6 óleos funcionais para cuidar da saúde e emagrecer

Dicas para transformar os óleos derivados de sementes e frutas em grandes aliados da dieta

Por Deborah Busko
Atualizado em 22/06/2012 14:27

oleos funcionais 6 óleos funcionais para cuidar da saúde e emagrecer

Os óleos funcionais são derivados de sementes e de frutas oleaginosas. Por conter ômegas 3, 6 e 9, eles têm ação anti-inflamatória, que ajuda a regular os hormônios. Na prática, isso significa vantagens que vão além da perda de peso. Menos inchaço, ciclo menstrual equilibrado, TPM mais suave, metabolismo mais acelerado, saciedade e pele mais bonita são algumas das ações comprovadas.

Moderar na quantidade é uma regra básica para que os óleos funcionais se transformem em grandes aliados da dieta. O ideal é ingerir entre duas colheres de chá ou de sopa por dia. Quanto ao consumo dos óleos funcionais em cápsulas, a recomendação é de duas antes das principais refeições, mas pode haver variações de acordo com o fabricante.

Outro detalhe importante é que eles devem ser consumidos sempre em temperatura ambiente, já que o aquecimento pode eliminar alguns nutrientes.

Vale lembrar que o consumo desses óleos deve estar sempre associado à prática regular de alguma atividade física.

Veja agora uma lista com 6 tipos de óleos diferentes, conheça as propriedades de cada um e escolha o que mais se encaixa às suas necessidades.

1 – Óleo de amêndoa

Colabora com o bom funcionamento do sistema cardiovascular devido a grande quantidade de ômega-6 e ômega-9 presentes em sua composição. O óleo de amêndoa tem a vantagem de poder ser aplicado na pele, oferecendo as mesmas propriedades que os cremes hidratantes.

2 – Óleo de linhaça

O óleo da semente de linhaça possui lignanas, substâncias semelhantes aos hormônios estrógenos que levam à redução do colesterol total e do LDL (colesterol ruim) e à regulação da pressão arterial. A linhaça também é rica em ácidos graxos, que ajudam na redução de triglicerídeos, na regulação da pressão arterial e no combate à inflamação das células de gordura. Além disso, os ácidos graxos presentes no óleo de linhaça também agem estimulando a saciedade.

3 – Óleo de gergelim

A planta do gergelim é de origem oriental e suas sementes minúsculas são cheias de propriedades funcionais. O óleo é rico em vitamina E, que é anti-inflamatória e ajuda a aliviar os terríveis sintomas da TPM.

As substâncias antioxidantes são as grandes responsáveis por outros benefícios do óleo de gergelim, já que protegem o fígado dos processos oxidativos e evitam o acúmulo de toxinas e gorduras no órgão.

4 – Óleo de girassol

O óleo de girassol é rico em triptofano, um aminoácido antecessor do neurotransmissor serotonina que é capaz de atuar no controle do sono e do apetite, além de melhorar o humor e reduzir o inchaço. Fonte de ácidos graxos (ômega-6 e ômega-9) e vitamina E, auxilia na defesa do organismo contra os radicais livres e evita a formação de placas de aterosclerose, uma doença inflamatória que afeta os vasos sanguíneos.

5 – Óleo de macadâmia

Auxilia no controle do triglicérides, da glicemia do sangue e é uma ótima opção contra o envelhecimento. O óleo de macadâmia contém grande quantidade de ômega-9 e ômega-7, substâncias que fazem parte da composição natural da pele, mas que diminuem com o passar do tempo. Esse tipo de óleo age como repositor, proporcionando uma pele com aspecto mais jovial.

6 – Óleo de cártamo

Promove saciedade e com isso, auxilia na redução do apetite. Pesquisas apontam também que o óleo de cártamo pode estimular a lipólise ou a queima de gordura, favorecendo o emagrecimento. O óleo de cártamo é rico em antioxidantes e ácidos graxos (ômega-9 e ômega-6).