Dicas de Mulher Dicas de Saúde

Asma

A doença não tem cura, mas há tratamento, saiba mais

em 25/09/2014

Foto: Thinkstock

A asma é uma doença inflamatória crônica nas vias aéreas. Caracteriza-se pela constrição das ramificações dos brônquios e a consequente produção de secreção no pulmão, o que dificulta a passagem de ar, dificultando a respiração.

A doença atinge cerca de 10% da população brasileira e está entre as principais causas de internação entre as crianças pequenas. Saiba mais sobre a doença, possíveis causas e tratamento.

Quais as causas da asma?

É freqüente que se conjuguem diversos fatores para produzir os sintomas da asma. No entanto, grande parte dos casos é de origem alérgica.

Os principais alérgenos que provocam a doença, que vão desde poeira até pelos de animais a alguns tipos de alimentos, invadem o organismo pelas vias aéreas, por meio da respiração. Já no caso da asma bacteriana ou infecciosa, a causa é uma invasão do aparelho respiratória por esses micro-organismos.

Como a asma acontece?

Uma das principais reações provocadas pelos alérgenos é a constrição das paredes musculares dos bronquíolos, o que reduz o espaço disponível para a passagem de ar. Além disso, a mucosa que reveste internamente os bronquíolos incha e as células secretoras intervêm, produzindo um excesso de secreção que estreita ainda mais os bronquíolos.

A obstrução das vias respiratórias leva a um sufocamento parcial e o esforço respiratório aumenta. Nesse processo, a expiração não se completa, um grande resíduo de ar permanece dentro dos pulmões, o que caracteriza a chiadeira. O ar não expelido fica retido nos pulmões e distende tornando a respiração mais difícil.

Como tratar a asma?

A asma não tem cura, mas o tratamento é fundamental para prevenir as crises, retardar e reverter parcialmente a alteração. Uma vez localizado o alérgeno, a solução é impedir o contato com ele. Às vezes isso é complicado, como no caso da poeira. Nesses casos, o passo é imunizar o doente em relação ao alérgeno, através da dessensibilização- um tratamento longo cujos resultados não aparecem a curto prazo. Enquanto não se faz o tratamento para eliminar as causas da doença, a opção é tomar medidas a fim de amenizar as crises de asma.

Para isso, o médico pode administrar drogas que provocam a dilatação dos brônquios. Vale a pena lembrar que desde junho deste ano, três medicamentos para asma estão disponíveis gratuitamente nas farmácias populares do Brasil.

Há ainda outras recomendações que podem ajudar as pessoas com asma. Fumaças, incluindo a fumaça do cigarro, gases, cheiros de tinta, de produtos de limpeza ou de higiene pessoal e perfumes podem ser prejudiciais aos asmáticos, por isso, é importante evitá-los.

Além disso, é essencial que a pessoa com asma tome muita água, para ajudar a diluir a secreção brônquica e facilitar a expectoração, e pratique exercícios respiratórios, como o ioga. Ademais, resfriados e gripes, o estresse emocional e a prática de exercícios vigorosos podem agravar os sintomas, logo, é fundamental fugir de situações que causam esses problemas.

Comentários
Dicas relacionadas