Dicas de Mulher Dicas de Beleza

6 maiores erros ao depilar as pernas com lâmina

Especialista dá dicas para evitar danos à pele e conseguir melhores resultados

em 27/02/2014

Foto: Thinkstock

Entre os métodos de depilação mais populares está a retirada dos pelos com lâmina. Ótima aliada das mulheres que buscam praticidade, a depilação com lâmina é rápida, indolor e pode ser muito eficiente.

Mas a ferramenta precisa ser usada de forma correta. Segundo a dermatologista Helena Zantut, a lâmina retira uma camada superficial da pele e pode causar pequenos traumas, como cortes e pelos encravados.

Para deixar a pele lisinha e livre de manchas e irritações, confira abaixo 7 erros comuns na hora de se depilar e conheça cuidados indispensáveis para garantir resultados eficientes.

1. Raspar as pernas assim que entra no chuveiro

Muitas mulheres querem se livrar logo dos pelos e, assim que entram no banho, fazem uso da lâmina. Mas a dermatologista Helena Zantut aconselha esperar cerca de 15 minutos no banho antes de iniciar o processo. Este tempo é suficiente para abrir os folículos e, além disso, a pele estará mais hidratada e deslizará melhor a lâmina. Também não é indicado esperar muito mais do que este tempo: neste caso, a pele pode enrugar e inchar, tornando mais difícil o corte dos pelos.

2. Não usar nada para deslizar a lâmina

Não importa a pressa, você nunca deve raspar as pernas “a seco”. É imprescindível ensaboá-las com creme de barbear ou mesmo um creme hidratante para garantir que a lâmina deslize com facilidade sobre a pele. Assim, você evita cortes e agressões. Mesmo o condicionador de cabelo pode ser eficiente para este fim. Apenas evite o sabonete em barra, que não cria lubrificação suficiente para deslizar facilmente a lâmina contra a pele, aumentando as chances de cortes.

3. Usar aparelhos de apenas uma lâmina

Eles podem quebrar o galho se você estiver fora de casa, mas evite usar os aparelhos com apenas uma lâmina de corte. Em vez disso, invista em aparelhos melhores, de quatro ou cinco lâminas. Eles custam um pouco mais caro, mas são mais eficientes, pois permitem que você deslize mais facilmente por áreas difíceis, como joelhos e tornozelos. Vale a pena o investimento!

4. Não trocar a lâmina com freqüência

As lâminas podem ser reutilizadas entre 5 e 10 vezes. Depois disso, ficam velhas e ineficazes. Além de ficar mais difícil a retirada dos pelos, elas são mais propensas a causar inchaços e vermelhidão, e conter bactérias, que potencialmente podem causar infecções. Portanto, utilize sempre lâminas novas.

5. Raspar para cima antes de raspar para baixo

Na primeira passagem da lâmina nas pernas, passe no sentido do crescimento dos pelos (para baixo), e só depois no sentido contrário. E, se você tem a pele sensível, nem deve fazer o segundo passo. . A dermatologista Helena Zantut explica que, embora passar a lâmina contra o pelo resulte em um corte mais rente, este modo também aumenta a possibilidade de irritação e pelos encravados.

6. Não prevenir e tratar pelos encravados

É comum o processo de depilação causar pelos encravados, e, se não forem tratados, eles podem se transformar em cicatrizes. Para evitar inchaços e vermelhidão, procure usar um esfoliante corporal cerca de duas vezes por semana no local depilado. Para tratá-los, você pode usar compressas quentes sobre a área afetada – o calor ajudará a relaxar o local.

Comentários
Dicas relacionadas