Alisamento coreano: entenda como funciona

Saiba o que é o alisamento coreano, como é feito, para quem é indicado e quais resultados ele oferece

Por Tais Romanelli
Atualizado em 03/04/2014 15:17
alisamento coreano 1 Alisamento coreano: entenda como funciona

Foto: Thinkstock

Cada tipo de cabelo tem suas particularidades. Atualmente, por exemplo, é comum ver muita mulher investindo em babyliss e em outros aparelhos que prometam deixar suas madeixas com um ondulado perfeito…

Mas, é verdade que os cabelos lisos há muito tempo “fazem a cabeça” das mulheres e são considerados, de forma geral, como preferência. Isso porque são práticos, estão sempre bem alinhados e deixam a mulher elegante para qualquer ocasião!

Não por acaso, surgem frequentemente no mercado novidades em alisamentos, prometendo deixar os fios bonitos, macios, brilhantes e sem aquele aspecto artificial.

E uma dessas novidades que, embora tenha sido lançada há alguns anos, ainda chama a atenção das mulheres é o chamado “alisamento coreano”, que promete deixar os fios mais bonitos e, claro, lisos definitivamente.

A técnica já faz sucesso em muitos salões, especialmente em cidades como Rio de Janeiro, mas ainda é novidade para muita gente e, exatamente por isso, gera dúvidas como: será que o alisamento é mesmo eficaz? Os fios ficam com um aspecto natural? Para quem é indicado?

O que é o alisamento coreano?

De acordo com Tatiana Rocha, profissional do Salão Nilcéia Rocha Coiffeur, o alisamento coreano definitivo recondiciona e hidrata os fios. “Possui em sua fórmula lawsonia, um princípio ativo que interage com a queratina dos cabelos, proporcionado mais elasticidade e deixando os fios mais saudáveis. Os cabelos recebem diversos ingredientes como óleos vegetais e extrato de henna, que ajudam a dar vida aos cabelos deixando as madeixas mais sedosas e brilhantes”, destaca.

O alisamento é feito com o RH12+, produto que promete alisar os fios sem ressecá-los ou danificá-los, por ter uma formulação mais suave que os outros disponíveis no mercado, e que foi trazido ao Brasil, em meados de 2008, pelo laboratório coreano Sewha.

Na época, o produto foi um dos destaques da Beuty Fair – feira que apresenta aos profissionais de beleza as novidades na área – e chamou bastante a atenção pela informação de que poderia ser utilizado por mulheres que já tinham o cabelo tingido e até por crianças.

Segundo informações do fabricante, o alisante não contém formol, oxidantes, não precisa de neutralizante e tem doze vezes mais a concentração de lawsonia, uma substância extraída da henna e que tem ação restauradora da fibra capilar.

Porém, a afirmação de que o produto poderia ser utilizado inclusive por crianças gerou bastante discussão na época. A principal consideração é que, como qualquer outro alisante, o RH12+ não é completamente inofensivo, pois contém tilglicolato de etanolamina, uma substância química que gera o efeito liso no cabelo ao interferir diretamente na estrutura dos fios.

Mas, de acordo com informações do fabricante, o diferencial do produto coreano é exatamente ter uma concentração menor do tilglicolato. Ainda assim, é importante ressaltar que a maioria dos dermatologistas desaconselha o uso de qualquer produto químico na nos cabelos até que a criança atinja a puberdade.

alisamento coreano 2 Alisamento coreano: entenda como funciona

Foto: Thinkstock

Como é feito o alisamento coreano?

Tatiana Rocha explica que o procedimento é simples: ele alisa o cabelo em duas horas. “O primeiro passo é a lavagem dos fios com um xampu específico para remover resíduos. Aplica-se o alisante e, em seguida, os fios são lavados e secos com a toalha, sem torcer. Para finalizar o processo, os cabelos são secos e a chapinha entra em ação para fazer o realinhamento térmico”, diz.

O alisamento é compatível com todos os tratamentos químicos. Pode ser usado em todos os tipos de cabelos, até mesmo naqueles que possuem reflexo, por exemplo. No caso de meninas menores de 18 anos, o alisamento só pode ser feito com autorização dos pais.

Vale ressaltar, porém, que o alisamento deve ser feito somente por profissionais, pois há um produto específico para cada tipo de cabelo. Ou seja, existem quatro opções da linha para realizar o alisamento coreano, por isso, é necessária uma avaliação prévia feita pelo(a) cabeleireiro(a) para definir qual é a melhor para cada caso.

Manutenção e custo

O alisamento coreano é definitivo, mas exige manutenção a partir do momento que a raiz começa a crescer. Em cabelos mais crespos, o retoque deve ser feito a partir de três meses. Já os fios “menos rebeldes” costumam aguentar até seis meses.

O alisamento coreano pode custar de R$300 até R$1000, já que o preço varia bastante de acordo com a cidade e o salão onde será feito.

Se você está buscando cabelos mais lisos, saudáveis e bonitos, e ficou interessada neste tipo de alisamento, pergunte aos profissionais de um salão de beleza de sua confiança se eles trabalham com a técnica. Lembre-se ainda de tirar todas as suas dúvidas a respeito do alisamento coreano para ver se ele realmente atenderá às suas expectativas.