Novidade! Baixe nosso app em seu smartphone Android iPhone

Dicas de Mulher Dicas de Saúde

10 alimentos que parecem saudáveis mas não são

Conheça a lista de itens que parecem saudáveis, mas que podem atrapalhar o emagrecimento e prejudicar a saúde

em 24/07/2013

Foto: Thinkstock

Fazer trocas inteligentes na alimentação é uma ótima maneira de perder peso de forma saudável. Mas o mundo “light” pode ter algumas armadilhas que merecem atenção na hora de fazer suas escolhas.

É preciso observar se essas trocas estão mesmo sendo positivas para a sua dieta. Por exemplo, trocar refrigerante por suco de caixinha é mais saudável? Depende. Alguns sucos industrializados podem conter a mesma quantidade de açúcar presente nos refrigerantes, ou até mais! E as barrinhas de cereais entre as refeições? Elas nem sempre são boas opções de lanche.

Muitos alimentos parecem bons, mas contêm diversas substâncias prejudiciais à saúde. Com o processo de industrialização, eles ganharam açúcar, sal e aditivos em excesso, e podem não ser tão saudáveis quanto você pensa.

A nutricionista Marina Donadi elaborou uma lista com 10 alimentos que parecem saudáveis, mas nem sempre são. E ela orienta: não é preciso deixar de consumir esses itens, apenas ficar mais atenta aos rótulos. Confira:

1. Barra de cereais

Elas são práticas e saborosas, por isso prometem ser uma ótima opção de lanche. E, de fato, há barrinhas de cereal que contêm baixas calorias, são fonte de fibras, dão energia, aumentam a sensação de saciedade e ajudam no funcionamento do intestino. Mas não é sempre assim. Algumas são compostas basicamente de chocolate, estão cheias de gordura, açúcar, calorias e não possuem fibras. A nutricionista Marina Donadi dá a dica: para escolher boas opções, fique de olho no rótulo. O primeiro ingrediente da lista é o que está presente em maior quantidade no produto, então procure marcas em que a fibra esteja no começo da lista. É importante olhar também a quantidade de gordura saturada (gordura ruim) e sódio presentes no produto. Mesmo buscando boas opções, não é recomendado comer este alimento com muita freqüência, já que contêm conservantes e grãos processados ao invés de integrais.

2. Produtos diet

Se você apostava nos alimentos “diet” como uma boa opção para a perda de peso, se enganou! Este tipo de produto é recomendado apenas para pessoas que têm restrições alimentares, como diabéticos, que não podem ingerir açúcar. Muitas vezes, para que o alimento diet mantenha a consistência e o sabor, a falta de açúcar é compensada com gordura, o que pode torná-lo ainda mais calóricos do que a versão normal. Para quem quer emagrecer, os produtos light são mais indicados, já que têm quantidade de calorias reduzida. Ainda assim, não é bom consumir em excesso, pois costumam ser cheios de sódio e adoçantes, também nocivos à saúde.

3. Refrigerante zero

Os refrigerantes zero, apesar de não terem calorias, contêm uma série de produtos químicos em sua fórmula que são nocivos à saúde, como corantes, acidulantes, conservantes e adoçantes, sem falar nas altas taxas de sódio, que aumentam a pressão arterial e retêm líquido. O ideal é eliminá-los de vez de sua rotina!

4. Suco de caixinha

Muitas pessoas substituem refrigerantes por sucos de caixinha, mas eles não são tão saudáveis quanto parecem. Esses sucos, de forma geral, contêm grande quantidade de açúcar. E, mesmo as nas versões light, estão presentes em sua composição muitos aditivos químicos, como corantes, conservantes e sódio. Além disso, as propriedades encontradas nas frutas, como fibras e vitaminas, são perdidas no processo de industrialização. O ideal é mesmo fazer sucos naturais! Os de polpa também são opções melhores que os de caixinha.

5. Chás em lata

Os chás em lata também possuem grandes quantidades de açúcar ou adoçante, assim como os refrigerantes diet. Alguns chás ainda são ricos em cafeína, substância que pode causar insônia e ansiedade. Mais uma vez, os chás preparados em casa são opções muito melhores.

6. Sopas de saquinho

Como se pode perceber nessa lista, os grandes vilões desses alimentos são os aditivos químicos colocados no processo de industrialização. As sopas em pó possuem corantes, conservantes e principalmente muito sódio. Algumas ultrapassam o valor recomendado para o dia todo. Apesar de serem muito práticas, elas não têm fibras nem nutrientes bons. A sugestão da nutricionista, neste caso, é fazer uma sopa caseira e congelar pequenas porções.

7. Peito de peru

O peito de peru fatiado é muito prático no preparo de lanches, portanto pode ser uma boa opção de proteína magra. No entanto, é um alimento embutido e, por isso, carregado de sódio. Algumas marcas contêm quase a quantidade diária recomendada. Ele ainda pode conter nitritos e nitratos, que são substâncias químicas cancerígenas. Por isso, é melhor optar por marcas com menos sódio e evitar o consumo freqüente deste alimento.

8. “Falsos” pães integrais

Alguns pães “multigrãos” atraem o consumidor por parecerem saudáveis, mas nem sempre são. Muitos são preparados com grãos refinados, e não trazem os benefícios dos pães integrais. Mais uma vez, observe o rótulo e a lista de ingredientes: a farinha integral deve ser o primeiro item da lista e, portanto, o que está presente em maior quantidade. Segundo a nutricionista, os pães 100% integrais são os mais indicados.

9. Molhos para salada

Para dar um gostinho especial à salada, nada melhor que um molho pronto. Certo? Errado! É preciso ficar de olho na hora de encher sua salada de molho industrializado, pois eles podem comprometer a dieta. A nutricionista alerta que esses molhos têm muitas calorias, além de produtos químicos e quantidade excessiva de sal. Por isso, na hora de temperar sua salada, opte por temperos caseiros, como ervas, azeite de oliva, vinagre, limão e sal (mas não em excesso).

10. Shakes para substituir refeições

Os shakes nem sempre têm a quantidade de nutrientes equilibrada para substituir uma refeição. Além disso, uma refeição liquida traz menos saciedade, fazendo com que se coma mais “lanchinhos” fora de hora. Para Marina Donadi, o ideal é manter uma dieta equilibrada, que contenha frutas e vegetais, carnes magras e carboidratos complexos (como os integrais). Assim, é possível obter um emagrecimento muito mais saudável!

Receba nossas melhores dicas diretamente em seu e-mail

Assine nossa newsletter para receber nossas novidades sobre os assuntos do momento.

Nós odiamos spam. Nunca usaremos seu e-mail para outros fins.

Comentários
Dicas relacionadas