Novidade! Baixe nosso app em seu smartphone Android iPhone

Dicas de Mulher Dicas de Beleza

Cera depilatória reutilizada: quais os riscos?

A falta de cuidados na depilação pode resultar em conseqüências sérias como a contração de doenças infecciosas

em 21/11/2013

Foto: Thinkstock

Pode parecer absurdo, mas a reutilização da cera depilatória é mais comum do que se imagina. A fim de economizar, muitos centros estéticos e salões de beleza reaproveitam a cera que já foi usada, aquecendo e coando para tirar os resíduos, e reutilizando em outras clientes.

A prática, é claro, é proibida pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e coloca em risco a saúda das clientes. Confira abaixo alguns cuidados que devem ser tomados ao realizar a depilação fora de casa.

Quais são os riscos?

A cera, depois de utilizada, deve ser imediatamente descartada. Isto porque o material carrega pelos, restos de pele e até outras secreções da cliente anterior. Às vezes, a retirada dos pelos causa até pequenos sangramentos, que também podem ficar na cera que foi retirada.

Segundo a dermatologista Helena Zantut, o maior risco da cera reutilizada é contrair doenças contagiosas, como codiloma acuminado, herpes genital, fungos, bactérias, alergias e vírus como hepatite C e AIDS.

Cuidados importantes

A dermatologista aponta que alguns cuidados devem ser tomados ao se depilar em centros estéticos. O primeiro passo é procurar um estabelecimento de confiança e se certificar que será atendida por uma profissional qualificada.

Outro ponto importante está ligado à higiene. Observe se os recipientes e espátulas são descartáveis, se há boa assepsia dos aparelhos, uso de luvas e se o local tem fiscalização da ANVISA.

Por fim, procure se informar sobre a cera utilizada no estabelecimento. Não é possível esterilizar a cera, mesmo no caso da cera quente, ela não é aquecida o bastante para eliminar as bactérias presentes. Por isso, em hipótese alguma ela pode ser reutilizada.

Algumas clínicas de depilação já permitem que a cliente leve a cera utilizada para casa e a descarte por conta própria, tudo para garantir que o local não vai reutilizá-la em outras pessoas.

Como saber se a cera é reutilizada?

Algumas dicas podem ajudá-la a perceber se a cera é ou não reciclada. Veja abaixo alguns sinais fáceis de observar:

  • Cera quebradiça: quando a cera se quebra facilmente ao puxar ou não sai por inteiro, esse pode ser um sinal de reutilização;
  • Cera escura: em geral, a cera nova é clarinha, e vai escurecendo à medida que é reaproveitada;
  • Cera mais dura: quando é reutilizada, a cera fica menos elástica e demora mais tempo para secar na pele;
  • Lixo único: verifique se todos os resíduos são jogados em apenas um lixo ou se há dois cestos: um para cera, e outro para espátulas, luvas ou algodão. A cera descartada separada pode ser um indício de reutilização.

Dicas para uma depilação perfeita

A depilação não costuma ser um processo muito agradável. Para minimizar a dor, tornar o procedimento mais seguro e obter melhores resultados, confira as dicas abaixo:

  • Faça uma esfoliação cerca de três dias antes da depilação. Ela vai ajudar a eliminar a pele morta e desobstruir pelos encravados, tornando mais eficiente a remoção;
  • Escolha a melhor época do mês para se depilar. Evite as datas próximas ao período menstrual, já que é quando você estará mais sensível à dor;
  • Após o procedimento, procure utilizar produtos pós-depilatórios que ajudam a acalmar a pele, como aqueles à base de alatoína ou aloe vera;
  • Evite usar roupas muito apertadas no local depilado, pois elas favorecem o surgimento de pelos encravados.

Receba nossas melhores dicas diretamente em seu e-mail

Assine nossa newsletter para receber nossas novidades sobre os assuntos do momento.

Nós odiamos spam. Nunca usaremos seu e-mail para outros fins.

Comentários
Dicas relacionadas