7 dúvidas sobre absorventes

Saiba como usar os absorventes de forma saudável e torne “aqueles dias” mais tranquilos

Por Deborah Busko
Atualizado em 07/06/2013 16:31

duvidas sobre absorventes 7 dúvidas sobre absorventes

Eles são companheiros inseparáveis das mulheres. E não tem jeito: da adolescência até a menopausa, é preciso conviver com a menstruação e se acostumar com os absorventes. Com ou sem abas, mais longos, com cobertura especial, perfumados, com cobertura seca, largos, fininhos, internos.

A verdade é que acertar no tipo de absorvente e conhecer as formas saudáveis de uso pode diminuir o desconforto e tornar “aqueles dias” mais tranquilos. Mas será que você sabe tudo sobre o assunto? Conheça 7 dúvidas bem comuns.

1 – Qual tipo de cobertura do absorvente é mais segura para a saúde?

Os absorventes externos podem ser encontrados em versões com cobertura de extrato de algodão, que geralmente é mais macia, ou com cobertura de polietileno, que tem textura de plástico.

Não existe uma cobertura ideal, mas a mulher deve optar sempre pelo que se adaptar melhor ao seu fluxo e que proporcionar a sensação de pele sequinha. Os absorventes com cobertura de algodão têm menor probabilidade de causar alergias e irritações do que os de material sintético, mas isso varia de pessoa para pessoa.

2 – Em quanto tempo preciso trocar o absorvente?

A troca do absorvente externo deve ser feita a cada duas até quatro horas e no caso do absorvente interno, o ideal é de quatro a oito horas. Apesar de o tempo para trocar o absorvente depender do fluxo e da necessidade pessoal de cada mulher, não é aconselhável ficar por muitas horas sem trocá-lo, porque isto pode causar um odor desagradável, alergias e proporcionar a proliferação de bactérias, aumentando o risco de uma infecção.

3 – Quem é virgem pode usar absorvente interno?

Sim, sem problemas! Não há nenhum risco de romper o hímen na hora de introduzir o tampão. A diferença é que quem nunca teve relações sexuais pode sentir um pouco de desconforto ao colocar o absorvente interno.

4 – Como saber o tamanho certo do tampão interno?

É bem simples: basta escolher pela quantidade de fluxo menstrual. Caso o fluxo seja intenso, o ideal é usar o tamanho super. Na dúvida, compre um pequeno substitua ao perceber que precisa, até encontrar o tamanho ideal. Jamais escolha um maior na intenção de ficar por mais tempo sem substituí-lo.

5 – Usar absorventes diários, tipo protetores de calcinha, pode ser prejudicial?

Pode sim. Usar esses protetores todos os dias abafa a região vaginal, favorecendo a instalação de fungos e bactérias causadores de infecções.

6 – O absorvente interno pode se perder dentro do corpo?

Isso não acontece simplesmente porque ele não tem para onde ir. Como a entrada do colo do útero é menor que a ponta de um palito de fósforo e só se dilata na hora do parto, é impossível que o absorvente passe por ali.

O que pode acontecer é a “cordinha”, aquele barbante do absorvente interno que fica para fora da vagina se soltar. Mas neste caso, não é preciso se desesperar. Lave bem as mãos e introduza o polegar e o indicador no canal para puxar o absorvente. Se não conseguir, procure um médico.

7 – Preciso tirar o absorvente interno para fazer xixi?

Não é necessário. O absorvente interno fica dentro da vagina, que não tem nenhuma conexão com a uretra, que é por onde sai o xixi. E fique tranquila, se estiver bem colocado ele não vai cair.