Como escolher o colchão ideal

Dicas para você escolher o colchão certo e garantir uma boa noite de sono

Por Deborah Busko
Atualizado em 07/06/2013 16:47

como escolher colchao Como escolher o colchão ideal

Para ter uma noite de sono tranquilo, dormir bem e recarregar a energia, um bom colchão é fundamental. Além do desconforto, passar a noite no colchão errado pode provocar insônia câimbras, dores musculares, dores nas costas e na região lombar, desvio de coluna, má circulação e formigamento. Sem contar a irritabilidade e a falta de concentração no dia seguinte.

Mas na hora de comprar o colchão certo, podem surgir dúvidas, principalmente para os menos entendidos do assunto. Algumas dicas de como escolher o colchão ideal podem facilitar a tarefa e ainda garantir uma noite de bons sonhos.

A primeira coisa que vem à cabeça do consumidor é a densidade do colchão, que é a resistência do produto levando em conta o peso de cada pessoa. Para ajudar, as lojas têm tabelas que indicam a densidade ideal para cada corpo. No caso dos colchões de casal, o certo é comprar o colchão na densidade compatível com a pessoa mais pesada.

No entanto, densidade não quer dizer qualidade e o fato de o colchão ser mais duro não quer dizer que ele é ruim, assim como ser macio também não é sinônimo de um bom colchão. O colchão deve ser confortável, não pode ser nem mole nem duro demais, deixar a coluna alinhada e os músculos relaxados. Quando o colchão é muito mole, pode entortar a coluna e causar dores nas costas. Já o colchão duro demais pode cansar a musculatura, provocando dores nos ombros, quadris e juntas.

Tipos de colchão: qual o melhor?

Existem diversos tipos de colchão, com diferentes características para atender às mais diversas necessidades. Saiba mais sobre eles para comprar o modelo mais adequado para você.

Colchão de espuma:

O colchão de espuma o tipo mais comum e também o mais vendido. Pode ser encontrado em alturas e densidades variadas. Por ser mais barato, pode ser trocado com freqüência, já que a espuma tende a deformar rapidamente.

Colchão de molas:

O colchão de molas pode ser encontrado facilmente em duas versões. O colchão de molas entrelaçadas cobertas por uma camada de espuma é durável e bem pesado. Não é indicado para casais porque quando uma pessoa se mexe em um lado do colchão, o outro lado balança muito.

Já o colchão molas ensacadas, o chamado “sistema pocket” é ideal para casais, pois as molas são envolvidas uma a uma, o que garante conforto e durabilidade. Tem uma camada especial de espuma chamada pillow top, que proporciona conforto extra. A desvantagem dessa camada especial é que ela só está presente em um dos lados, o que impossibilita que o colchão seja virado periodicamente.

Colchão de látex:

Esse modelo de colchão tem tratamento contra fungos, ácaros e bactérias, por isso é indicado para pessoas que tem alergia. O colchão de látex é macio e muito confortável, pois o material se adapta facilmente ao contorno do corpo. A boa durabilidade do colchão de látex também é uma grande vantagem.

Colchão de viscoelástico:

É o mais tecnológico dos colchões, mas também o mais caro. Foi desenvolvido com tecnologia usada por astronautas. A espuma do colchão de viscoelástico se molda ao corpo sem deformar, suporta qualquer peso e altura e oferece boa sustentação à coluna.

O colchão deve ser trocado, em média, a cada oito anos. Quando decidir comprar um colchão novo, procure um bom vendedor, pesquise, tire todas as suas dúvidas sobre o produto. Deixe a vergonha de lado e teste vários modelos antes de fazer sua escolha, fique alguns minutos deitada para testar se o colchão é bom mesmo. Vale a pena e ainda evita dores e possíveis desconfortos futuros.