10 coisas que os homens esquecem de fazer durante o sexo

Com pressa de satisfazer suas necessidades, alguns homens podem deixar a desejar na cama

Por Tais Romanelli
Atualizado em 19/09/2013 13:16
10 coisas que os homens esquecem de fazer durante o sexo 10 coisas que os homens esquecem de fazer durante o sexo

Foto: Thinkstock

O sexo deve ser um ato de prazer para as duas partes envolvidas. Não seria justo que a mulher, por exemplo, se vestisse com uma lingerie nova e sexy, se o seu parceiro não se esforçasse nenhum pouco para agradá-la na hora H!

E não é que façam por mal, mas a verdade é que, algumas vezes, os homens deixam a desejar na cama, exatamente por terem pressa de satisfazer suas necessidades e se esquecerem de atender aos desejos da parceira.

A sexóloga Walkíria Fernandes destaca que, entre as queixas femininas mais frequentes em relação ao comportamento dos homens na hora do sexo, estão: a pressa para fazer a penetração, o fato de pedir à parceira para fazer sexo oral sem antes ter tomado banho, querer sexo numa frequência quase diária e a falta de preliminares. Não necessariamente nesta ordem.

A respeito do último item, ela acrescenta: “é através das preliminares que começamos a nos desligar do mundo externo e a nos entregar ao momento do sexo. O relaxamento e a entrega começam a ocorrer, dando início ao processo de excitação. Muitas vezes quando o desejo sexual não está muito intenso, ele pode aumentar na medida em que as preliminares vão ocorrendo. Em outras situações ele pode até não aumentar. No entanto, é com as preliminares que a mulher se prepara para a penetração, que não deve, portanto, acontecer logo no início da relação sexual”, explica Walkíria.

Além desses pontos de extrema importância, abaixo você confere outras 10 coisas que muitos homens se esquecem de fazer na hora do sexo:

1. Brincar com o clitóris. Ele está bem ali, nem para mais baixo, nem mais para o lado… É importante focar nele!

2. Tirar as meias. O homem é sexy quando está nu, e sem meias!

3. Lubrificar. As mulheres precisam se sentir muito molhadas para realizarem com sucesso (e prazer) o ato. Por isso é preciso menos pressa, e mãos à obra!

4. Falar. As mulheres ficam ainda mais excitadas quando usam sua imaginação na hora H. Portanto, um pouco de conversa sobre sacanagem, claro, terá um efeito ótimo!

5. Manter a língua molhada. É fundamental mantê-la molhada com saliva na hora do sexo oral.

6. Tomar cuidado com as mãos. Ao menos que a mulher deixe claro que adora quando seu parceiro aperta seus seios com força, o toque neles deve sem mais delicado, no mínimo, sem beliscões.

7. Beijar levemente. Às vezes, um leve toque é melhor do que um forte. E um beijo doce, com apenas os lábios, é mais agradável do que um beijo muito acelerado com o uso excessivo da língua.

8. Mordiscar. A maioria das mulheres adora uma mordidinha e uma chupada suave nos dedos das mãos ou nos pés.

9. Deixar as preocupações de lado. É preciso sorrir um pouco, demonstrar prazer e concentração (somente) naquilo que está fazendo.

10. Tomar cuidado com os dentes. Nada de mordidas exageradas, principalmente nos seios, que são totalmente sensíveis. Mas é claro que mãos e boca são bem-vindas e podem passar pelos mamilos com suavidade antes de descer.

Portanto, as dicas de hoje vão para eles! É fundamental se atentar às necessidades da parceira e fazer de tudo para que o sexo seja realmente prazeroso para ambas as partes.

A importância do diálogo

A sexóloga Walkíria deixa também um recado às mulheres, especialmente àquelas que têm se incomodado com algumas dessas falhas (ou esquecimentos) do parceiro. “Sempre que algo não vai bem na relação afetivo conjugal ou sexual é importante que haja o diálogo”, diz.

“Quando a insatisfação for sexual, obviamente, o diálogo deve ocorrer fora do momento do sexo. É preciso ter a sensibilidade e a preocupação de dizer o que se quer, com respeito ao outro, sem agressões ou indelicadezas”, explica Walkíria. “A forma com que se fala muitas vezes é mais importante do que o que se fala”, finaliza a sexóloga.