendo de tudo para demonstrar amor igualmente por cada um, parece existir sempre uma competição insuperável entre eles, ainda mais quando pequenos.

Como agir nestes casos? O que as mães devem fazer para ensiná-los a ouvir um ao outro, a respeitar as diferenças, entender os limites e resolver as dificuldades naturais? Confira algumas dicas e sugestões de como contornar a situação da disputa entre irmãos.

O ciúme é inevitável

Geralmente, as mães tentam reprimir a manifestação do ciúme entre os filhos com comentários do tipo “Não fale assim do seu irmão, vocês tem que ser amigos”. No entanto, continuar negando pode não ser uma boa solução.

Admitir os sentimentos negativos que um irmão tem pelo outro é o primeiro passo para que os pais possam aceitar a situação. Assim, eles podem ajudar os filhos a entender o que estão vivendo e o mais importante: que existe amor suficiente para todos os filhos.

Usando a arte para expressar os sentimentos hostis

As brigas entre irmãos são normais e fazem parte do desenvolvimento das crianças. Portanto, não é preciso se desesperar. No entanto, há formas de controlar os comportamentos violentos. O ideal é que as mães consigam mostrar aos filhos que há outras formas de descarregar e ciúme e os sentimentos de raiva com palavras, desenhos e outras atividades artísticas.

Use tinta, massinha, argila, recortes e o que mais a imaginação mandar. Sugira que as crianças encontrem outras formas de demonstrar o que estão sentindo: “Já pensou em fazer um cartaz para dizer ao seu irmão que não gosta que ele mexa no seu armário?”.

Evite fazer comparações

Os filhos são sempre muito diferentes um do outro (e você deveria se alegrar por isso). Portanto, evite as comparações entre eles, elas só servem para acirrar a rivalidade. Em vez de dizer “Por que você não é estudioso, como seu irmão?”, explique o comportamento que gostaria que a criança tivesse: “Você precisa se dedicar mais aos estudos, por que não começa agora?”

Cada criança merece tratamento próprio

Como cada filho é único, é importante que as mães saibam que é necessário atender às necessidades individuais, sem tentar fazer tudo igual para todos. Passe um tempo com cada filho, separadamente. Ouça o que cada um tem a dizer, suas preferências, reclamações.

Elogie os pontos fortes de cada filho e incentive-os a admirar os irmãos. Reforce que a amizade entre os irmãos é especial. Dê exemplos, conte sua própria ou outras famílias. E lembre-se: é normal que a mãe ter mais afinidade com um ou outro filho, mas jamais deve demonstrar preferência.

Comentários
Dicas relacionadas