Dicas de Mulher Dicas de Beleza

Como escolher o salão de beleza ideal?

Qualidade dos profissionais, ambiente agradável e cuidados de limpeza estão entre os fatores a se considerar. Descubra como identificá-los

em 23/09/2014

Foto: Thinkstock

Escolher um salão de beleza não é das tarefas mais fáceis. Além da qualidade e variedade dos serviços oferecidos, outros fatores pesam nessa decisão, como simpatia e confiança dos profissionais, flexibilidade e disponibilidade de horários, ambiente, bom atendimento e até a localização.

Pedir indicações para quem já conhece o lugar é um recurso bastante eficaz, mas e nos casos em que isso não é possível? Acontece, por exemplo, quando se muda de cidade ou quando um estabelecimento novo é inaugurado.

A internet e os smartphones têm grande potencial para ajudar a resolver esse impasse. Os aplicativos focados em salões de beleza ainda dão os primeiros passos, focando inicialmente o agendamento de horários, mas prometem se consolidar já a partir do ano que vem.

O Salão Fácil, idealizado por uma startup pernambucana, é um deles. O app está na fase de cadastramento de instituições e seu lançamento está previsto para dezembro. Outros aplicativos nessa linha que também começam a se popularizar são: Salão Vip, Hairbooking e TenhoReserva. Todos são gratuitos e possuem versões para web, Android e iPhone.

Enquanto isso, a escolha tem que ser feita da forma tradicional: pesquisando. Profissionais de salões reconhecidos pela qualidade de atendimento dão algumas dicas para ajudar na hora de escolher o seu. Confira:

1. O bom cabeleireiro é normalmente um bom ouvinte

Se no primeiro contato você já perceber que o profissional está mais preocupado em falar do próprio trabalho do que ouvir o que você quer, acenda a luz amarela.

“Acredito que a maneira cuidadosa de ouvir, tentar entender e atender a mulher são diferenciais a se considerar na hora de escolher o salão”, afirma o cabelereiro Wilson Eliodoro, que possui um salão em São Paulo. Respeito aos horários, qualidade e responsabilidade com a cliente e os serviços prestados são alguns fatores que diferenciam uma instituição de qualidade.

2. Salões de qualidade investem na capacitação de seus profissionais

Se para qualquer profissional, a atualização é importante, para quem trabalha com Moda e Beleza esse é um requisito fundamental. Novas tendências surgem a todo momento nas passarelas, nos eventos sociais e nas revistas e estar por dentro delas é um grande diferencial.

O Studio W em São Paulo possui um Centro de Formação próprio que oferece cursos semanais para todos os seus profissionais. “Visamos manter toda equipe atualizada quanto a novas técnicas de serviços, além de tendências de moda, beleza e assuntos culturais pertinentes à nossa atividade”, explica Rosângela Barchetta, sócia-diretora da instituição.

No salão liderado por Celso Kamura, os profissionais também passam por treinamentos e cursos de capacitação no Brasil. Juliana Vieira, gerente de Marketing do C. Kamura explica que a ideia é ter perfis variados de colaboradores para atender estilos diversos de clientes.

3. Instalações seguras e agradáveis demonstram preocupação com o bem-estar da cliente

Pare para pensar quantas horas você passa por mês dentro do salão de beleza. Esse tempo precioso dedicado a seu bem-estar tem que ser gasto no mínimo em um lugar em que você se sinta bem. Assim, esse também é um fator importante a ser considerado na escolha da instituição a que você irá confiar seus momentos de relaxamento e cuidado pessoal.

No Studio W, existe uma preocupação constante com o conforto das clientes. Além do planejamento de ambiente baseado em tecnologias modernas para salões, todas as unidades estão localizadas dentro de shoppings nas cidades de São Paulo, Barueri e Campinas. A ideia é proporcionar maior segurança, facilitar o estacionamento e otimizar o tempo das clientes, que podem solucionar diferentes necessidades no mesmo local, explica Rosângela.

4. Limpeza e uso de produtos de qualidade são indispensáveis para um serviço de excelência

Você sabia que os salões de beleza também devem se adequar a normas específicas da Vigilância Sanitária? Uma pergunta pertinente ao se visitar um novo salão é se o estabelecimento possui licença sanitária. Confira algumas das exigências para a obtenção dessa autorização de funcionamento:

  • Manter rotina de limpeza de pentes e escovas a cada cliente;
  • Usar toalhas limpas, que devem ser lavadas a cada uso;
  • Usar apenas produtos com registro na Anvisa. Fórmulas caseiras não são autorizadas;
  • Ceras quentes de uso descartável e individual;
  • Manter rotina de esterilização de materiais usados para manicure e pedicure. Eles devem estar embalados individualmente, informando a data de validade da esterilização;
  • É proibido usar formol no alisamento de cabelos;
  • Técnicas de estética como botox, preenchimento e bioplastia só podem ser realizados por profissionais médicos.

5. Tradição é um bom indício de qualidade e competência

Sabe aquele salão que abre e fecha toda hora no mesmo lugar só mudando de nome? Fique atenta! Uma empresa não dá certo por algum motivo e, dependendo de qual for, você não vai querer lhe dar uma nova chance. Tradição não é necessariamente sinônimo de boa qualidade de serviço, mas um salão bem conceituado e que já tenha bons anos de experiência costuma trazer maior confiança.

Comentários
Dicas relacionadas