8 coisas que uma mulher grávida pode fazer

Acabe com as dúvidas e saiba o que é seguro para a mãe e para o bebê

Por Deborah Busko
Atualizado em 13/03/2013 18:51

coisas mulher gravida pode fazer 8 coisas que uma mulher grávida pode fazer

Sempre surgem dúvidas sobre o que a mulher pode ou não pode fazer durante a gravidez. Embora o período inspire cuidados, é possível que a gestante mantenha uma rotina sem muitas restrições. Listamos 8 coisas que uma mulher grávida pode fazer e trazemos as explicações para acabar de vez com as dúvidas, acompanhe:

Fazer depilação

A tradicional depilação com cera pode, já que a composição não traz nenhum risco para o bebê. No entanto, a depilação a laser deve ser evitada. Como a pele fica mais sensível durante a gestação, é normal a mulher sentir um desconforto maior ao se depilar, principalmente na região da virilha. Por isso, o mais indicado é continuar usando o método com cera, que deve ser morna, e não quente.

Tomar anestesia

A grávida pode e deve cuidar dos dentes enquanto espera a chegada do bebê, não há problemas. A mulher pode tomar anestesia, mas é necessário informar ao dentista sobre a gravidez, caso ela ainda não seja aparente.

Isso porque uma substância usada pelos cirurgiões-dentistas junto com a anestesia nos casos em que é necessário reduzir o sangramento pode elevar a pressão arterial. Quem já tem problemas de pressão não deve se expor a essa substância.

Usar acetona

O uso de acetona para remover o esmalte das unhas não traz riscos à gestante e ao bebê. A única restrição é que a gestante só não deve aspirar o produto diretamente. Para isso, o ideal é mantê-lo longe do nariz ou usar um ventilador ao fazer as unhas.

Tomar café

A gravidez não impede que a mulher aprecie uma boa xícara de café, mas desde que sem exageros. O limite é de 4 a 6 xícaras por dia. O consumo moderado de cafeína não traz riscos ao bebê, mas em quantidades elevadas – acima de 300mg ao dia – pode causar complicações como restrição do crescimento do feto, parto prematuro e até aborto. Vale lembrar que refrigerantes, chá preto e chocolate entram na conta da quantidade diária de cafeína.

Dormir de bruços

Se a gestante se sentir confortável, não há contraindicações em dormir de barriga para baixo. O único problema é que, a partir do quarto mês de gestação, o volume abdominal aumenta bastante e a tendência é de que a posição de torne desconfortável. A partir daí, o ideal é que a mulher adote a posição lateral esquerda, com a perna esquerda esticada e a direita dobrada para dormir.

Para aumentar o conforto, uma dica é usar um travesseiro pequeno entre as pernas e um grande para apoiar a barriga. Dessa maneira, ela tira o peso da barriga, melhora a circulação sanguínea, mantém a coluna alinhada e previne dores musculares.

Usar água sanitária na limpeza da casa

Não há contraindicações para o uso de água sanitária (hipoclorito de sódio) na limpeza doméstica. O único inconveniente, talvez, possa ser o mau cheiro do produto que incomode um pouco.

Em geral, produtos de limpeza não interferem na gestação e a mulher deve observar as recomendações gerais de manipulação contidas na embalagem – que valem também para quem não está grávida.

Tomar banho de mar

A praia está liberada para as futuras mamães. O banho de mar ajuda a relaxar e promove sensação de bem-estar, mas só não vale querer bancar a sereia, mergulhar e furar ondas. As grávidas devem evitar o impacto da água sobre o ventre e preferir locais mais tranquilos.

Outras recomendações para as gestantes na praia são não permanecer com roupas úmidas por muito tempo, para evitar a candidíase, problema bastante comum na gravidez e reforçar o uso de protetor solar para prevenir as manchas na pele conhecidas como cloasma ou melasma.

Viajar de avião

As grávidas podem sim andar de avião, porém as companhias aéreas só permitem o embarque normalmente até o 8º mês de gestação. Isso porque após a 34ª semana, aumenta o risco de a grávida entrar em trabalho de parto em pleno voo. Grávidas em situações especiais podem embarcar desde que apresentem atestado médico.