Dicas de Mulher Dicas de Saúde

Clenbuterol usado para emagrecer apresenta riscos, entenda

Ele tem efeitos potentes como estimulante e termogênico, mas pode oferecer muitos riscos à saúde

em 30/04/2015

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Na busca por resultados rápidos, algumas pessoas acabam recorrendo a alguns medicamentos que podem ajudar a emagrecer. Este é o caso de quem tem apostado no Clenbuterol (ou Clembuterol) que, embora não tenha esse objetivo, é uma droga que pode induzir ao emagrecimento.

Rafaella Câmara, nutricionista da AzimuteMed (empresa de saúde que realiza serviços direcionados a pacientes e desenvolve programas customizados para a indústria farmacêutica, operadoras de planos de saúde, empresas e corretoras), explica que o Clenbuterol é um medicamento destinado para o tratamento no comprometimento respiratório, utilizado como descongestionante e bronco dilatador. “Pacientes com doenças crônicas, como asma, usam essa substância com a finalidade de abrir as vias aéreas obstruídas, facilitando assim a respiração”, diz.

A nutricionista destaca ainda que ele também é conhecido como Vitapulmin ou Pulmonil, para uso veterinário, utilizado no tratamento de transtornos respiratórios em animais.

Cristiano Rabelo Nogueira, pneumologista reconhecido pela Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT), Doutor pela Universidade Federal do Estado de São Paulo (Unifesp) e sócio-diretor da Clínica Pulmonare, ressalta que o Clenbuterol é um beta-dois agonista adrenérgico, prescrito geralmente para o tratamento de asma e tem como principais efeitos a ação descongestionante e bronco dilatadora.

“A substância age quase especificamente em receptores adrenérgicos beta-dois, provocando relaxamento bronquiolar, aumento da motilidade do epitélio respiratório, aumento da secreção de fluido do trato respiratório, estabilização dos mastócitos, inibição da liberação de histamina, dilatação vascular, aumento da liberação de neurotransmissores adrenérgicos e ativação miocárdica”, acrescenta o pneumologista.

No Brasil, explica Nogueira, o Clenbuterol só é disponível para uso veterinário. Mas, ainda assim, algumas pessoas têm utilizado esta droga com o objetivo de emagrecer.

Clenbuterol emagrece?

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Nogueira explica que o Clenbuterol também é considerado uma droga anorexígena (ou seja, capaz de induzir o emagrecimento). “O seu efeito termogênico aumenta a pressão sanguínea por meio da musculatura cardíaca e a temperatura corporal, devido ao excesso da secreção de norepinefrina e outros hormônios catabólicos da região adrenal. Assim, há um grande gasto calórico diário e, consequentemente, um efeito emagrecedor – já constatado em estudos para animais”, diz.

Dessa forma, acrescenta o pneumologista, algumas pessoas fazem uso deste medicamento em seres humanos, a fim de conseguir resultados semelhantes aos obtidos no meio veterinário. “Porém, não devemos usar este medicamente em indivíduos com o objetivo de emagrecer. Além dos diversos colaterais, ele pode levar a pessoa à morte”, diz.

Rafaella destaca que o Clenbuterol (Clenbuterol) tem efeitos potentes e duradouros como estimulante e termogênico, “podendo elevar a capacidade aeróbica, estimulação do sistema nervoso central e elevação da pressão sanguínea e do transporte de oxigênio, aumentando a taxa de gorduras e proteínas que são usadas pelo organismo, ao mesmo tempo em que diminui os estoques de glicogênio”, diz. “Por todas essas características este medicamento é utilizado – indevidamente – para auxilio no emagrecimento rápido”, destaca.

Rafaella explica que o medicamento é encontrado geralmente em forma de gel ou comprimido, em concentração de 20mcg/ml. “A dosagem usual é entre cerca de 40-120 mg/dia, normalmente é usado de forma crescente, durante quinze (15) dias e, depois, um descanso de mais 15 dias. Isso é feito para que se possa ter controle dos efeitos colaterais. Para mulheres a dosagem entre 40-80mcg/dia, porém, os efeitos colaterais são os mesmos”, destaca.

Efeitos colaterais e riscos do uso do Clenbuterol

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Rafaella explica que os efeitos colaterais diferem de pessoa para pessoa. Mas, os mais comuns são:

  • Mal-estar;
  • Tremores;
  • Dores de cabeça;
  • Insônia;
  • Taquicardia;
  • Vertigem;
  • Ansiedade;
  • Febre.

Podendo ainda, levar a casos mais graves, como:

  • Infarto do miocárdio;
  • Acidente vascular cerebral, entre outros.

Contraindicações do Clenbuterol

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Nogueira destaca que o uso de Clenbuterol deve ser evitado em seres humanos, principalmente em indivíduos com problemas cardiovasculares, como infarto agudo do miocárdio e acidente vascular cerebral, portadores de hipertensão arterial, arritmias e pessoas com sensibilidade alérgica a esta substância.

Rafaella ressalta que pacientes que apresentem qualquer risco cardiovascular devem evitar o uso desta substância. “Os sintomas mais comuns são: taquicardia, sudorese e diurese intensas, aumento na pressão arterial, dores de cabeça, tremedeiras e vontade de vomitar e aumento na frequência cardiorrespiratória. Já os problemas crônicos, que podem ser agravados pelo uso contínuo do Clenbuterol, são: hipertensões, disfunções urinárias, perda brusca de eletrólitos e desidratação”, diz.

Onde encontrar o Clenbuterol?

Rafaella destaca que o Clenbuterol (ou Clenbuterol) é controlado pelas autoridades de saúde da maioria dos países. “É proibido pelo Comitê Olímpico Internacional, sendo considerado doping”, diz.

A nutricionista lembra que, no Brasil, é um medicamento de origem exclusivamente veterinária (Vitapulmin/Pulmonil), podendo ser encontrado em lojas veterinárias ou agropecuárias, custando em média 80 a 150 reais, dependendo da região do país.

Apesar de poder ser encontrado à venda, vale lembrar: o Clenbuterol é um medicamento destinado a pessoas ou animais com problemas no sistema respiratório e deve ser utilizado somente se for o caso de prescrição médica. O uso como emagrecedor é totalmente rejeitado pelos profissionais da área da saúde. Em caso de dúvidas, consulte seu médico para mais informações acerca do remédio.

Tanto no caso do Clenbuterol como de outras drogas que podem oferecer efeito emagrecedor, a orientação é a mesma: ninguém deve abrir mão da saúde em busca da vaidade e nenhum medicamento pode ser tomado sem autorização e orientação médica.

Comentários
Dicas relacionadas