Dicas de Mulher Dicas para Mães

A importância do pré-natal para a mãe e o bebê

Receber acompanhamento médico durante a gestação pode evitar complicações que coloquem a saúde de mãe e filho em risco

em 08/05/2012

A gravidez é um período de muitas mudanças físicas e emocionais para a mulher. Tudo o que a futura mamãe faz ou deixa de fazer durante os nove meses de preparo para o parto tem grande influência na saúde do bebê. É por essa razão que é tão importante receber acompanhamento médico nos meses que antecedem o nascimento da criança e seguir o pré-natal à risca.

O pré-natal funciona como uma medida eficaz para prevenir e identificar problemas de saúde ou complicações mais sérias que coloquem a vida da mãe e do bebê em risco. As visitas periódicas ao médico permitem monitorar o crescimento da barriga, as alterações de pressão da gestante, entre outras medidas que asseguram uma gravidez saudável.

Com o acompanhamento, a gestante pode se sentir mais segura sobre o que está acontecendo com seu corpo, com a saúde de seu bebê e se algum problema for identificado, pode receber os cuidados necessários para que ele não se agrave.

Como é feito e quando começar o pré-natal?

O ideal é que a mãe inicie as consultas no primeiro trimestre, assim que confirmar a gravidez. Em média, uma gravidez dura quarenta semanas. Inicialmente, as consultas do pré-natal devem ser mensais, depois passam a ter intervalos menores, dependendo de cada caso. Geralmente, a partir da 32ª/33ª até a 37ª semana elas se tornam quinzenais e a partir da 40ª semana, com a proximidade do parto, as visitas ao médico devem ser semanais. Após esse período, a gestante precisa ser acompanhada pelo obstetra a cada dois ou três dias.

Nas primeiras consultas do pré-natal são feitos alguns exames básicos, que de uma maneira geral são:

  • Grupo sanguíneo;
  • Hemograma;
  • Glicemia;
  • Pesquisa de toxoplasmose;
  • Rubéola;
  • Sífilis,
  • Fezes;
  • Urina.

Os exames do pré-natal permitem identificar doenças, infecções ou disfunções, como hipertensão, anemia, infecção urinária e doenças transmissíveis de mãe para filho através do sangue, como a AIDS e a sífilis.

Durante o pré-natal a mulher também recebe informações para ter uma gravidez saudável, como a importância de seguir uma dieta balanceada para não ganhar peso em excesso, praticar atividades físicas e evitar o vício do álcool e do cigarro.

Receba nossas melhores dicas diretamente em seu e-mail

Assine nossa newsletter para receber nossas novidades sobre os assuntos do momento.

Nós odiamos spam. Nunca usaremos seu e-mail para outros fins.

Comentários
Dicas relacionadas