Dicas de Mulher Dicas de Casa

As vantagens e desvantagens de cada tipo de panela

Escolher a panela certa pode ser fundamental para a saúde da família e para preservar o sabor dos alimentos, confira as diferenças entre elas

em 23/01/2013

Foto: Thinkstock

Alguma vez você já parou para se perguntar o porquê de existirem tantos tipos de panela diferentes no mercado? A resposta é simples. A matéria-prima de cada panela traz consigo propriedades diferentes que podem influenciar positiva ou negativamente em questões como tempo de preparo, sabor e até nos valores nutricionais do alimento a ser preparado.

Na hora de escolher qual a melhor panela para preparar os seus alimentos é importante conhecer as diferenças e saber quais são as vantagens e as desvantagens de cada material para extrair o máximo de benefício tanto para a saúde da sua família quanto para a preservação do seu produto.

Para ajudar você nessa tarefa, comparamos as vantagens e desvantagens das panelas mais utilizadas pelas donas de casa brasileiras. Confira:

Panela de ferro

Muito popular antigamente, o uso da panela de ferro hoje em dia já não é tão comum, mas as vantagens que elas possuem em comparação com as demais ainda são válidas.

Para cozinhar feijão, lentilha e carnes grelhadas, essa panela é ideal, pois ela consegue absorver o calor constante e manter a temperatura sempre alta.

Também apresentam boa durabilidade, preço baixo e, segundo especialistas, seu uso regular pode reduzir o risco de anemia e deficiência de ferro. No entanto, o armazenamento de alimentos em panelas desse tipo não é recomendado como forma de evitar a alta concentração da substância nos alimentos.

Panela de alumínio

Por ser vendida a um preço mais acessível, esse tipo de panela é um dos mais utilizados. Fácil de manusear e com aquecimento rápido, tem como desvantagens o fato de poder transferir alumínio para os alimentos, o que é prejudicial à saúde e pode diminuir o valor nutricional dos alimentos. Além disso, existe uma suspeita ainda não comprovada de que a liberação de alumínio nos alimentos possa estar associada a doenças como o Alzheimer.

Panela de aço inox

Este material não apresenta riscos tóxicos, mas resíduos de níquel que podem existir quando a panela ainda é nova, exige que antes de começar a utilizar, a panela seja fervida algumas vezes para eliminar qualquer resíduo dessa substância. A presença de níquel pode favorecer o desenvolvimento de alergias, distúrbios renais e hepáticos, cefaleias e uma série de outras doenças.

Panela de pedra-sabão

As panelas feitas desse material são naturalmente antiaderentes. Elas cozinham o alimento de maneira mais lenta e mantém o aquecimento por um período maior. As desvantagens são o seu peso, que dificulta o manuseio e a fragilidade. Armazenar alimentos nesse tipo de recipiente não é aconselhável, pois pode haver liberação de níquel.

Panela de teflon

Uma das principais vantagens das panelas antiaderentes é a menor quantidade de óleo a ser utilizada no preparo de alimentos. O teflon é o material que reveste a panela e impede que o alumínio ou o ferro sejam transferidos para o alimento. No entanto, seu manuseio incorreto pode fazer com que surjam riscos ou arranhões no teflon que podem contaminar os alimentos. Neste caso, a dica é que sejam utilizados utensílios, como colheres de silicone, que não riscam a panela. Na hora da lavagem também não deve ser utilizadas esponjas de aço. O mesmo vale para as panelas esmaltadas.

Panela de vidro

Esse tipo de panela é atóxica e essa é a sua principal vantagem. Em contrapartida, para utilizá-la é necessário muito mais atenção, já que o material esquenta muito mais rápido, o que pode fazer com que passe do ponto e queime com mais facilidade. Os preços das panelas de vidro também costumam ser mais elevados em comparação às demais.

Panela de barro

As tradicionais panelas de barro podem ser utilizadas tanto sobre a chama quanto dentro do forno. Há quem diga que elas são insuperáveis em manter o sabor dos alimentos. Elas cozinham mais lentamente, mas ao mesmo tempo mantém o aquecimento por um período maior. A desvantagem, além do preço elevado, é que são pesadas e os alimentos grudam com facilidade.

Agora que você já sabe quais são as principais diferenças, fique atenta à manutenção observando a maneira certa de efetuar a limpeza, de armazenar e também quais utensílios devem ser utilizados com a sua panela.

Comentários
Dicas relacionadas