Dicas de Mulher Dicas de Saúde

5 mitos sobre a pílula anticoncepcional

Desvende os mistérios que cercam as pílulas e escolha a sua com mais segurança

em 14/01/2013

Foto: Thinkstock

Existem tantas opções de métodos contraceptivos no mercado, que é perfeitamente aceitável não saber absolutamente tudo sobre cada um deles. No entanto, na hora de escolher o mais adequado para você, é fundamental esclarecer todas suas as dúvidas para não se deixar enganar pelos falsos mitos que envolvem cada um deles. Para ajudar você nessa difícil tarefa, desvendamos alguns dos mitos mais comuns sobre um dos métodos mais utilizados pelas mulheres: a pílula anticoncepcional.

Mito 1: Pílula anticoncepcional engorda

Toda mulher que toma anticoncepcional deseja se prevenir de uma gravidez indesejada, mas existem casos em que esse método é ignorado pelo medo de engordar. A verdade é que nas bulas de algumas pílulas anticoncepcionais existe uma informação sobre a possível oscilação de peso, mas isso não é uma regra.

Em contrapartida, existem estudos que afirmam não haver nenhuma relação entre o uso de pílula e o aumento de peso. Esse mito é antigo e vem da época em que as pílulas continham grandes quantidades de hormônios. Atualmente, a dosagem é baixa e a probabilidade de ganhar peso pelo uso de anticoncepcional também, o que pode acontecer é algum inchaço em função da retenção de líquidos e da presença do estrogênio, mas tal inchaço desaparece com o tempo.

Mito 2: É necessário fazer uma pausa temporária do anticoncepcional

Existem anticoncepcionais em cartelas 21 e outras com 28 pílulas. Na cartela de 21 pílulas, deve ser dada uma pausa de uma semana para que ocorra a menstruação e recomeçar a nova cartela no oitavo dia, enquanto que na de 28 pílulas, a nova cartela é iniciada no dia seguinte ao término da anterior, sem interrupções e a menstruação coincide com os últimos comprimidos.

Além do intervalo feito no caso das cartelas de 21, algumas pessoas acreditam que seja necessário fazer um intervalo maior para desintoxicar o organismo, um mito, já que as dosagens de hormônio das pílulas são baixas e não intoxicam o organismo. Fazer uma pausa de um ou mais meses pode aumentar o risco de uma gravidez indesejada, além de fazer com que, ao voltar, a mulher sinta os sintomas iniciais de afetam as mulheres quando começam a usar pílula.

Mito 3: A pílula anticoncepcional é um método 100% seguro

Não existe nenhum método contraceptivo totalmente seguro, todos eles têm uma chance de falha de pelo menos 0,01%. As chances da pílula não funcionar podem chegar a 8%, caso não seja tomada diariamente e com a regularidade exigida. Se a regularidade de dias e horários for mantida, as chances de que ela funcione corretamente pode chegar a de 99,9%.

Mito 4: Pílula anticoncepcional causa câncer

Ao contrário do que se imagina, existem pesquisas que comprovam que tanto a pílula anticoncepcional quando o DIU (dispositivo intra-uterino) são aliados eficientes na prevenção do câncer de útero. Muito já se falou sobre a maior probabilidade de mulheres que usam pílula de desenvolverem câncer de mama, mas ainda não há nenhuma comprovação científica sobre tal relação.

Mito 5: Anticoncepcional é tudo igual

Basta uma mulher elogiar a própria pílula para que a outra já queira saber o nome e conhecer, mas existem no mercado diferentes tipos de pílulas e cada uma é indicada para um perfil de pessoa.

E não é apenas a marca que muda, muda-se a quantidade de estrogênio e progestina, a ordem em que são tomadas e muito mais. Na hora de receitar o tipo ideal para cada pessoa, o ginecologista investiga hábitos, histórico de doenças e vários fatores que o levam a indicar um ou outro tipo.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre a pílula anticoncepcional, só falta marcar uma consulta com um ginecologista de sua confiança para que juntos possam definir a que melhor atende às suas necessidades. Vale a pena lembrar que o anticoncepcional não previne doenças sexualmente transmissíveis, por isso deve ser associado ao uso da camisinha. Cuide-se!

Comentários
Dicas relacionadas