Dicas de Mulher Dicas para Mães

6 dicas de uma pedagoga para preparar seu filho para a pré-escola

A profissional explica como deixar a criança à vontade e pronta para enfrentar essa nova fase

em 27/09/2013

Foto: Thinkstock

Deixar seu “bebê” na escola pode não ser a tarefa mais fácil da sua vida. Após vários anos tendo-o por perto na maior parte do tempo, é hora de deixa-lo enfrentar o mundo lá fora. Entretanto, por mais difícil que seja para você, esteja segura de que, para a criança, essa experiência é ainda mais assustadora. Para preparar melhor seus filhos para esse momento, a pedagoga Cláudia Roberta Werneck dá dicas valiosas.

1 – Converse com a criança

Para Cláudia, falar com a criança sobre o que está por vir “é fundamental, porque a transição do ambiente do lar para um ambiente no qual ela vai conviver com outras crianças, com outro tipo de educação e com uma pessoa diferente tomando conta dela pode criar uma rejeição, caso não seja bem trabalhada. A conversa anterior ao primeiro dia de aula evita possíveis traumas, nesse sentido. Vale falar das atividades divertidas que serão vivenciadas na escola, dos amiguinhos, enfim, de tudo que possa estimular a criança a querer participar disso”.

2 – Conheça a professora

“É preciso conhecer a futura professora antes, e conversar com ela para analisar se realmente é uma pessoa de confiança e se há uma empatia entre vocês. Isso é importante porque a confiança que você tem – ou não – nessa profissional será automaticamente passada para a criança, que só se sentirá segura se sentir que você está segura”, explica a pedagoga.

3 – Conheça a escola

O ambiente em que você pretende deixar seu filho deve ser cuidadosamente avaliado antes da matrícula. “A escola deve ser um ambiente que represente uma extensão do lar da criança. Ela tem que se sentir à vontade como se sente no ambiente familiar”, diz Cláudia, “também é importante lembrar que se deve conhecer a escola no todo; não apenas a questão pedagógica e didática, mas também a parte de estrutura física. É necessário avaliar se aquele ambiente está destinado a crianças da faixa etária do seu filho. Em uma boa escola, tudo tem que ser adaptado à idade da criança”, arremata.

4 – Ensine algumas coisas em casa, antes que a criança comece a frequentar as aulas

“O estímulo anterior à fase escolar é o que vai permitir o desenvolvimento da criança na escola. Uma criança que não tem esse estimulo antes poderá apresentar dificuldades para acompanhar o restante da turma”, afirma Cláudia. Para ela, o ideal é que a criança conheça, de antemão, “algumas letras, os números, as cores, por exemplo, mas o principal mesmo é estimular a convivência dela com livros, papel e lápis. Ela precisa ter esse primeiro contato para que essas coisas não lhe pareçam estranhas, quando começar a frequentar as aulas”.

5 – Conte com os irmãos mais velhos

“Os irmãos mais velhos serão a primeira referência que a criança terá de uma rotina de estudos. Ela vai observar como eles lidam com as tarefas de casa e a rotina escolar, em si, e realmente os irmãos se tornarão seu exemplo, uma vez que o pai e a mãe normalmente não poderão estar por perto na hora do dever de casa”, diz Cláudia.

6 – Faça das compras escolares um evento aguardado ansiosamente

Cláudia explica que é importante permitir que a criança participe da compra do material escolar e do uniforme, por exemplo. “Isso é o que vai animar a criança, é o estímulo que ela precisa para se empolgar com a experiência. Fazê-la participar disso dá uma importância para aquilo que ela vai iniciar. Ajude-a a escolher o caderno que mais gosta, mostre como o uniforme é bonito, faça-a se encantar com as canetinhas, a massinha de modelar, os lápis e tintas coloridas, explique que ela vai usar tudo isso nas atividades com a professora e os coleguinhas. Essas compras serão, para ela, uma grande festa, e permitirão que ela chegue à escola ansiosa para desenvolver essas atividades”, finaliza a pedagoga.

Comentários
Dicas relacionadas